Fotografia revela que Amelia Earhart sobreviveu e foi presa pelos japoneses

NASA / Wikimedia

Amelia Earhart à frente do Lockheed Electra em que desapareceu, em 1937

Amelia Earhart à frente do Lockheed Electra em que desapareceu, em 1937

A lendária aviadora Amelia Earhart, que desapareceu há 80 anos numa viagem à volta do mundo, pode afinal não ter morrido nesse voo, como se acreditava. Segundo um documentário do canal História, há uma foto que prova que a aviadora sobreviveu à queda do avião e que acabou detida pelos japoneses.

Esta imagem é o centro do documentário do Canal História intitulado “Amelia Earhart: The Lost Evidence” (“Amelia Earhart: A prova perdida”) que vai ser exibido nos EUA no próximo domingo, dia 9 de Julho.

A foto, tirada numa doca, foi encontrada esquecida nos Arquivos Nacionais dos EUA e mostra uma mulher que se parece com Amelia Earhart, ao lado do que será o seu navegador, Fred Noonan, que fez a viagem com ela.

Especialistas forenses e de reconhecimento facial analisaram a fotografia e testemunham no documentário que ela é credível.

Entre os especialistas que participam no trabalho de investigação do Canal História está o ex-director do FBI e actual analista da NBC News, Shawn Henry, que há anos investiga o mistério do desaparecimento da aviadora.

Henry revela que encontrou a imagem num “outrora secreto” ficheiro da Marinha norte-americana. “Estava mal arquivada. Foi a única razão porque a consegui encontrar”, conta Henry no documentário.

Para este ex-especialista do FBI, a imagem “não deixa dúvidas de que são Amelia Earhart e Fred Noonan”, pelo que considera que “muda completamente a história” e prova que “ela sobreviveu ao seu voo e foi feita prisioneira pelos japoneses”.

O último registo de vida de Amelia Earhart data de 2 de Julho de 1937, a meio da viagem de avião em que tentava ser a primeira mulher a dar a volta ao planeta. Acabou por desaparecer misteriosamente e concluiu-se que se teria despenhado no Pacífico.

Nem o corpo da aviadora, nem o do seu navegador, foram encontrados. Mesmo assim, as suas mortes foram oficialmente declaradas em 1939, após longas buscas efectuadas no mar. Só em 2014 foi encontrado o primeiro fragmento do avião de Amelia Earhart, numa praia do Pacífico.

Mas esta nova fotografia parece indicar que Amelia Earhart sobreviveu. Além das figuras que se assemelham a Earhart e a Noonan, a imagem mostra o navio japonês Koshu a rebocar uma barcaça que os investigadores acreditam ter os destroços do avião.

“Acreditamos que o Koshu a levou para Saipan [nas Ilhas Marianas] e que ela morreu lá, sob custódia dos japoneses”, refere o produtor executivo do documentário do Canal História, Gary Tarpinian, citado pela NBC News.

A ideia de que Amelia Earhart foi capturada pelos japoneses não é nova, e surge em relatos antigos de nativos das ilhas da zona do Pacífico onde se deu a queda do avião. Uma dessas testemunhas, que dizem ter visto a aviadora e o seu navegador a serem retirados do local da queda e depois, em cativeiro, participa no documentário do História.

A investigação não conseguiu concluir se as autoridades dos EUA saberiam que era ela na foto que estava arquivada como “top secret”, mas admite que podem ter omitido a captura de Amelia Earhart.

A imagem pode ter sido tirada por espiões dos EUA no Japão, país onde as autoridades garantem que não há registos oficiais de que a aviadora tenha sido capturada.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …