FC Porto vs Feirense | “Dragão” esbarra em Vaná

goalpoint-porto-feirense-liga-nos-201617-1068x522

O FC Porto escorregou na recepção ao Feirense e acabou por conceder um empate a zero que sabe a derrota.

A equipa “azul-e-branca” dominou a partida desde o minuto 20 mas não teve a arte nem o engenho para levar de vencida o guarda-redes Vaná, que fez uma exibição irrepreensível. Com este nulo, os “dragões” marcam passo na luta pelo título, voltando a estar três pontos atrás do Benfica, quando faltam disputar apenas quatro jornadas.

O Jogo explicado em Números

  • Início de jogo bastante lento de parte a parte, sem um único remate nos primeiros dez minutos. Passados 20 minutos, ambas as equipas levavam o mesmo número de remates (dois no total, um deles à baliza), mas era o FC Porto quem dominava a posse de bola (69%).
  • Com o passar dos minutos, a pressão do FC Porto tornou-se cada vez mais sufocante, de tal forma que, à entrada para a meia-hora, os portistas tinham já mais de 70% de posse de bola e mais do dobro de passes do que o Feirense (198-85).
  • Óliver Torres assumia o papel de maestro, com 20 passes no meio-campo adversário, enquanto Alex Telles era uma autêntica dor de cabeça no flanco esquerdo, com quatro cruzamentos, embora nenhum deles eficaz.
  • Aos 35 minutos, gritou-se “golo” nas bancadas do Dragão, mas o remate de André Silva, após passe de Soares, foi anulado devido a fora-de-jogo. Este foi um dos poucos lances de ataque a envolver o camisola 10 portista durante a primeira parte, período em que contabilizou apenas dez toques na bola e sete passes.
  • Depois de um período inicial em que o Feirense até demonstrou alguma rebeldia, o FC Porto assumiu as rédeas do jogo, terminando a primeira parte com dez remates, quatro deles enquadrados, 68% de posse e 86% de eficácia de passe.
  • Com nota 7.0, Alex Telles dominava os GoalPoint Ratings graças a uma primeira parte de luxo em que somou dois remates enquadrados, dois passes para finalização, 13 entradas na área adversária, 58 toques e três intercepções.
  • Do lado dos vistantes, era Vaná quem brilhava, com 6.3, resultado de quatro defesas efectuadas.
  • A segunda parte teve início como uma mudança na equipa do FC Porto – a entrada de Otávio para o lugar de Óliver Torres. A decisão apanhou muitos de surpresa, uma vez que o espanhol tinha sido um dos melhores da primeira parte 5.9, mas o que é certo é que o brasileiro esteve perto de marcar logo aos 56 minutos, obrigando Vaná a uma excelente defesa.
  • Perante a pressão exercida pelos “dragões”, o Feirense limitou-se a segurar o nulo com unhas e dentes. Volvidos 20 minutos desde o início da segunda parte, o FC Porto contabilizava seis remates (um dos quais enquadrado), 140 passes (quase o triplo do número de passes do Feirense) e 73% de posse.
  • Apertava-se o cerco à baliza de Vaná. Só nos últimos dez minutos do desafio, Vaná foi testado três vezes, duas por Maxi Pereira e uma por Rui Pedro.
  • Mas uma e outra vez, o brasileiro esteve à altura da ocasião, segurando até ao fim uma igualdade que muitas vezes pareceu estar condenada, tal não foi o domínio do FC Porto, que terminou o desafio com números avassaladores: 25 remates (número recorde de disparos sem resultar em qualquer golo), oito deles à baliza, 72% de posse de bola, 85% de eficácia de passe e 67% de duelos ganhos.

O Homem do Jogo

Faltam adjectivos para descrever a exibição de Vaná. Perante um Estádio do Dragão a ferver, o brasileiro agigantou-se e rubricou uma das suas melhores exibições da época. Ao todo, Vaná fez oito defesas, cinco delas a remates de dentro da área, uma recolha e duas saídas a soco. Silenciou as bancadas e terminou a partida como o melhor em campo, com nota 8.1 nos GoalPoint Ratings.

