“Até segunda-feira, se Deus quiser”. Fernanda Câncio ataca Dina Aguiar

Uma jornalista de um canal público de televisão pode despedir-se dos telespectadores com a expressão “Até segunda-feira, se Deus quiser”? Para Fernanda Câncio, é óbvio que não. A jornalista do Diário de Notícias critica a saudação utilizada pela colega Dina Aguiar no ‘Portugal em Directo’ da RTP1.

“Isto é o quê? A televisão da paróquia?”. A pergunta é lançada por Fernanda Câncio no seu perfil do Twitter, numa crítica a Dina Aguiar, jornalista da RTP, por ela se despedir dos telespectadores, no programa ‘Portugal em Directo’, com a expressão “Até segunda-feira, se Deus quiser”.

“Tive que voltar atrás quando me pareceu ter ouvido isto. Pensei que estava doida, mas afinal não sou eu de certeza. O que raio é isto, RTP? Temos uma TV pública teocrática?“, escreveu Fernanda Câncio no Twitter.

A crítica da jornalista do Diário de Notícias originou uma onda de solidariedade para com Dina Aguiar, com vários jornalistas da RTP, como Fátima Campos Ferreira, Cristina Esteves, João Fernando Ramos, Cecília Carmo e João Tomé de Carvalho, a manifestarem-lhe o seu apoio.

Dina Aguiar também veio a público comentar as críticas de Fernanda Câncio, numa publicação no Facebook onde fala do uso de uma “expressão comum” e sublinha que se despede daquela forma há “40 anos”, depois de ter também apresentado o telejornal na RTP, uma empresa “onde há liberdade de expressão“, reforça.

Os apresentadores Júlio Isidro e Tânia Ribas de Oliveira vieram igualmente a terreiro defender Dina Aguiar. “Eu também me despeço há 11 anos assim querida Dina”, escreveu a apresentadora. Já Júlio Isidro lembrou a “longa carreira” como jornalista de Dina Aguiar, notando que esta “presta serviço público de televisão” num “projeto nobre” como o ‘Portugal em Directo’.

Nas redes sociais, não se fica indiferente ao assunto e para lá do dilema entre a liberdade de expressão e os deveres de laicidade da RTP como canal público, há quem opte por abordar o assunto com bom humor.

SV, ZAP //

PARTILHAR

86 COMENTÁRIOS

  1. Sendo Portugal um país católico utilizar esta frase bem como outras no género. Se a Mme Cancio não o é isso é assunto dela… é por estas e por outras que andas te com quem andas te a comer, passear e roubar o Portugueses deves te achar! De jornalista tens MUITO POUCO

      • Laico só no papel.
        Portugal é desde sempre um pais de matriz catolica.
        Mais de metade da população é catolica, celebramos oficialmente a Pascoa, o Natal, e no nosso calendario temos apenas feriados catolicos.
        Mas disso a Cancio44 nao se queixa.

        • @JS Gostei da resposta!
          @outros Não confundir católico com religioso. Sem querer ofender ninguém, “Deus” há muitos, e a expressão da Dina Aguiar só pode ser entendida como católica… porque Portugal é essencialmente católico. Se estivéssemos no Irão entenderia-se como “Alá”.
          Em resumo a expressão religiosa utilizada pela Dina, parece-me como uma questão de “estilo” (do “Portugal em directo” e da Dina) e não como uma questão de laicidade ou não do canal público.

          • Pois, mas a grande diferença é que o Irão é uma republica islâmica, cuja religião oficial é o islamismo xiita (e pior do que isso: é uma Teocracia (onde a constituição é submetida a uma religião))!!
            Portugal é o oposto disso; um país laico, portanto, sem religião oficial!

            • Laicismo é apenas não ter uma religião oficial (que nem sequer é a matriz de muitos Estados europeus). Não é remover tudo o que cheire a religião do espaço público. Isso não é laicismo. É ateísmo de Estado. É intolerância.

        • No papel?
          Mas qual papel?
          Portugal é um país laico – como qualquer país civilizado!!
          País de matriz católica é uma coisa; país católico é outra completamente diferente!
          A religião não está na constituição nem faz parte do Estado!..

          • Não posso concordar consigo.
            França, por exemplo, é Laica.
            O artigo 1.º afirma que «A França é uma República indivisível, laica, democrática e social.».
            No nosso caso, palavras como «laico», «laica» ou «laicidade» estão ausentes da CRP.
            Temos oito feriados religiosos (e três feriados 5 civis).
            Qualquer romaria ou procissão é apoiada pela respectiva camara municipal e junta de freguesia.
            A Eucaristia dominical é transmitida em vários canais, um deles publico.
            Isto não é de um estado laico.
            Atendendo a que segundo o ultimo CENSOS, mais de 90% da população é católica, acho que a actual situação é completamente normal e pacifica, excepto para a cancio44 e Cª Lda.
            Por este andar, a próxima causa fracturante de uma certa esquerda avai ser mudar o nome de todos os hospitais públicos que tem nome de santos.

            • Bem… não consegue concordar porque não quer e aí o problema já é outro!!
              Portugal é obviamente um estado laico e isso está bem claro no artigo 41° da Constituição da República Portuguesa:
              “4. As igrejas e outras comunidades religiosas estão separadas do Estado e são livres na sua organização e no exercício das suas funções e do culto.”
              Não está lá a palavra “laico”, mas toda a gente com o minimo de bom senso percebe que é a mesma coisa.
              Tudo que apontou em Portugal tambem acontece na França (feriados religiosos, apoio das autarquias a festas religiosas, hospitais com nome de santos, etc).
              Só não tem missa num canal de tv público – e Portugal também não deveria ter!
              Já é mais do que tempo de acabar com a missa no canal público, ainda por cima, a igreja andou metida num canal privado que também transmite a missa (TVI)!..
              Ser pacífico é uma coisa; ser “legal” e deontologicamente correcto, é outra!…

          • Portugal é um país laico – como qualquer país civilizado!!

            Ficamos a saber que a Dinamarca, Noruega, Islândia, Mónaco, Malta, Andorra, não são Estados civilizados

            • Todos os paises/estados que referiste são menos religiosos do que Portugal, mas gostei especialmente da referência à Dinamarca!
              Boa escolha… é que foste logo escolher um dos paises menos religiosos do mundo e, onde a grande maioria da população (>80%) se está a marimbar para deus e para as religiões!!
              Se a Dinamarca não é um pais laico (e é onde a populacao dá menos importância à religião e é onde menos acreditam em deus), então não há paises laicos!!
              E o facto da Dinamarca ser dos paises com melhor quilidade de vida, enquanto nos paises mais religiosos é normalmente sempre onde se vive pior, não é apenas coincidência!…
              Ainda há dias um estudo comprovou isso mesmo:
              “Portugal é dos países onde mais pessoas garantem que Deus existe” ttps://www.publico.pt/2018/10/29/sociedade/noticia/portugal-unico-pais-europa-ocidental-onde-quase-metade-catolicos-acredita-deus-existe-1849285

        • Mas esta tralha pensa que é laica porque está no papel. Também estava lá, rumo ao socialismo… Esta gente dá mais valor ao papel do que à realidade autêntica.

      • Pois. Esse é o grande problema deste país. Ter-se tornado laico graças a um prezidentezeco que achou que seria o que ele decidia e não o que a grande maioria deste povo, incluindo muitos PS, acham ou desejariam. Pena.
        Se Deus quiser, teremos algum dia a sorte de nos livrarmos destes desgovernos esquerdistas e sem qualquer religião ou moral para tomarem decisões em nome de um País que é Católico na sua essência.

  2. Já agora Portugal tem talentos raros com problemas em ouvir as mais variadas expressões de um português
    em Portugal.
    Gostava de saber se a fulana usa o xau para dizer até logo ou adeus ás amigas ou familia.
    Vamos a ver se nos concentramos nos problemas maiores. Esta jornalista de certeza foi a primeira vez que viu o Portugal em Directo ou então não encontrou nada polémico para publicar.
    O certo é que o wikipédia diz muito desta jornalista polémica de primeira.
    Centremos a nossa atenção nos problemas de fundo e não nas expressões do povo porque no fim disto tudo
    apetece mandar alguém para um lado que não digo mas que é igual ao mastro mais alto de um navio.

  3. Desta figura Câncio, tenho lido muitos comentários a seu desfavor e não são ditos por um qualquer.
    Li. por ex. que andou pendurada em José Sócrates só querendo coisas de luxo e lá perto,enquanto que nos seus artigos apregoava o contrário.
    A isto chama-se chulice. E chulice é um acto de quem é chulo ou no caso chula.
    Viveu algum tempo desta forma de vida e agora vive destas tristes tiradas, para receber a mesada do DN.

