Félix voltou a marcar, mas foi a sua reação para o banco que não passou despercebida

O jovem português, que começou o jogo no banco, marcou um dos golos da vitória por 2-0 do Atlético de Madrid em casa do Villarreal. Mas o que está a dar que falar é a sua reação para o banco dos colchoneros.

O primeiro golo do encontro, sancionado com o recurso ao videoárbitro, surgiu na sequência de um lance do montenegrino Stefan Savic, aos 25 minutos, que contou com a colaboração de Alfonso Pedraza, que introduziu a bola na própria baliza.

Gerard Moreno falhou por pouco o golo do empate, aos 35 minutos, num dos melhores períodos do Villarreal, e, no inicio da segunda parte, já com João Félix em jogo, pertenceram ao Atlético de Madrid as melhores ocasiões para marcar.

Depois de uma primeira tentativa do uruguaio Luis Suárez, aos 53 minutos, o Atlético de Madrid chegou ao segundo golo através do jovem português, aos 69, com um remate colocado em posição frontal, após um alívio deficiente de Pau Torres.

Após o golo, 10.º do português esta época, que sancionou o regresso do Atlético aos triunfos após três jogos sem vencer, Félix festejou efusivamente o tento com o dedo indicador na boca, fazendo sinal para calar alguém. “Cala a boca, car****”, atirou.

Depois do jogo, surgiu uma pergunta na imprensa espanhola. Para quem foram dirigidas aquelas palavras? Muitos começaram a especular se o destinatário não teria sido o treinador Diego Simeone.

Na conferência de imprensa, questionado pelos jornalistas sobre este episódio, o técnico dos colchoneros preferiu desvalorizar o sucedido e admitiu gostar muito de jogadores assim, “jogadores rebeldes”.

“Quem é que Félix mandou calar? Temos de lhe perguntar. O melhor é perguntar-lhe porque é que ele fez aquilo. Fez um golaço, entrou bem e é disso que precisamos nele”, começou por dizer.

Adoro jogadores rebeldes, que têm orgulho. Adoro jogadores que reagem às situações más. O João já não marcava há algum tempo, não me lembro há quanto tempo ao certo. Mas tenho a certeza que o golo despertou alguma coisa nele. Ele precisava, a equipa precisava, a equipa precisa dele e ele precisa da equipa. Quando os jogadores da equipa são rebeldes e orgulhosos, tragam-mos”, afirmou.

Entretanto, nas redes sociais, o colega de equipa Renan Lodi partilhou uma fotografia do gesto do português, com uma legenda que deixa a entender que terá sido ele o destinatário daquelas palavras. “Fica putinho, não! Falou e fez, tamo junto irmão”, escreveu no Instagram.

O Atlético de Madrid, que na próxima ronda recebe o rival Real Madrid (terceiro, com menos seis pontos), recuperou a margem de cinco pontos para o segundo classificado, o FC Barcelona, que, no sábado, venceu por 2-0 em casa do Sevilha, ocupando agora o primeiro lugar da tabela classificativa com 58 pontos e menos um jogo.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em sessão acesa, primeiro-ministro polaco diz ao Parlamento Europeu que o país não cederá a chantagens

Guerra de palavras entre representantes do governo polaco e as instituições europeias tem vindo a escalar ao longo das últimas semanas, depois de o Tribunal Constitucional do país ter determinado que a lei nacional se …

China nega lançamento de míssil hipersónico - mas Estados Unidos estão “muito preocupados”

Em agosto, a China terá lançado um míssil com capacidade nuclear. Os Estados Unidos mostram-se muito preocupados com este tipo de atividade. Segundo noticia o Financial Times, o míssil terá sido lançado pelos militares chineses num …

O ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Trump luta para manter sob sigilo documentos sobre ataque ao Capitólio (e avança para tribunal)

Donald Trump processou a comissão do Congresso responsável pela investigação do ataque ao Capitólio, alegando que fez um pedido ilegal dos seus registos da Casa Branca. O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump entrou com uma …

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, e o presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio

Rio defendeu, Rangel atirou, Balsemão marcou e Montenegro fez o relato. A luta interna do PSD fez-se nas entrelinhas da posse de Moedas

Podia ter sido um jogo de futebol, mas foi só a tomada de posse de Carlos Moedas. Na Praça do Município, em Lisboa, Rio defendeu ao não ter notado a presença de um dos protagonistas …

Proposta Coba Consultores para nova ponte sobre o Douro

Nova ponte do Porto já tem desenho conhecido. Vai servir para metro, ciclovia e peões

A Metro do Porto recebeu 28 propostas para o concurso público de elaboração de projeto e execução da nova ponte sobre o rio Douro. Já foram selecionadas as três melhores. Esta segunda-feira, foram apresentados os três …

AC Milan não esconde: jogos com o FC Porto serão decisivos

Italianos recordam que vão defrontar uma equipa que está quase sempre presente na Liga dos Campeões. "Os nossos dois jogos contra o FC Porto vão ser decisivos para a classificação final do grupo". O treinador do …

Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional. "Aqui permanecerá até ao fim dos tempos, se os tempos tiverem fim"

O antigo cônsul português Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional, em Lisboa, através de um túmulo sem corpo. Esta cerimónia acontece 67 anos após …

Besiktas avisa os adeptos: "Contra o Sporting...não se sentem nas escadas!"

Turcos e portugueses chegam à terceira jornada na Liga dos Campeões com zero pontos. "Isto não é um caminho fácil", admite o treinador Sergen Yalçın. Um dos primeiros jogos da terceira jornada da Liga dos Campeões …

Real Madrid está disposto a oferecer Hazard por Salah

Mohamed Salah, uma das estrelas do plantel do Liverpool, está a ser adorado pelo Real Madrid. Os merengues estão a pensar apresentar uma proposta que envolve Eden Hazard. Mohamed Salah termina contrato com o Liverpool em …

Rangel: Maioria absoluta é possível, crise política improvável e acordos com o Chega para descartar

Candidato à liderança do PSD diz não ter "estados de alma" sobre os próximos passos de Rio. É da opinião que os portugueses não compreenderiam uma crise política no contexto atual, mas também considera que …