Era um jogo de futebol, mas tornou-se uma questão política. Temem-se confrontos no França-Turquia de hoje

O França-Turquia desta segunda-feira, de apuramento para o Euro2020 de futebol, escalou para a política, depois de Ancara ter lançado uma ofensiva militar contra as posições das milícias curdas no nordeste da Síria.

A ofensiva militar turca contra as posições das milícias curdas no nordeste da Síria, que já provocou dezenas de mortos e levou vários países europeus, entre os quais a França, a anunciar um embargo temporário da venda de armas à Turquia, está na base da tensão.

Emmanuel Macron, presidente francês, condenou, no sábado, a ofensiva turca na região, sublinhando que a mesma podia “criar uma situação humanitária insuportável” na região.

Esta segunda-feira o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, abdicou da presença no jogo entre a França e a Turquia “A presença estava prevista na agenda do ministro, mas ele decidiu não assistir ao jogo”, revelou o gabinete ministerial à AFP, sem revelar os motivos que levaram Le Drian a recuar na decisão de estar presente hoje no Estádio de França, em Paris.

O jogo entre as duas seleções, a ser disputado no Stade de France, em Paris, teve um reforço significativo das medidas de segurança. A Polícia Francesa teme que haja atos de violência por causa da tensão política entre os dois países. São esperados 3800 adeptos turcos na capital francesa vindos da Turquia e muitos outros, a viver em França mas também nos países vizinhos. “Ouvimos dizer que 40 mil turcos iriam estar em França. Será como jogar em casa”, disse Cagri Devran, jornalista do diário desportivo turco ‘Fanatik’, em declarações à AFP.

Alguns políticos franceses pediram mesmo o cancelamento do jogo. “O futebol não devia servir como veículo de propaganda de Erdogan. É impensável que os jogadores turcos façam a saudação militar no nosso território ou que haja assobios durante a Marselhesa [hino francês] esta noite”, escreveu no Twitter, Jordan Bardella, deputado da Rassemblement National, partido de extrema-direita francesa.

No jogo da primeira volta, disputado em Konya e que acabou com a vitória turca por 2-0, os franceses ficaram irritados com o facto de o seu hino nacional ter sido assobiado pelos adeptos turcos.

Didier Deschamps espera que o foco dos jogadores esteja apenas no relvado. “Os problemas de geopolítica existem. Quais as consequências? Claro que isto está ligado ao jogo mas não vamos pensar nisso. Estamos no campo desportivo, num jogo de futebol, num estádio e vamos garantir que estejamos focados apenas nisso”, garantiu, na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

O selecionador turco, Senol Gunes, também abordou a questão política que envolve o jogo entre ambos, de qualificação ao Euro2020. “Não quero fazer qualquer declaração política mas as nossas crianças podem vir a ser esses soldados. Não quero que haja mais mortes. Não quero que estes debates substituem o jogo. Estamos com os nossos soldados mas sou contra qualquer tipo de violência. Independentemente do resultado, espero que as duas seleções possam felicitar uns aos outros, não só no relvado mas também nas bancadas. Fazendo isso, estaremos a contribuir para a paz mundial”, pediu o selecionador da Turquia.

A UEFA também já se pronunciou sobre o caso, indicando que vai “examinar” os gestos, reforçando que “os regulamentos interditam referências à política e à religião”.

França e Turquia lideram o H de apuramento para o Europeu de futebol de 2020. Ambas seleções têm 18 pontos, frutos de seis vitórias e uma derrota. Em caso de triunfo, os franceses apuram-se logo para o Euro 2020: passam a somar 21 pontos, mais três que os turcos.

O terceiro posto é da Islândia, que tem 12 pontos e recebe a seleção de Andorra.  Mesmo que vença os jogos que restam e a França não pontuar mais, o máximo que os islandeses irão conseguir é igualar os gauleses mas perdem no confronto direto (duas derrotas por 0-1 e 0-4). Se os turcos vencerem em solo gaulês, também garantem o apuramento ao Euro2020, se a Islândia não vencer.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A famosa estrela Betelgeuse está a recuperar o seu brilho

Novas observações revelaram que a famosa estrela Betelgeuse, cujo brilho diminuiu de forma inexplicável desde outubro, está a conseguir reverter este efeito de escurecimento, recuperando o seu brilho.  A estrela, uma super-gigante vermelha pertencente à …

Sardenha vai cobrar entrada em praia invadida por turistas

Sardenha, em Itália, quer limitar a entrada de turistas numa das suas famosas praias, La Pelosa. A praia vai ter lotação limitada e a entrada vai ser paga para maiores de 12 anos. As medidas de …

Se não quer que a Alexa e a Siri ouçam a sua vida privada, basta usar uma "pulseira do silêncio"

Uma equipa de professores de ciência da computação da Universidade de Chicago inventou uma pulseira especial que interfere com todos os microfones próximos, incluindo os dos altifalantes e assistentes inteligentes. As câmaras de segurança e altifalantes …

Algoritmo analisa textos de Edgar Allan Poe e indica que autor pode não ter cometido suicídio

Através de um algoritmo que identifica marcadores linguísticos de depressão e cognição suicida, investigadores norte-americanos que o escritor Edgar Allan Poe pode não ter cometido suicídio. Nesta análise, investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos …

Mudanças climáticas estão a secar um rio que fornece água a milhões de pessoas nos Estados Unidos

As mudanças climáticas reduziram drasticamente o fluxo do rio Colorado, nos Estados Unidos, deixando em risco o abastecimento de cerca de 40 milhões de pessoas e milhões de hectares de terrenos agrícolas. O alerta consta …

Trump vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, anunciou na segunda-feira que vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros, à chegada à cidade de Ahmedabad, para uma visita …

Vale e Azevedo livre de processo de desvio de fundos do Benfica

O Tribunal Judicial de Lisboa declarou a prescrição do processo em que o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo era acusado de ter desviado dinheiro do clube. O Tribunal Judicial de Lisboa declarou, na …

O Pentágono acabou de simular uma guerra nuclear com a Rússia

O Pentágono realizou um exercício de treino na semana passada, no qual simulou uma guerra nuclear com a Rússia. Apesar de ser comum passar por conflitos simulados, é incomum divulgá-los.  De acordo com a National Defense …

Novo passaporte britânico é desenhado em França e feito na Polónia

A ministra do Interior britânica, Priti Patel, apresentou no sábado os novos passaportes. Começam a ser emitidos em março e recuperam a cor azul que tinham antes de 1988, quando o Reino Unido se juntou …

Confirmados resultados das presidenciais da Guiné-Bissau e vitória de Sissoco Embaló

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau confirmou os resultados das eleições presidenciais e a vitória de Umaro Sissoco Embaló. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau confirmou esta terça-feira os resultados das eleições presidenciais …