  4. Está visto que quando alguém se vicia em algo que depois lhe falta, o descontrolo manifesta-se de qualquer jeito e sobre quem calha. Está visto que ter andado a injectar-se tanto com socra(e)tinice tinha mesmo que virá-la canciada.
    Internem-na, sff!!!

  5. Quem está num canal público tem de ter algumas responsabilidades ou não?? talvez uma seja a de não impingir as suas crenças, mesmo que involuntariamente aos outros.
    É preciso corrigir esse hábito Srª Jornalista. Não fica mal admitir isso…….e continuação de bom trabalho

    • Mas… o país é católico, o canal público até transmite a missa. Eu sou ateu mas desde que me lembro que a Dina Aguiar sempre se despediu assim. Só agora é que repararam? Andaram estas decadas todas distraídos? E graças a Deus que está num canal público porque é uma excelente jornalista.

  6. a excelentíssima senhora jornalista Fernanda Câncio não tem mais nada com que se preocupar? que bom para ela!
    eu não sou cristão mas não me importo com estas minudências, fazem parte da nossa cultura.

  7. E eu pergunto: porque é que tem que ser uma televisão de paróquia? São só os católicos que acreditam em Deus? É pena que pessoas que querem dar nas vistas e aparecer como “vanguardistas” se aproveitem que situações como esta para ter algum protagonismo! Esta senhora que se preocupe com coisas importantes e coloque a sua atenção no que une as pessoas e as aproxima e não no que as divide. Ainda não está cansada de extremismos e fundamentalismos? Ele não são só de cariz religioso, mas também laico.
    Cumprimentos.

  8. ESSA CANCIO É UMA SEM VERGONHA,DA FORMA QUE SE TEM MANIFESTADO ATÉ QUANDO ERA AMANTE DO SOCRATES,PARA ELA SÓ HA DEMONIO NÃO HÁ DEUS.MAS HÁ HOSPITAIS ONDE SE PODE TRATAR.QUE DEUS A ACOMPANHE

  9. LIVRE, não entendi muito bem o que significa ” talvez uma seja a de não impingir as suas crenças, mesmo que involuntariamente aos outros.
    É preciso corrigir esse hábito Srª Jornalista. Não fica mal admitir isso”.

    IMPINGIR ? Mas você adora a TV para que a mesma lhe impinja o que deve fazer ?
    OK ! Nada mais a dizer ! Há pessoas muito suscetiveis neste mundo que até mudam de sexo porque na TV deu uma reportagem de um casamento gay !

  10. Vejam abaixo: enviar mensagem ao provedor do telespectador! Partilhem nas redes sociais!

    Há uns anos atrás enviei um e-mail ao provedor do telespectador a propósito deste assunto, sem resposta.
    É prática recorrente da Sr.ª Dina Aguiar despedir-se com um “até amanhã se Deus quiser”. As crenças religiosas da Sr.ª devem ficar no foro íntimo. O espectador não deve estar sujeito à doutrinação religiosa da Sr.ª Dina Aguiar e as referências ao seu amigo imaginário neste contexto são completamente despropositadas. O facto de ser uma frase mais ou menos inofensiva é irrelevante.
    Imaginem que a Sr.ª era muçulmana, e despedia-se diariamente com um “Allahu Akbar”. Achavam bem?

    Apelo a todos os que concordam comigo a enviarem uma mensagem ao provedor do telespectador:
    (pesquisem no GOOGLE “enviar mensagem ao provedor do telespectador RTP”): Basta COPIAR-COLAR o seguinte texto.

    TÍTULO: Jornalista Dina Aguiar: “até amanhã se Deus quiser”

    “Sr. Procurador Jorge Wemans, na qualidade de telespectador e cidadão de um estado laico, e na sequência da recente polémica com a Sr. Dina Aguiar, em particular com o facto de diariamente se despedir dos telespectadores com um “até amanhã se Deus quiser”, venho por este meio mostrar a minha indignação com a atitude recorrente da Sr.ª Dina Aguiar. Apesar de ser uma frase inofensiva e recorrente no dia-a-dia de muitos portugueses, é na verdade uma demonstração de fé que deveria ficar no foro íntimo da Sr.ª Dina Aguiar. Imaginemos que a Sr.ª era muçulmana, e se despedia diariamente com um “Allahu Akbar”.
    Solicito gentilmente que esta questão seja reparada e que a Sr.ª Dina Aguiar se despeça como entender, mas sem referência ao seu amigo imaginário, em respeito a todos os cidadãos que assistem ao programa, e em respeito para com a ética jornalística.
    Agradeço desde já a atenção. Os melhores cumprimentos.”

