Fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto em museu norte-americano são falsos

Uma investigação minuciosa a uma das coleções mais valiosas do mundo dos Manuscritos do Mar Morto revelou que nenhum dos 16 fragmentos analisados é autêntico.

Os Manuscritos do Mar Morto, um conjunto de manuscritos religiosos que contém as mais antigas fundações conhecidas do Antigo Testamento, datam do século III. Apesar de a grande maioria desses textos antigos e desgastados pelo tempo estar exibida em Jerusalém, muitos outros fragmentos circulam no mercado privado, onde são cobiçados por colecionadores e museus.

Infelizmente, muitos invetsigadores da área da arqueologia bíblica suspeitam que algumas dessas supostas relíquias são falsificações engenhosamente criadas.

Isto foi aparentemente confirmado no final de 2018, quando o Museu da Bíblia, nos Estados Unidos, revelou que pelo menos cinco dos fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto da sua coleção em exibição eram falsos.

Desde então, o museu contratou mais ajuda científica para verificar se os restantes fragmentos eram verdadeiros – mas não são. “Após uma revisão exaustiva de todos os resultados de imagens e análises científicas, é evidente que nenhum dos fragmentos de texto da coleção dos Manuscritos do Mar Morto do Museu da Bíblia é autêntico”, disse a investigadora de fraudes artísticas Colette Loll, fundadora e diretora da Art Fraud Insights, na investigação publicada no site do mesmo museu.

“Além disso, cada um exibe características que sugerem que são falsificações deliberadas criadas no século XX com a intenção de imitar fragmentos autênticos dos Manuscritos do Mar Morto”.

Lançando os resultados da análise bum relatório de 212 páginas, Loll explica a forma como os 16 fragmentos das coleções do museu foram submetidos a uma bateria de testes científicos, incluindo imagens de transformação multiespectral e de refletância, microscopia tradicional e 3D e testes microquímicos.

Os fragmentos analisados mostraram sinais de escrita moderna inscrita em depósitos arqueológicos de couro, revestidos com uma cola de pele de animal à base de proteína, que agiu para reforçar o material, além de replicar o brilho da superfície dos originais Manuscritos do Mar Morto, que são escritos em pergaminho.

Para o Museu da Bíblia, a sua total transparência quanto a estas falsificações beneficiarão o campo da arqueologia bíblica, destacando as técnicas usadas na criação de falsificações. “Apesar dos resultados menos favoráveis, fizemos o que nenhuma outra instituição com fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto pós-2002 fez”, explica o curador-chefe do museu, Jeffrey Kloha.

“Os métodos sofisticados e caros empregados para descobrir a verdade sobre a nossa coleção podem ser usados ​​para lançar luz sobre outros fragmentos suspeitos e talvez até serem eficazes para descobrir quem é responsável por estas falsificações”.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …