Fim da geringonça. Bloco lamenta rutura de António Costa

João Relvas / Lusa

Catarina Martins, coordenadora nacional do Bloco de Esquerda

A coordenadora do Bloco de Esquerda lamentou esta sexta-feira a decisão do PS de não continuar com o modelo da “geringonça”, considerando que os socialistas estão “a recusar um modelo que deu provas de resistência”.

“Ao decidir pôr um ponto final à existência do modelo de acordo político que ficou conhecido como ‘geringonça’, o Partido Socialista recusa um modelo que deu provas de resistência face a turbulências políticas, que impediu recuos e assegurou um percurso estável de recuperação do país e de respeito pelos direitos e rendimentos”, afirmou Catarina Martins na sede do Bloco de Esquerda, em Lisboa.

A bloquista reagia assim, menos de 24 horas depois, à decisão do PS: os socialistas decidiram que não vão firmar nenhum acordo escrito, à semelhança do que foi feito na legislatura anterior, preferindo negociar medida a medida, orçamento a orçamento.

Apesar de rejeitar o acordo, o primeiro-ministro indigitado, António Costa, destacou que a metodologia de trabalho adotada nos últimos quatro anos vai manter-se com os parceiros.

Catarina Martins deixou claro que “os acordos da ‘geringonça’ foram uma garantia de estabilidade na vida das pessoas”, lamentando “a decisão do PS de não continuar esse caminho”. “Ao decidir ponto final à geringonça, o PS recusou um modelo que impediu recuos e respeitou direitos e rendimentos. Foram garantia de estabilidade. O Bloco lamenta”, afirmou a bloquista, citada pelo semanário Expresso.

Apesar de lamentar a rutura de Costa, Catarina Martins mostrou disponibilidade para continuar o diálogo, lei a lei, no Parlamento. “O nosso mandato é para em cada votação defender um país mais justos na economia e ambiente. O Bloco atuará com disponibilidade para encontrar as melhores soluções”.

Depois da reunião com o PS, a líder bloquista deixou tudo em aberto: estaria disponível para firmar um acordo de legislatura, bem como para analisar medida a medida, dizendo, contudo, que preferia a primeira opção. Ao contrário do PCP, o Bloco mostrou-se disponível para levar a cabo uma “geringonça 2.0”. Para isso, foram assinaladas algumas bases de negociação: “eliminar cortes de férias e horas extra impostas pela troika; uma trajetória para salário mínimo; fim da discriminação de contratação de jovens em período experiental; excluir cortes de salários e pensões, também qualquer agravamento fiscal sobre bens e serviços essenciais e não haver privatizações nem mudanças no código laboral ou da Constituição com a direita”.

O acordo teria sido “uma boa solução, era a que preferíamos. O PS preferiu não seguir esse caminho”, lamentou Catarina Martins.

Do “golpe de teatro” ao “desperdício democrático”

Palavras mais duras apresentaram os bloquistas José Gusmão e José Soeiro.

“Ontem [esta quinta-feira] percebemos que a juras de amor à geringonça do PS na noite eleitoral foram aquilo a que António Costa chamaria um golpe de teatro. A peça esteve em exibição menos de uma semana”, escreveu José Gusmão, citado pelo Expresso.

Também José Soeiro, num artigo de opinião que assina no mesmo semanário, acusa António Costa de e ter cedido à “tentação de agitar a ‘estabilidade política’ como chantagem” como estratégia governantiva, detalhando que o PS recusou a proposta inicial do Bloco “sem fazer qualquer contraproposta”.

No entender de José Soeiro, é claro que o PS é o responsável pela inexistência de um “horizonte de legislatura” para o próximo Governo, acusando mesmo os socialistas de tratarem a “geringonça” como um “breve parêntesis na nossa história política”.

Para o bloquista, preferiu um “Governo à Guterres”, considerando ainda a sua decisão como um “desperdício democrático”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Polaris Slingshot chega ao mercado com um sistema de transmissão inovador

A nova versão do Polaris Slingshot vem equipado com um sistema de transmissão que mescla a condução do manual com o conforto do automático. Para quem não conhece o Polaris Slingshot, apresentado pela primeira vez em …

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …

Paulo Gomes é o novo presidente do Vitória de Setúbal

O ex-vice-presidente, líder da lista D, foi eleito presidente do Vitória de Setúbal para o mandato 2020-2023, com um total de 875 votos. Paulo Gomes, de 50 anos, foi o mais votado das cinco listas candidatas, …

O mercado online de leite materno está a crescer (mas pode ser mau para os bebés)

https://vimeo.com/385229063 Para os pais que querem que o seu filho beba leite materno, mas que não conseguem produzi-lo, a possibilidade de o poder comprar na Internet pode parecer uma boa solução. No entanto, este mercado não …

Regina Duarte convidada para suceder a secretário da Cultura demitido

A atriz brasileira confirmou, na sexta-feira, ter sido convidada pelo Presidente do país para liderar a Secretaria da Cultura do Governo, após a exoneração de Roberto Alvim por ter parafraseado um discurso nazi. "É isso, recebi …

Universidade de Harvard quer criar 127 novos estados nos EUA

A Harvard Law Journal, da Universidade de Harvard, publicou um plano ousado - mas, segundo os autores, completamente constitucional - para salvar a democracia: criar 127 novos e minúsculos estados. Atualmente, todos os estados dos Estados …