    • O estado só é laico no constituição.
      A mesma que garante casa e trabalho a todos.
      Portugal é desde sempre um pais de matriz catolica.
      Mais de metade da população é catolica, celebramos oficialmente a Pascoa, o Natal, e no nosso calendario temos apenas feriados catolicos.
      Mas disso a Cancio44 e Cª não protestam.

    • E vai pela sombra que não fazes falta nenhuma.e olha se te curas, se Deus quiser terás alguém que te dê crédito.
      Olha junta-te á Cãncio
      Adeus

    • Não tem mais nada que fazer. Já agora deve ser da cidade na sua rua ou aí perto não existe ninguém que precise de um prato de sopa? Faça coisas úteis e deseje aos outros o que quer para si SER LIVRE. Sabe quantos milhões de cristãos pagam impostos para aturar quem anda pernenente a colocar em causa os seus direitos como cidadãos? Se não acredita em Deus é consigo, fique em paz. Está na hora de nós Crentes começarmos a indignarmo- nos com o atentado à nossa liberdade de opção religiosa ou não. JÁ CHEGA

      • vocês só podem ser idiotas. Ninguém se está a opor às vossas palermices. Os religiosos são livres para fazer o que bem entenderem (excepto matar os outros ou atropelar as liberdades dos outros), e eu acho muito bem e sempre defenderei isso. Têm programas televisivos próprios e eu não me oponho. Mas não é em espaços noticiosos na televisão que podem e devem propagandear essas demagogias religiosas! As pessoas só querem ver notícias! É assim tão difícil compreender?
        Os cristãos pagam impostos como toda a gente! No entanto, as igrejas estão isentas de IMI, IMT e IRC. Atentado à vossa liberdade religiosa? a sério? Pobres vítimas. Vocês é que são um atentado à inteligência!

        • Claro que sim que estão isentas de impostos. Mas já agora porque exercem funções que o o estado se recusa a fazer. É não vou enomerar porque não caberia aqui neste espaço. Só uma pergunta o que o incomoda tanto? Será só pela religião ou existe mais alguma razão. A mim não me faz diferença nenhuma que não acredite em Deus, isso é um problema seu. Já agora não sei se já se apercebeu o único que está a perder o controlo imocional não foi ninguém que acredita em Deus e sabe porquê? Eu respondo acreditámos na verdadeira liberdade e não numa suposta.

          • “porque exercem funções que o o estado se recusa a fazer”
            Hahahaaaa!….
            Quais são essas funções?!
            Estão isentos de impostos para máfia da igreja “viver a grande e à francesa” com o dinheiro que vão sacando aos palermas, perdão, aos fieis – nada mais!!
            Os milhões que a burla de Fátima “gera” todos os anos (livres de impostos), vão para onde?
            Para ajudar os pobres de certeza absoluta que não é!…
            A Igreja em Portugal (e não só) é um Estado dentro do Estado; uma máfia com regras próprias (com vidas de luxo, e muitas manhas/segredos), que recebe milhões e não presta contas a ninguém – nem sequer aos fieis!
            Gente exemplar, não haja duvidas!…

            • O estado é o maior mafioso que existe no país. Depois existem mais umas seitas que convivem muito bem com o mafioso estado.

  11. É por estas e por outras que o Brasil chegou a este estado em que os valores da sociedade vão sendo obliterados por criminosos, ultra liberais de esquerda que questionam tudo e todos, nada está bem para eles.

    Esperemos que Portugal nunca chegue a esse ponto.

    Viva Portugal, os valores Portugueses e todos os que deram a vida por ele.

    • Eu diria que o Brasil chegou onde chegou principalmente por causa da religião – basta olhar para os estragos que tem sido feitos na sociedade brasileira pelas seitas mafiosas como IURD (e outras “concorrentes”)!!
      Quando dizem aos palermas, perdão, aos fieis que Bolsonaro foi enviado por Deus e eles dizem “ámen”, já se percebe que dali não vem coisa boa!…
      Portanto, o lugar de Deus é nas igrejas; não é na televisão publica – muito menos em programas de informação!

      • Oh rapazinho andas ceguinho e não vês que vives no país de toda a espécie de seitas mafiosas e parasitas no Portugalex pá? Tens seitas para todos os gostos e em todas as áreas do quotidiano ainda não reparaste cegueta?

    • Pois, por isso é que não passamos deste Portugal pequenito de princípios e valores. Com estas mentalidades, na defesa de “simples merdices”, dificilmente abandonaremos a nossa pobreza.

  12. Estamos a falar da mesma Câncio que defendeu que um atentado terrorista que liquidou um chefe de Estado é justificado pela evolução da mudança? (Falamos do assassinato do rei D. Carlos em 1908).
    E ainda ligam ao que a “pendura” do Sócrates diz? Bela parelha!

  13. A Câncio 44 já tinha saudades das luzes da ribalta!!!
    Apareceu 44 dias depois da escuridão onde vivia.
    Bem acho que 44 minutos depois tem de para lá ir onde pode ficar mais 44 anos pois não faz falta nenhuma.
    Cancio ate daqui a 44 anos “ se Deus quiser”…

  14. Como diria alguém “o país até está muito bem!”
    No final de contas há tempo para gente como o tio, desculpem, o ‘palhaço’ Fernando Câncio (e não quero com isto insultar essa nobre arte circense) pensar em m… destas e outras pessoas para lhe darem ouvidos…
    Tanta coisa importante para debater neste país e este ‘palhaço’ resolve, de forma muito indignada, questionar a forma como normalmente a jornalista Dina Aguiar, profissional de longos anos neste ramo com provas de profissionalismo já há muito dadas e continuamente reiteradas, se despede dos telespectadores.
    Provavelmente este ‘palhaço’ deve usar o mesmo método quando algum amigo/a lhe pergunta a mui famosa pergunta do nosso português corrente “vamos tomar um café?”. Está assim mais do que visto que se o ‘palhaço’ não beber café, o seu amigo está obviamente a abusar da sua confiança referenciando-o, quiçá apelidando-o, de viciado em café…
    Se o ‘palhaço’ Câncio tivesse dois dedos de testa e mais do que um neurónio (em número ímpar sempre superior a 2 para não haver despotismo no caso de ser apenas 1 nem empate no caso de serem 2) na sua pequena mente, talvez tivesse chegado muito rapidamente (em menos de meio segundo) à conclusão que a pergunta que levantou serviria apenas para caramelos como eu fazerem uma pequena pausa das coisas importantes e ler sobre qualquer tema cómico para desanuviar.
    Um grande bem haja para a jornalista Dina Aguiar e um valente “vai trabalhar (em condições e de forma digna)” para o ‘palhaço’ Fernando Câncio.

    • Tu, se tivesses dois dedos de testa, antes de fazer considerações, terias percebido que é uma “palhaça” e não um “palhaço”!!

      • Mais uma vez…
        Fernando, Fernanda, dá-me igual achei uma uma falta de oportunidade de F Câncio (está bem assim? desculpe a imprecisão) levantar a questão.
        Como diria o “Lisboense” e sendo eu tb cristão, mesmo que fosse uma saudação referente a Alá estaria grato por desejarem coisas boas.
        Tu, “Eu”, estás mais preocupado neste momento com o facto de eu me ter referido a F com o nome a acabar em “a” ou “o”, isto é, estás mais preocupado com o sexo da pessoa do que com o conteúdo em si…
        Mas… que estou eu a fazer?… A perder o meu tempo a dar-te trela… (vê lá a expressão, posso estar a pensar que és um cão que escreve… 😉 )

        • Não!
          O que me “precupa” é ver certos “iluminados” a fazer considerações sobre alguém que conhecem “tão bem”, que chegam ao cúmulo de nem sequer saber se estão a falar de homem ou de uma mulher!!
          Lindo!…

          • Volto a escrever: dá-me igual se é ele ou ela!
            Já agora para quem não reparou, o próprio autor da notícia usa “Fernanda” no título e “Fernando” no sub-título.
            Esta discussão com o “Eu” faz-me lembrar o famoso apanhado da TVI em que ao entrevistar um homem que tinha a casa em risco de ser consumida pelos fogos florestais a sua preocupação é que tinha de ir ao médico… Ou seja para “Eu”, esse supra-sumo no que toca a comentários jornalísticos, não importa que a motivação e o conteúdo da notícia sejam ridículos (como neste caso) ou não, o que importa é que eu me enganei no nome de quem a escreveu.
            Melhor do que isto só na Farmácia!

