FC Porto condenado no caso dos emails. Vai ter de pagar 2 milhões ao Benfica

José Coelho / LUSA

Francisco J. Marques, diretor de Comunicação do FC Porto

O FC Porto foi parcialmente condenado no “caso dos e-mails”, tendo de pagar uma indemnização de cerca de dois milhões de euros ao rival Benfica.

O Jornal de Notícias, que avançou esta manhã a notícia, disse que o Tribunal Judicial da Comarca do Porto julgou parcialmente procedente o pedido do Benfica no chamado “caso dos e-mails”, que exigia uma indemnização de 17 milhões de euros.

FC Porto, FC Porto SAD e Francisco J. Marques, diretor de Comunicação do clube, vão ter de pagar uma indemnização de cerca de dois milhões de euros, que corresponde a 523 mil euros de danos patrimoniais emergentes e 1,4 milhões de danos não emergentes.

Além da indemnização, os portistas terão também de entregar toda a correspondência que têm em sua posse e ficam proibidos de divulgar publicamente o seu conteúdo.

De acordo com o diário, ainda haverá uma condenação em liquidação de sentença por causa dos segredos de negócio e os administradores da SAD – Pinto da Costa, Fernando Gomes e Adelino Caldeira – e a empresa Avenida dos Aliados foram absolvidos.

Entretanto, a sentença foi lida pelo juiz presidente do Tribunal Judicial da Comarca do Porto, José António Rodrigues da Cunha, confirmando os dados avançados pelo JN.

FC Porto vai recorrer da decisão do tribunal

Os azuis e brancos já anunciaram que vão recorrer da decisão do tribunal. Em comunicado, o FC Porto anuncia que “não se conforma com esta decisão, que penaliza a divulgação de informação que o próprio tribunal reconheceu como verdadeira, e por isso vai recorrer para o Tribunal da Relação do Porto.

“O FC Porto reitera que todas as divulgações efetuadas no Porto Canal foram sempre realizadas ao abrigo do direito à informação e da salvaguarda da verdade desportiva, à imagem do que tem sido feito por órgãos de comunicação social de prestígio de países civilizados, como é o caso da revista alemã Der Spiegel, e tendo em conta a jurisprudência dominante nas instâncias judiciais europeias em relação a estas matérias”.

Em causa está a divulgação de e-mails do clube lisboeta, inicialmente divulgados no Porto Canal pelo diretor de Comunicação dos portistas e que depois foram publicados em vários sites.

O Benfica imputou ao FC Porto responsabilidades por “danos de imagem”, causados pela divulgação dos e-mails, atribuindo ainda co-responsabilidades ao presidente do clube, aos administradores já referidos, ao diretor de comunicação e à FCP Média, empresa detentora do Porto Canal.

A SAD encarnada alegou ainda que a divulgação dos e-mails afetou a credibilidade do clube, prejudicando os seus interesses comerciais e chegando a provocar a queda de cotação das ações da SAD na bolsa.

O FC Porto alega que se limitou a divulgar informação de interesse público e que as mensagens de correio eletrónico em causa revelam práticas deturpadores da verdade desportiva.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Independentemente do que possa haver por detrás (e, enquanto benfiquista não sou ingénuo ao ponto de pensar que o glorioso é gerido só por impolutas virgens e que só os outros é que são vigaristas e corruptos) a divulgação de correspondência privada é crime.
    Se causou danos na reputação de uma instituição (qualquer que ela seja) e esses danos são susceptíveis de contabilização, então só há que punir a referida prática e garantir que não volta a acontecer.
    Se o FCP e o seu Director de Comunicação entendiam estar na posse de informação e indícios de práticas criminosas, só tinham que junto das autoridades entregar as provas e exigir que os indícios fossem investigados.
    Mas, isso talvez não desse jeito. Não dava jeito porque essas informações foram obtidas de forma criminosa; não dava jeito porque era mais conveniente truncar alguns documentos para reforçar a identidade e a coesão da turba; não dava jeito, porque o objectivo era desestabilizar de modo a impedir aquilo que caminhava para uma hegemonia, e a discrição da justiça não era compaginável com uma certa necessidade de espectáculo mediático.

    • Nem mais, caro Sykander, nem mais.

      Mas esta gente ainda se arma em vitimas e em anjinhos. Na perspectiva deles, violar, truncar, e divulgar correspondência alheia (e privada) não é crime, pois eles só queriam “divulgar informação de interesse público”. De interesse público seria punir seriamente os crimes que esse clube tem vindo a praticar ao longo dos últimos 40 e tal anos.

      Mas ainda a procissão vai no adro. Eles abriram a caixa de pandora e agora vão ter que arcar com as consequências.

      Aguardemos tranquilamente.

    • Dsparate! sabes o que é liberdade de informar? FJMarques é jornalista e limitou-se a divulgar assuntos de interesse público ao abrigo da lei de imprensa.
      Isso vai dar zero no supremo.

      • Porventura saberei bem melhor do que o Sr. daquilo que falo, por via da formação que possuo e das profissões que exerço. Disparate é o seu comentário: pleno de ignorância. O Sr. já se deu ao trabalho de ler a lei de imprensa, o estatuto do jornalista, o código penal? Informe-se. Depois estará apto a “mandar” os seus bitaites. Conhece os casos Manso Preto? O caso Público vs Sporting?
        Por último: conhecemo-nos? Então o tratamento por tu não é o mais indicado.

  2. Se de facto se se entende que houve acto ilícito na forma como os e-mails foram divulgados não obsta isto a que o conteúdo dos mesmos não mereçam investigação e juízo final o que parece estar cada vez mais distante de acontecer dando a entender haver preferência na caça ao denunciante em vez de se procurar caçar o infractor.

  3. Sou portista e entendo que o porto, ou quem violou a correspondência, sejam punidos. No entretanto falta a punição para o emissor dos e-mails. Que pelo que se sabe foi muito mais grave e ainda não teve punição. Não venham dizer que o Benfica nada tem a ver com os ditos. Só ganhou nesse período quatro campeonatos que foram limpinhos,limpinhos, e o que aconteceu aos padres??! Isto foi e é uma vergonha.

RESPONDER

Francisco George defende vacinação de crianças com menos de 5 anos contra a covid-19

As crianças maiores de cinco anos devem ser vacinadas contra a covid-19, desde que a segurança e a eficácia da vacina estejam comprovadas cientificamente nestas idades, defende o médico especialista em saúde pública Francisco George. A …

Cientistas imprimiram, pela primeira vez, células cerebrais vivas em 3D

Uma equipa de cientistas usou uma nova técnica laser e conseguiu imprimir em 3D células cerebrais vivas. A maioria dos neurónios sobreviveram durante mais de dois dias após terem sido impressos em 3D, o que significa …

Descoberto antídoto contra agentes nervosos tipo Sarin e Novichok

Uma equipa do Laboratório Nacional Lawrence Livermore (LLNL), nos Estados Unidos, desenvolveu um antídoto que neutraliza a exposição ao envenenamento por agente nervoso. O estudo, que foi publicado na revista Scientific Reports, foi o resultado de …

Marte sobreviveu a super-erupções (que libertaram "oceanos" de poeira e gases tóxicos)

A região de Arabia Terra, situada no norte de Marte, já foi palco de erupções suficientemente potentes para libertar "oceanos" de poeira e gases tóxicos no ar.  A NASA confirmou, recentemente, que uma região do norte …

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …