/

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

1

Ian Langsdon / EPA

O primeiro-ministro francês, Jean Castex

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 milhões de euros e tem como objetivo reduzir o impacto do custo crescente da fatura doméstica. O subsídio será pago em dezembro de 2021 e pretende aliviar o orçamento familiar em pleno inverno.

O novo “cheque-energia” é prometido às famílias mais carenciadas num momento em que a fatura de gás e eletricidade não pára de crescer em toda a Europa e se aproximam as estações mais frias do ano.

Na quinta-feira, foi o primeiro-ministro francês, Jean Castex, comprometeu-se com “um ato de solidariedade para com as famílias mais modestas”.

O apoio adicional será dado a agregados com um rendimento anual até 10.800 euros por unidade de consumo (UC). Numa família, uma pessoa corresponde a uma UC, a segunda pessoa equivale a 0,5 UC e as restantes valem 0,3 UC cada uma.

O auxílio pode ser usado em faturas de eletricidade, gás natural, gasóleo para aquecimento, lenha ou outros combustíveis para o mesmo fim em consumo doméstico.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, que cita um assessor do governo francês, o executivo terá admitido alargar o universo de abrangidos por este apoio, mas tal implicaria analisar dados fiscais que serão atualizados no início de 2022.

Desde Janeiro de 2021, o preço do gás natural subiu 170% na Europa, segundo contas publicadas no início desta semana pelo think tank europeu Bruegel.

Também Espanha aprovou, no início da semana, um pacote de medidas temporárias para forçar a descida do preço da eletricidade.

  ZAP //

 

PUBLICIDADE

1 Comment

  1. Que medida/aborto é esta??
    O governo não pode dar nada, só pode “emprestar” e depois cobra em forma de impostos e taxas.
    Porque não baixar os impostos sobre a energia? não seria mais fácil?
    Parece que o objetivo é só um, iniciar um ciclo de super Inflação , para limpar as dividas das grandes empresas & governos (Super endividadas) à custa dos poupadinhos (e nesta pandemia as famílias pouparam muito) mas elas sabem o que lhes esperam..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.