“Turistas energéticos” acumulam contratos de luz e gás para fugir a dívidas

A Associação de Comercializadores de Energia no Mercado Liberalizado (ACEMEL) vai propor à ERSE a criação de uma lista negra de devedores que colecionam contratos de fornecimento de energia, deixando para trás um rasto de dívidas.

Chamam-se “turistas energéticos” e são clientes que trocam constantemente de fornecedor de energia, deixando um rasto de dívidas que, ao fim de seis meses, acabam por prescrever. Para acabar com este fenómeno, a Associação de Comercializadores de Energia no Mercado Liberalizado vai propor à Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos a criação de uma lista negra de devedores, que na maior parte das vezes são domésticos.

Segundo Ricardo Nunes, presidente da ACEMEL, o problema afeta mais as empresas de menor dimensão. A Luzigás, a Logica Energy e a Rolear Viva foram algumas das associadas que chamaram a atenção para este fenómeno. Mas, avisa o líder da ACEMEL ao Diário de Notícias, “estes turistas energéticos rodam todos”.

No entanto, a tarefa de criar uma lista negra não é fácil, uma vez que existem “dificuldades legais para controlar este fenómeno”. A isto acrescenta-se o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) que “torna quase impossível a criação de listas negras de devedores”. Segundo o líder da ACEMEL, a solução apresentada passa pela criação de, pelo menos, um sistema de comunicação entre empresas para troca de informação.

Ricardo Nunes alerta para uma descida artificial nas tarifas em 2018 e 2019 anunciada pela ERSE e pelo Governo, tendo em conta a tendência de aumento dos preços da energia no mercado grossista, que já atingiram recordes históricos no ano passado.

A distorção de preços, só no ano passado, ficou avaliada em 45 milhões de euros – que 1,1 milhões de clientes do mercado regulado pagaram a menos e 5,1 milhões de clientes do mercado livre pagaram a mais.

Ricardo Nunes referiu, ainda, que acredita que o próprio mercado vai fazer aumentar a concorrência entre comercializadores e, por isso, prevê também um movimento de concentração, verticalização e aquisições no mercado de energia.

“São demasiados players para os consumidores decidirem qual a melhor opção em termos de preços e ofertas. Vamos ter menos empresas, que vão estar presentes nas diferentes áreas da cadeia de valor”, acrescentou.

ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pois, eu conheço é empresas como a Iberdrola, que mesmo depois de denunciado o contrato nos 14 dias iniciais, que foi obtido por vendedores burlões, continuam a enviar facturas, e ainda recorrem a empresas de cobrança de crédito, a quem nunca sequer foi sua cliente!
    Ou como a Endesa que demorou mais de 1 ano para devolver um valor inferior a 20 euros, cobrados a mais, após fecho do serviço!

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …

Booking abandona a criptomoeda do Facebook

  Booking junta-se ao Mastercard, eBay, Visa, PayPal, Stripe e Mercado Pago e desiste do projeto da Associação Libra, promovida por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para a desenvolver a infraestrutura financeira que está na base …

Michael Jackson era "doente mental" e uma pessoa "perturbadora", diz Elton John

Elton John defende na sua autobiografia que Michael Jackson era "verdadeiramente doente mental" e uma pessoa "perturbadora", recordando os encontros que teve com o rei da pop, falecido em junho de 2009. O músico britânico escreveu …