Jogadores em foco

  • Alex Telles 8.0 – Foi o principal motor do ataque portista. Somou cinco passes para finalização, três cruzamentos eficazes, 114 toques, 29 entradas na área adversária e nove passes longos eficazes. Pela negativa, ficam as 37 perdas de posse.
  • Soares 6.7 – Esteve bastante activo na procura do golo, embora apenas um dos seus cinco remates tenha sido enquadrado com a baliza. Foi ainda o autor de dois passes para finalização e sofreu quatro faltas.
  • Otávio 6.6 – Entrou ao intervalo e mexeu com o rumo da partida. Fez dois remates, um deles enquadrado, dois passes para finalização e dez entradas na área adversária. Fica, no entanto, um dado negativo: acertou apenas 68% dos passes que executou.
  • Flávio Ramos 6.4 – Esteve sempre em bom plano. Terminou a partida com 14 alívios, a que somou uma intercepção e um remate bloqueada. Ainda teve tempo para fazer um passe para finalização.
  • André Silva 5.1 – Voltou a ser o “dragão” mais apagado. Não fez nenhum remate, acertou apenas sete dos 11 passes que executou e tocou na bola 17 vezes.

Resumo

goalpoint-porto-feirense-liga-nos-201617-ratings

PARTILHAR

RESPONDER

TAP escapa à nacionalização. Estado assume controlo com 72,5% da companhia

O Estado e os acionistas privados da TAP estão perto de chegar a acordo, devendo a companhia aérea escapar à nacionalização. Ainda não há fumo branco, mas o acordo sobre o futuro da TAP deverá …

Encontradas 115 crianças enterradas com moedas na boca na Polónia

Trabalhadores que construíam uma nova estrada na Polónia encontraram os restos de 115 corpos de crianças enterras com moedas na boca. Durante os trabalhos de construção de uma autoestrada em Jezowe, na Polónia, trabalhadores descobriram restos …

À frente de Figo, Futre e Ronaldo. Joelson é o terceiro mais novo de sempre a estrear-se pelo Sporting

O Sporting venceu esta quinta-feira na receção ao Gil Vicente, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. A partida marcou também a estreia do jovem extremo Joelson …

Austrália pondera dar refúgio a quem abandone Hong Kong

O primeiro-ministro australiano disse esta quinta-feira que o Governo está a ponderar dar refúgio aos residentes de Hong Kong que desejem abandonar a ex-colónia britânica devido à nova lei de segurança nacional imposta por Pequim. Scott …

Vieira ainda sonha com Jesus (e a Libertadores pode ajudar no regresso)

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não desistiu de voltar a colocar Jorge Jesus no comando técnico da equipa da Luz e, caso a Taça dos Libertadores não seja realizada, o regresso do treinador …

Marta Temido garante que não há descontrolo em Lisboa (mas assume falhas)

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde garantiu que não há "descontrolo" na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas sublinhou que se trata de uma "situação de sobressalto, …

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …

Prémio para profissionais do SNS é "uma esmola". "Mais valia terem estado quietos"

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, diz que a proposta que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde é uma "afronta" para enfermeiros. Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a …

Tempo de espera para entrega de cartão de cidadão pode chegar a cinco meses

Para fazer o levantamento do cartão de cidadão é preciso fazer marcação e há balcões que só têm disponibilidade para entregar o documento no final do ano. De acordo com a edição desta quinta-feira do …

Físicos explicam por que as mudanças do campo magnético da Terra são mais fracas no Pacífico

Uma nova investigação levada a cabo por físicos da Universidade de Alberta, no Canadá, apresenta uma explicação para o facto de as mudanças no campo magnético da Terra serem mais fracas na região do Pacífico. …