Astrónomos descobrem forma revolucionária de “ver” a matéria escura

NASA, ESA e M. Montes

Abell S1063, um enxame de galáxias observado pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA como parte do programa Frontier Fields.

Usando dados do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, uma equipa de astrónomos empregou um método revolucionário para detetar matéria escura em enxames de galáxias.

O método permite que os astrónomos “vejam” a distribuição de matéria escura com mais precisão do que qualquer outro método usado até hoje e poderá, possivelmente, ser usado para explorar a natureza da matéria escura. Os resultados foram publicados na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Nas últimas décadas, os astrónomos tentaram entender a verdadeira natureza da misteriosa substância que compõe a maior parte da matéria no Universo – matéria escura – e mapear a sua distribuição no Universo. Agora, dois astrónomos da Austrália e da Espanha usaram dados do programa Frontier Fields do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para estudar com precisão a distribuição da matéria escura.

“Nós descobrimos uma maneira de ‘ver’ a matéria escura,” explica Mireia Montes (Universidade de Nova Gales do Sul, Austrália), autora principal do estudo. “Descobrimos que a luz muito fraca nos enxames galácticos, a luz intraenxame, mapeia o modo como a matéria escura está distribuída.”

A luz intraenxame é um subproduto das interações entre as galáxias. No decorrer dessas interações, as estrelas individuais são removidas das suas galáxias e flutuam livremente dentro do aglomerado. Uma vez livres das suas galáxias, acabam onde a maioria da massa do enxame, principalmente matéria escura, reside.

“Estas estrelas têm uma distribuição idêntica à da matéria escura, na medida em que a nossa tecnologia atual nos permite estudar,” explicou Montes. Tanto a matéria escura como estas estrelas isoladas – que formam a luz intraenxame – atuam como componentes sem colisão. Seguem o potencial gravitacional do próprio enxame.

O estudo mostrou que a luz intraenxame está alinhada com a matéria escura, traçando a sua distribuição com mais precisão do que qualquer outro método baseado em rastreadores luminosos até agora.

Este método também é mais eficiente do que o método mais complexo de usar lentes gravitacionais. Enquanto o segundo exige tanto a reconstrução precisa da imagem distorcida pela lente e campanhas espectroscópicas demoradas, o método apresentado por Montes utiliza apenas imagens profundas. Isto significa que, com o mesmo tempo de observação, o novo método permite estudar mais enxames.

Os resultados do estudo introduzem a possibilidade de explorar a natureza da matéria escura. “Se a matéria escura for autointerativa, podemos detetar este fenómeno como pequenos desvios na distribuição da matéria escura em comparação com este brilho estelar muito fraco,” destaca Ignacio Trujillo (Instituto de Astrofísica das Canárias, Espanha), coautor do estudo.

Atualmente, tudo o que se sabe sobre a matéria escura é que parece interagir gravitacionalmente com a matéria regular, mas não de qualquer outra maneira. A descoberta que autointerage colocaria restrições significativas na sua identidade.

Por enquanto, Montes e Trujillo planeiam investigar mais dos seis enxames originais para ver se o seu método continua correto. Outro teste importante do seu método será a observação e análise de enxames galácticos adicionais por outras equipas de investigação, para adicionar ao conjunto de dados e confirmar as suas descobertas.

A equipa também anseia pela aplicação das mesmas técnicas usando futuros telescópios espaciais como o Telescópio Espacial James Webb da NASA/ESA/CSA, que terá instrumentos ainda mais sensíveis capazes de resolver a fraca luz intraenxame no Universo distante. “Há possibilidade interessantes que devemos ser capazes de investigar nos próximos anos, estudando centenas de enxames de galáxias,” conclui Ignacio Trujillo.

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Fim das taxas moderadoras custa mais de cem milhões de euros por ano

O diploma aprovado, na última semana, no Parlamento para acabar com a maioria das taxas moderadoras vai custar ao Estado mais de cem milhões de euros por ano. O projeto de lei do Bloco do Esquerda …

Tancos. Detetada discrepância na listagem de lança-granadas

O CDS alega diferenças entre as listas comunicadas pelo Exército e entregues pela Polícia Judiciária Militar ao Ministério Público e quer alterar relatório final sobre Tancos. O CDS alegou existir uma diferença de 80 lança-granadas …

Rio defende inocência de Álvaro Amaro e critica julgamentos na praça pública

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira, em Viana do Castelo, o respeito pelo princípio de presunção de inocência para todos os portugueses e criticou julgamentos "na praça pública", referindo-se ao processo que envolve o …

Campanha para ajudar Miguel Duarte já angariou mais de 30 mil euros

A campanha de crowdfunding para ajudar Miguel Duarte, acusado pela justiça italiana de auxílio à imigração ilegal, já angariou quase 30 mil euros. Para surpresa de Miguel Duarte, o objetivo inicial da campanha de crowdfunding lançada no …

Misteriosas ilhas artificiais na Escócia são mais antigas que Stonehenge

Arqueólogos da Universidade de Southampton, que trabalharam com colegas da Universidade de Reading e com o arqueólogo local Chris Murray, descobriram que alguns "crannogs" escoceses datam do período neolítico - muito mais antigos do que …

Greves da Soflusa e Transtejo desconvocadas

A secretária-geral e responsável pela comunicação da Soflusa, Margarida Perdigão, confirmou esta segunda-feira que as greves da empresa de transportes foram desconvocadas. As greves tinham início marcado para terça-feira. Os sindicatos assinaram um protocolo que vai …

ONG pede investigação sobre a morte do ex-presidente do Egito Mohamed Morsi

A organização não-governamental Human Rights Watch pediu uma investigação sobre o acesso à assistência médica e aos alegados maus tratos sofridos ao longo dos anos por parte do ex-presidente do Egito Mohamed Morsi, que morreu …

Os golfinhos formam amizades porque partilham os mesmos interesses

No que diz respeito a criar laços de amizade, parece que os golfinhos são mais parecidos connosco do que imaginávamos. O comportamento homófilo desempenha um papel central na formação das amizades humanas, uma vez que os …

Neozelandês que partilhou vídeo do massacre de Christchurch condenado a 21 anos de prisão

Um neozelandês foi esta terça-feira condenado a 21 meses de prisão por ter partilhado o vídeo que o alegado autor do ataque em março contra duas mesquitas de Christchurch, que fez 51 mortos, transmitiu em …

Michel Platini detido por suspeitas de corrupção

Michel Platini foi detido, esta terça-feira, em Nanterre, nos subúrbios de Paris, pela polícia judiciária durante investigação sobre alegada corrupção na organização do Campeonato do Mundo de 2022, no Qatar. De acordo com a Mediapro, o …