/

Nunca chegou a vaguear no mar. Ford encontra mensagem centenária em garrafa numa estação de comboios nos EUA

(dr) The Ford Motor Company

Há muitas mensagens engarrafadas que começam e terminam a sua vida em barcos, na costa ou até mesmo no mar. Recentemente, a Ford Motor Company encontrou uma mensagem numa garrafa na antiga Estação Central de Michigan, em Detroit.

O último comboio partiu desta estação em 1988 e, nas décadas seguintes, o prédio ficou em ruínas. Em 2018, a Ford Motor Company adquiriu o edifício histórico da estação de comboios, com o intuito de o transformar na sede da divisão de veículos elétricos e autónomos da empresa norte-americana.

Durante o processo de restauração, os funcionários da empresa fizeram uma descoberta inesperada: encontraram uma garrafa antiga, no interior de uma parede de gesso, que continha uma carta datada de 1913 e assinada por Dan Hogan e Geo [George] Smith, segundo o Atlas Obscura.

De acordo com um comunicado de imprensa da Ford, a garrafa já chegou aos arquivos da empresa em Dearborn, onde se vai juntar a cerca de 200 outros artefactos recuperados do prédio durante a reforma.

Eventualmente, alguns dos objetos podem voltar à estação, para serem expostos no local.

Agora, o grande desafio é tentar decifrar o que está escrito na missiva, que ficou bastante deteriorada depois de passar mais de um século dentro de uma parede. Infelizmente para os mais curiosos, não há muito que descodificar: a mensagem, rabiscada a lápis, é curta e apenas parcialmente legível.

Lukas Nielsen and Leo Kimble, que trabalham na Homrich, uma empresa que está a trabalhar na restauração do edifício, foram elogiados por terem recuperado a garrafa sem a abrirem. Apesar de confessarem que foi uma tentação, decidiram não estragar o artefacto.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.