            • Vamos lá ver se à terceira é de vez!
              O que importa não é o nome (nem sequer a noticia!) – são as tuas considerações sobre uma pessoa que conheces “tão bem”, que nem sequer sabes se é homem ou mulher!!
              Se a “motivação e o conteúdo da notícia são ridículos”, o que dizer disto!…

  15. Todas as religiões tem pelo menos um deus, pelo que em meu entender é uma expressão do mais universal que consigo encontrar. existem sim pessoas em que as palavras só tem um significado o que o seu cérbero consegue processar.

    • Eu católico, mas nunca me aborreceria se um muçulmano se despedisse de mim com um “ que Alá esteja contigo”, muito pelo contrário ficaria-lhe grato.
      Mas há provincianas que não entendem isso e nivelam por onde andam, muito por baixo!

  16. o vinho devia ter bastante grau, mas finalmente é ele ou ela, é Fernando ou Fernanda? agora não mencionem o nome de Palhaços, os Palhaços são pessoas muito sérias, o que esta pessoa não o é, o respeito é muito lindo. saudar alguém seja de que religião for é saudavel

  17. estas srs da esquerda ficam sempre muito excitadas cada vez que se fala de DEUS.

    parabéns à jornalista com J o que a outra sra não é, por não se preocupar com estas sras e srs do politicamente correcto mas que só e correcto qd se pauta pelos seus padrões.

    é esta a democracia e liberdade de expressão que a esquerda defende, se as pessoas não dizem ou se calam conforme suas excelências querem vem logo à tona quem realmente são, uma cambada de desordeiros prepotentes.

    • Isto são pessoas traumatizadas pelo seu percurso de vida pobre e titubeante, que se agarram a qualquer merdice para encobrirem esse mísero percurso e estatuto.

  18. Não faço ideia quem é esta senhora Câncio, e na verdade é irrelevante. Mas tem razão, religião não tem lugar na televisão pública, ponto final. Os religiosos muito gostam de meter umas alfinetadas à socapa, disfarçadas de normalidade e cultura. Como cobtribuinte para a televisão pública, não quero a minha familia exposta a lavegens cerebrais, por muito subtis que sejam. Portuhal só foi católico a este ponto por causa da falta de escolaridade e porque a diradura o promoveu. Ela pode ter os habitos que quiser há mais de 40 anos, tem que ter ética para saber discernir o que pode ou não fazer, e de certeza que sabe bem o que estava a fazer.

  19. Claro que a Câncio tem razão, Portugal é um estado laico segundo a nossa Constituição e a televisăo pública tem que respeitar o Estado. Além de dizer “se deus quiser” está a excluir os telespetadores ateus, os de outras religiões e pior, está a impôr uma cultura religiosa católica a quem a ouve. Os comentários que se focam na vida privada da jornalista só inferiorizam quem os faz. Cresçam como pessoas, saiam do senso comum e da banalidade.

  20. Sr. P o que é que não entendeu? Que a jornalista deve ser neutra? Que na televisão pública de um estado laico não deve brindar os espectadores com as suas crenças, por mais inócuas que sejam?
    Isto é difícil de entender , ou haverá aí alguma dificuldade em aceitar uma opinião de um homem livre?
    Os fanáticos religiosos tem dificuldade em aceitar outras opiniões, alguns até costumam matar quem ousa por em causa a sua doutrina.
    Espero que não seja o seu caso

    • É por estas e outras que o país está como está. Que disse que até à manhã – sem Deus – está certo para queles como a dona cancio que defende a eutanásia? Não está porque eles só querem o agora. Quem está assim tão incomodado quando se diz SE DEUS QUISER. Se não acredita não ouve. Onde está a liberdade das pessoas. Ser laico é uma opção livre. A dona cancio devia estar preocupada com o seu trabalho. Já agora se não fossem homens e mulheres de fé a dona cancio andava de burca e com o queixo baixo. Lembro S Agostinho, S Francisco de Assis e outros, que morrem pela liberdade que a dona cancio tanto apregoa. Ser livre é primeiro respeitar os outros. É não servir-se do que é dos outros. Isso é oportunismo.

  21. Diz bem, ser Livre é respeitar os outros, Então respeite quem não tem opinião idêntica à do Sr.
    E não imponha Deus a ninguém. Veja os exemplos do fanatismo religioso, nos países que impõem a religião aos seus habitantes…..Matam em nome de Deus
    Cumprimentos

    • Quanto ao matar em nome de Deus, será que é por isso que matam? Já agora o Lenine também era crente? É o Mao? É o Hitler? E o Stalin? E o maduro? Quer mais alguns? Já sabe que muitos cristãos estiveram na linha da frente e não fugiram. Já agora sabe quem era O bispo do Porto Sr D. António e outros. Já chega para o pôr a pensar. Mas acreditem não estou nada preocupado se vai ou converter. Mas seja pelo menos justo consigo.

  22. Caro Sr. você já está a misturar tudo, e quer justificar os criminosos com outros criminosos. Eu condeno tudo o que violente o ser humano, seja politico ou religioso. Sou livre e sem preconceitos. Não estou condicionado por ideias religiosas ou por espartilhos políticos. Livre para respeitar o próximo e poder ter opinião própria sem a bênção de ninguém. Livre para poder dizer que não acho bem que num canal de televisão publico se misture fé religiosa com trabalho.
    Já agora medite porque é que o Senhor tem tanta dificuldade em aceitar que eu possa ter opinião.
    Imagine se estivesse no tempo da Inquisição, já me teria denunciado……….
    Cumprimentos

    • E então o que se pode dizer na TV pública? Será que só o que a SENSURA estalinista ou outra quiser? Mas afinal o que ser livre?

    • Quanto à inquisição como sabe é um tema que já há muitos anos tem sido usado para atacar a Igreja. Não me vou alongar, até porque tenho informações que decerto não deve possuir. Eu sugeria que lesse livros descritos por autores não católicos, nem sequer cristãos e também ateus sobre o assunto depois de sua Santidade o Papa S João Paulo II ter aberto o dossier sobre o assunto INQUISIÇÃO, e vai ficar surpreendido. Se pretender até posso fornecer o nome de alguns e então poderá conhecer a verdade. Não quero com isso dizer que não tivesse havido homens da igreja católica ou mesmo protestante que não tivessem cometido erros inadmissíveis e imperdoáveis por se terem aproveitado para benefício próprio.

  23. Grande Dina Aguiar!
    Tenho 60 anos. Era jovem e sempre ouvi a Dina Aguiar a despedir-se no final da tarde no “Regiões”(?) com um “até manhã, se Deus quiser”.
    Quem é esta F. Câncio que depois de “viver à grande e à francesa” na companhia de Sócrates veio dizer que não sabia de nada sobre a “riqueza” de Sócrates? Depois deste cair, desviou-se. Mordeu na mão que a alimentou… De facto é de se seguir esta Câncio… Recomenda-se!

    • A maior mais valia da RTP, no momento. Quem pode questionar o valor enorme de Dina Aguiar ? Em tudo, ela é exemplar: na forma de ser e de estar, na sua esmerada educação, no seu profissionalismo inquestionável. Quem dera a RTP ter, hoje, muitas Dinas Aguiar. Só uma personagem reles e parasita, como o “penico Câncio”, não deu ainda por isso.

      • Caríssimo Senhor,
        Antes de mais, não o conheço de nenhum lado para me tratar por “tu”.
        Se me permite, o seu comentário só merece mais uma coisa: uma resposta pequenina para pessoas pequeninas e mesquinhas:
        Alivie-se bem e até nunca mais.

        • Trata o país (e por conseguinte, os seus cidadãos) por “ridículos e pouco recomendáveis” e depois ainda fica chateado só porque o tratam por tu!…
          Isto já para não falar no resto do cometário… nota-se logo que estamos perante uma personagem muito ilustre!!

  24. Para onde caminharíamos com o pensamento de certa tralha farrapilha ? Esta fulana (Câncio) já demonstrou a sua nulidade há tanto tempo. Até o seu encosto ao “maior ” da Covilhã, foi infrutífero.
    As causas que defendem esta gentes, são a manifestação da sua pequenez e da sua invídia, perante a enormidade de alguém que é tão só uma das maiores profissionais de sempre da RTP.

