França proíbe utilização de máscaras caseiras. Áustria torna FFP2 obrigatórias

O Ministério da Saúde francês proibiu a utilização de máscaras caseiras em espaços públicos e nos locais de trabalho. A partir de agora, passam apenas a ser recomendadas máscaras cirúrgicas e FFP2.

A decisão é justificada pelo Ministério da Saúde francês pelo facto de as máscaras caseiras não oferecerem proteção suficiente contra as mutações, mais contagiosas, do SARS-Cov-2.

Citado pelo The Guardian, Olivier Véran, ministro da Saúde francês, disse que “o Alto Conselho de Saúde Pública recomenda, tal como eu, que os franceses não utilizem máscaras feitas em casa”. Na sexta-feira, foi emitido um decreto que desaprova o uso deste tipo de equipamento de proteção em espaços públicos e nos locais de trabalho.

“Não oferecem proteção suficiente contra as novas, mais infecciosas, variantes de covid-19”, justificou. A partir de agora, passam a ser recomendadas apenas máscaras cirúrgicas e FFP2.

“Máscaras de categoria 2 ou de tecido filtram apenas 70%, enquanto máscaras de categoria 1, como máscaras cirúrgicas, podem chegar a 95% se usadas corretamente. Como a variante é mais facilmente transmitida, é lógico: usar máscaras com o maior poder de filtragem”, explicou Daniel Camus, do Instituto Pasteur em Lille, à Franceinfo.

Máscaras FFP2 obrigatórias na Áustria

A partir desta segunda-feira, os austríacos com mais de 14 anos são obrigados a usar máscaras FFP2 nos locais mais movimentados, como transportes públicos, lojas, empresas, farmácias, hospitais e consultórios médicos.

A Áustria é um dos primeiros países europeus a tornar este tipo de máscaras obrigatório, seguindo as orientações da Alemanha. A medida terá sido bem aceite pela população.

As grávidas e as pessoas com condições médicas relacionadas com problemas de respiração não são obrigadas a usar estas máscaras, que bloqueiam 94% das partículas do vírus.

Segundo a France24, há algumas semanas, as FFP2 custavam mais de 5 euros. Agora, podem ser encontradas em todas as mercearias locais por 59 cêntimos cada.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente alguém com bom senso.

    Máscaras sociais, quando devidamente usadas, são ineficientes.

    (nada é 100% eficiente, é claro; não obstante, as sociais é mesmo para esquecer.)

  2. É uma visão. Percebo mas não aceito.
    No início o vírus afogava-se no mar nunca cá chegaria. Depois as máscaras não faziam falta. Os comunas da OMS desaconselhavam.
    Agora as comunitárias não protegem. Um virologista português afirmou: todas são boas desde que bem colocadas.
    Eles proíbem porque quem as está a fabricar e exportar somos nós e não eles.

  3. O vírus chega mais depressa aos pulmões pelo nariz do que pela boca. Contudo, vesse muito boa gente com a mascara a tapar só a boca.

    Parece-me que o parecer sobre as mascaras comunitárias tem a ver com algum loby, é que, como o vírus parece estar para muito tempo, o negócio das mascaras xpto recomendadas vai render muitos milhões.

    Durante as pandemias passadas não existia as tecnologias como actualmente contudo, com perseverança e seriedade conseguiram vencer as pandemias. É certo que pereceram milhões mas, com toda a tecnologia actual também caminhamos para lá e, quanto mais se fizer render o peixe mais se ganha com a desgraça alheia

RESPONDER

Neutralidade carbónica até 2050. Lei Europeia do Clima é "mais um compromisso concretizado", diz Costa

O primeiro-ministro António Costa saudou, nesta quarta-feira, o acordo político provisório sobre as emissões de gases com efeito de estufa, dizendo que se trata de "um sinal inequívoco da determinação da [União Europeia] UE no …

Pai de Valentina condenado a 25 anos de prisão. Madrasta condenada a 18 anos e 9 meses

O pai da criança que foi encontrada morta, em maio do ano passado, em Peniche, foi condenado a 25 anos de prisão. A madrasta foi condenada a 18 anos e nove meses. De acordo com o …

Luís Correia deixa PS. Vai recandidatar-se a Castelo Branco como independente

O ex-presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, deixou o PS e vai recandidatar-se como independente à presidência da autarquia este ano. De acordo com o jornal Público, o ex-presidente da Câmara de Castelo Branco, …

DGS atualiza regras para partos. Hospitais têm de assegurar condições para acompanhantes

A Direção-Geral da Saúde fez uma revisão nas orientações de modo a facilitar o acesso dos acompanhantes e para deixar exclusivamente ao critério da mãe o contacto pele a pele com o bebé e a …

Portugal com mais uma morte por covid-19 e 610 novos casos de infeção

Portugal registou, esta quarta-feira, mais uma morte e 610 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 610 …

Quartos para arrendar estão mais baratos em Lisboa. A culpa é da pandemia

A pandemia provocou uma quebra de preços mas a capital ainda é a cidade onde fica mais caro arrendar um quarto. Ao longo do último ano foi na cidade de Lisboa que se registou a …

MP acusa ativista que interrompeu António Costa de desobediência qualificada. Arrisca 2 anos de prisão

Em 2019, um ativista do movimento Extinction Rebellion Portugal interrompeu e tirou o microfone ao primeiro-ministro António Costa no jantar de aniversário do Partido Socialista. Agora, está a ser acusado de desobediência qualificada. De acordo com …

Jerónimo de Sousa lança críticas ao PS no arranque das autárquicas

Jerónimo de Sousa focou as suas críticas no PS no dia em que a CDU apresentou o compromisso da coligação parar as eleições autárquicas. A CDU promoveu, esta terça-feira, um "ato público" para apresentar o compromisso …

Cabrita vai explicar contrato do SIRESP ao Parlamento

O Parlamento vai ouvir o ministro da Administração Interna para explicar o problema da rede de comunicações de emergência do Estado, SIRESP, cujo contrato termina ainda este ano. A audição de Eduardo Cabrita foi aprovada por …

Falha de luz estraga 2400 vacinas em Famalicão. Almirante desvaloriza e Graça Freitas prevê "abundância"

Uma falha de energia eléctrica no Centro de Vacinação de São Cosme, em Famalicão, no distrito de Barcelos, levou à inutilização de 2400 vacinas. Um incidente que compromete a administração de doses no concelho numa …