Depois da tensão com Itália, França está disponível para acolher migrantes do Aquarius

Christophe Petit Tesson / EPA

O Presidente francês, Emmanuel Macron

França está disponível para acolher migrantes do navio Aquarius que se enquadrem “nos critérios do direito de asilo”, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Em comunicado, o Governo francês referiu que a proposta foi “acolhida favoravelmente por Espanha”, país onde o navio deverá atracar no sábado com 629 migrantes a bordo.

O Aquarius, da organização não-governamental francesa SOS Mediterranée, foi proibido de atracar no domingo passado em Itália e, depois, em Malta, situação que só foi desbloqueada no dia seguinte com a oferta do novo primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, de o acolher no porto de Valência.

O navio partiu na terça-feira para Espanha, escoltado por duas embarcações da Marinha italiana, com as quais repartiu os migrantes que se encontravam a bordo, 123 dos quais são menores não acompanhados e sete grávidas.

Na quarta-feira, o novo ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, desafiou o Presidente francês, Emmanuele Macron, a provar a “generosidade” no acolhimento aos migrantes, considerando que França não respeitou os compromissos nesta matéria.

Ao intervir no Senado, o ainda presidente da Liga disse que França se comprometeu a acolher “9.816 migrantes” chegados nos últimos anos a Itália, mas que não acolheu mais de 640. Convidou mesmo o chefe de Estado francês a “passar da palavra aos atos” e a dar “um sinal de generosidade”, acolhendo estes imigrantes.

Macron e o novo chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte, têm encontro marcado para esta sexta-feira mas a tensão provocada pelo caso Aquarius parecia ter posto em causa essa reunião. Porém, segundo o Público, bastou um telefonema para resolver a questão.

Vários membros do Governo de Conte, sobretudo os líderes dos partidos vencedores sas eleições de Março, Matteo Salvini e Luigi Di Maio, exigiram um pedido de desculpas a Macron para que o encontro não fosse anulado.

Em vez disso, o Presidente francês telefonou a Conte e assegurou não ter feito “nenhuma declaração com o objetivo de ofender a Itália e o povo italiano”, sem retirar uma palavra ao que dissera sobre o seu Governo, avança o jornal.

A duas semanas do Conselho Europeu onde os líderes vão tentar chegar a acordo para um conjunto de regras comuns sobre fronteiras e direito de asilo, Macron e Conte pretendem “aprofundar a sua cooperação bilateral e europeia para desenvolver uma política de imigração eficaz com os países de origem e de trânsito, pondo em prática uma melhor gestão comum das fronteiras e um mecanismo europeu de solidariedade no acolhimento de refugiados”, cita ainda o diário.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …