Força Aérea autorizada a alugar 26 aeronaves para combater fogos

Paulo Cunha / Lusa

A Força Aérea foi autorizada a alugar 26 meios aéreos de combate aos incêndios florestais para o período de 2020 a 2024. A maioria é para substituir 22 aeronaves, cujos contratos terminam este ano.

O Governo autorizou a realização de despesa referente à “aquisição, pela Força Aérea, de serviços de disponibilização e locação dos meios aéreos que constituem o dispositivo aéreo complementar do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais de 2020 a 2024”, segundo o comunicado do Conselho de Ministro.

Fonte do Ministério da Defesa disse à agência Lusa que se trata de 26 aeronaves, mas não avançou o valor em causa. Entre os meios aéreos que a Força Aérea vai alugar estão helicópteros ligeiros e pesados, aviões anfíbios médios e pesados e aviões ligeiros de coordenação.

Estas aeronaves serão para o período de 2020 a 2024 e vão substituir os meios aéreos que terminam o contrato no final deste ano.

Segundo o Ministério da Defesa, 22 aviões e helicópteros que integram o atual Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais terminam os contratos iniciados em 2018 e em 31 de dezembro de 2019. Conta também com mais 35 meios aéreos, alugados este ano e com contrato até outubro de 2022.

O Ministério da Defesa ressalva que se pretende, “de forma gradual e até 2023, edificar uma capacidade própria e permanente de meios aéreos do Estado para o combate aos incêndios rurais”.

No entanto, sustenta, que continua a ser necessário, nos próximos anos, “recorrer à aquisição de serviços de disponibilização e locação de meios aéreos, em função da disponibilidade dos meios aéreos próprios do Estado”.

O dispositivo de combate a incêndios conta este ano com 61 meios aéreos, incluindo um helicóptero para a Madeira.

A1, A25 e IC2 cortadas devido a fogo

A Autoestrada do Norte (A1), a A25 e o IC2 estão cortadas devido a um incêndio no concelho de Albergaria-a-Velha, Aveiro, que mobiliza 227 operacionais, segundo a Proteção Civil.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro, estão cortadas a A1 (Albergaria – Aveiro Sul), a A25 (no nó de Angeja Carvoeiro), na Estrada Nacional 16-2 junto às localidades de Afilhó e Alquerubim e o IC2.

Em declarações à agência Lusa, o comandante operacional, António Ribeiro, explicou que foi necessário o corte das estradas por causa do incêndio que deflagrou às 11h28 de quinta-feira na localidade de Paus, freguesia de Alquerubim, concelho de Albergaria-a-Velha. Ao início da manhã, o fogo estava com duas frentes ativas e mobilizava 253 operacionais, com o apoio de 77 veículos.

O incêndio ainda não está dominado. Durante a noite foi preciso proteger algumas habitações. Este incêndio atravessou o perímetro urbano”, disse, acrescentando que o vento forte está a dificultar o combate.

Também no distrito de Aveiro, no concelho de Águeda continuava às 7h30 por dominar o fogo que começou às 16h28 de quinta-feira em Veiga, na freguesia de Valongo do Vouga. Este incêndio tem uma frente ativa e está a ser combatido por 247 operacionais, com o apoio de 76 veículos.

“À semelhança do de Albergaria, também este incêndio continua por dominar. Também houve habitações em risco. O combate é difícil devido ao vento forte que facilita as projeções”, disse o comandante António Ribeiro. De acordo com o comandante, de manhã se as condições climatéricas (vento forte) e o fumo o permitirem, o combate vai ser reforçado com meios aéreos.

Ainda no distrito de Aveiro, continuava às 7h30 ativo o fogo que deflagrou na quinta-feira às 11h29 na freguesia de Macinhata do Vouga, Águeda, mobilizando 132 operacionais, com o auxílio de 40 operacionais.

Por causa deste incêndio, estavam às 750 cortados alguns nós da A1, A25 e IC2 (no nó de Albergaria e Lamas do Vouga). Por dominar esta sexta-feira de manhã, está ainda o fogo que deflagrou às 23h36 nas freguesias de Teixeira e Teixeiró, concelho de Baião, no distrito do Porto, que estava às 7h30 a ser combatido por 125 operacionais, com o apoio de 40 veículos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …

Trump negou ter-se abrigado num bunker da Casa Branca por causa dos protestos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, negou esta quarta-feira ter sido escoltado para um 'bunker' na Casa Branca, devido aos protestos pela morte de George Floyd, alegando ter ido lá apenas para inspecionar …

Itália. Manifestantes desviam as máscaras e protestam contra medidas para conter pandemia

Centenas de manifestantes se reuniram em Roma, desviando as suas máscaras dos rostos, para protestar contra as medidas do Governo italiano para impedir a propagação do coronavírus. Segundo avançou na terça-feira a Time, os manifestantes, que …

Brasil pagou anúncios em sites investigados por publicar notícias falsas, avança O Globo

O Governo brasileiro publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por divulgar notícias falsas, avança o jornal O Globo. O Governo do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por …

A covid-19 foi o balde de água fria de muitos países, mas pode ser uma oportunidade para a Nigéria

O mundo está a braços com uma pandemia e a Nigéria não é exceção. Agora que o país está a aliviar as restrições impostas para conter a disseminação do novo coronavírus, já se olha para …

Cidade japonesa propõe nova lei que proíbe uso do telemóvel enquanto se caminha

O Governo da cidade de Yamato, no Japão, propôs uma nova lei para proibir os pedestres de olhar para os seus telemóveis enquanto caminham nas ruas. Caso seja aprovada, entra em vigor a partir de …

Só 2% dos portugueses contam passar férias fora do país

Segundo uma sondagem da Pitagórica, a maioria dos portugueses está a evitar marcar férias a longo prazo, devido à pandemia de covid-19. A pandemia de covid-19 veio alterar os planos da grande maioria dos portugueses. De …

"O medo vai sempre existir". Um dos poucos países sem covid-19 autoriza regresso de 143 cidadãos

Palau, que tem mais de 500 ilhas e cerca de 18 mil habitantes, é um dos poucos lugares do mundo onde não foram registados casos de covid-19. Agora, o país vai permitir que 143 cidadãos …

Questionado sobre atuação de Trump, Trudeau respondeu com 21 segundos de silêncio

Questionado sobre atuação de Donald Trump durante os protestos por George Floyd, o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, respondeu com 21 segundos de silêncio. Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, precisou de 21 segundos de silêncio para responder a …

Marcelo espera "boa notícia" em agosto sobre futebol internacional em Portugal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta terça-feira esperar que haja “uma boa notícia” em agosto sobre futebol internacional em Portugal, mas alegou que não lhe compete fazer esse anúncio. “Tenho uma vaga …