  25. O Sr ” tenho pena” revela bem, através da sua escrita o tipo de pensamento que perfilha, quem não está de acordo com as suas ideias é ESTALINISTA, já outros pensaram assim num passado recente, “quem não concorda comigo está contra mim”, ou se não vai à missa o gajo é comunista.
    Isto era utilizado no Estado fascista de pensamento único.
    Na idade média eu iria parar à fogueira da Inquisição acusado pelo Sr. “Tenho pena”.
    Se o seu Deus lá está em cima, ele sabe bem das maldades e da hipocrisia dos fanáticos religiosos.
    E já nem lhe vou falar dos crimes mais recentes da sua Igreja
    Viva e deixe viver. Não julgue as pessoas levianamente nem à sua imagem

    • Como é que sabe tanto sobre um assunto que quer fazer querer não lhe interessar? Já participou de alguma coisa dentro da igreja? Parece que está no campo das hipóteses.

    • “A causa básica da regressão cultural não foi o Cristianismo, mas o barbarismo, não a religião, mas a guerra. O empobrecimento é ruina das cidades, mosteiros, bibliotecas, escolas, tornaram impossível a vida escolar e científica. Talvez a destruição tivesse sido pior se a igreja não tivesse mantido alguma ordem na civilização decadente” Will Durant (1950) historiador agnóstico acerca da igreja na idade média. Mas aconselho que leia o que diz Regine Pernod – historiadora francesa especialista em estudos medievais, sobre a inquisição. Mais Daniel Rops também historiador. Fico por aqui. Não fique só no que lhe vendem veja se a mercadoria é boa e de confiança.

  26. Sr “Tenho Pena”: Eu sou Livre, sem preconceitos, e tento analisar desapaixonadamente os temas polémicos da sociedade. Não vou aqui discutir religião com o Sr. Afinal há tantas seitas que se aproveitam da crendice dos simples!!!!!!!!
    Para terminar vou apenas lhe revelar uma coisa: Eu não preciso de religião na minha vida, sabe porquê? porque respeito os outros seres e estou sempre de consciência tranquila.
    Já agora uma última opinião, A Bíblia, (Mais concretamente o Antigo Testamento) foi o livro mais cruel e primitivo que já li até hoje
    Cumprimentos

  27. De facto, Fernanda Câncio tem razão. Embora a expressão seja corrente e não intencional, ela é imprópria no contexto de serviço público e de canal de televisão do Estado pago por todos.
    Temos visto outros gestos e outros tiques inadequados à função: piscar de olhos, vaidade, parcialidade, bairrismo, clubismo. Os jornalistas do canal público deviam ter mais formação neste campo.A Dina Araújo e outros que a defendem deviam era retorquir que utilizaram a expressão de forma inofensiva e corrigir de futuro a situação. Isso seria sensato e digno de louvor. Só se ganha em reconhecer o erro.
    Mas este equívoco permanece em diversas instância. Por exemplo nas escolas públicas. Desapareceram os crucifixos das salas de aula mas mantém-se no currículo das escolas públicas uma disciplina chamada Educação Religiosa e Moral Católica.

  28. Há algum problema nessa despedida? O estado é laico – isso é ponto assente. Mas a cultura integra a religião (seja uma ou outra confissão religiosa), a própria religião cria cultura. Querer impor aos outros a sua filosofia é que está errado. Há o Deus cristão, há o Deus islâmico, há o Deus hebraico (as religiões abrahamicas), há as religiões orientais (em que algumas têm um ou varios deuses ou não tendo um Deus específico tentam alcançar o transcendente). Há também as religiões autóctones (algumas zonas de África, Ilhas do Pacífico, índios da Amazônia, e outros). Desde sempre o ser humano se voltou para o transcendente.

  29. Por mim preferia que ela dissesse Alá. Soa mais moderno e atual. Os paneleirotes é que poderiam ficar incomodados. Problema deles.

RESPONDER

NASA gravou acidentalmente a explosão de um cometa a aproximar-se do Sol

Astrónomos usaram dados do telescópio espacial TESS para estudar a explosão de um cometa durante a sua aproximação ao Sol. A investigação resultou num artigo publicado em novembro na revista científica Astrophysical Journal Letters. Foi a …

Objeto de Hoag é uma galáxia dentro de uma galáxia (que está dentro de outra galáxia)

Se observar atentamente a Constelação da Serpente poderá ver uma galáxia dentro de uma galáxia que, por sua vez, está dentro de outra galáxia. Este grande mistério do Universo é conhecido como Objeto de Hoag. Descoberto …

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …