FC Porto 2-0 Sporting CP | “Dragão” conquista 29.º título de campeão

O FC Porto é o novo campeão nacional de futebol, época 2019/20. Os “dragões” conquistaram o seu 29º título num jogo em que precisavam apenas do empate, mas fizeram mais do que isso e venceram o Sporting, no grande “clássico”, no Estádio do Dragão, por 2-0.

Num jogo nem sempre bem disputado, com muita luta e ocasiões de golo escassas – como se previa perante a competência das duas equipas defensivamente -, os golos foram apontados por Danilo Pereira, na segunda parte, de cabeça, na sequência de um canto, e por Moussa Marega, nos descontos. O Sporting perdeu pela primeira vez com Rúben Amorim no banco.

O jogo explicado em números

  • Muitas mexidas no Porto, mercê das ausências de Sérgio Oliveira, Uribe e Corona. Manafá ocupou a lateral direita, com o miolo do terreno a ser ocupado por Danilo Pereira e Mamadou Loum, e com Fábio Vieira e Luiz Díaz a serem também opção. Na frente somente Moussa Marega. No Sporting, Cristian Borja foi a novidade, no lugar do castigado Marcos Acuña.
  • Início de jogo com o Sporting a marcar logo no primeiro lance por Andraz Sporar, após jogada confusa, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo do ponta-de-lança. E aos 12 minutos foi a vez de um tento ser anulado a Luis Díaz, uma vez que a bola bateu na mão do colombiano, antes de este finalizar.
  • O equilíbrio foi a nota dominante no primeiro quarto-de-hora, com 50% de posse para cada lado e somente um remate (enquadrado), para os “leões”. A formação leonina entrou personalizada e recusou-se a dar a iniciativa aos “dragões”, pecando somente no passe, não indo além dos 69% de eficácia.
  • Aos 25 minutos, Sebastián Coates afastou em cima da linha de golo um remate de Luis Díaz, naquela que estava a ser a melhor fase do Porto deste o apito inicial. À meia-hora, o domínio portista era ténue (52% de posse) e as duas formações registavam três remates cada, um enquadrado, bem como números semelhantes de acções com bola nas áreas contrárias (7-6).
  • Muito bem o jovem Nuno Mendes nesta fase, a liderar os ratings com 6.1 – fruto de um remate, um passe para finalização, 34 acções com bola (máximo do jogo), dois dribles eficazes (100%) e cinco acções defensivas. E aos 34 minutos, Jovane Cabral, após canto da direita, cabeceou sem oposição, mas atirou por cima quando tinha tudo para facturar.
  • Primeira parte muito disputada, equilibrada, mas nem sempre bem disputada, com dois golos anulados e duas excelentes ocasiões, uma para casa lado. O Sporting até rematou mais (5-4), enquadrou menos (2-1) e esteve menos bem no passe, com 74% de eficácia. Nesta primeira metade, o melhor em campo foi Otávio, com um GoalPoint Rating de 6.4. O brasileiro fez um passe para finalização, teve sucesso na única tentativa de drible, recuperou cinco vezes a posse de bola e somou cinco acções defensivas.

José Coelho / Lusa

  • Recomeço de jogo com mais Porto, a chegar aos 61% de posse de bola à passagem da hora de jogo. Ainda assim, não alterou a desinspiração geral, visto que desde o intervalo não se registaram quaisquer remates. O Sporting continuava com dificuldade em ligar jogo (70% de eficácia de passe), mas dominava nos duelos individuais, com superioridade em 66%.
  • Aos 63 minutos, Fábio Vieira, com um extraordinário remate de fora da área, acertou com estrondo na barra da baliza leonina, no melhor momento da partida desde o descanso. Cheirava a golo, que surgiria aos 64 minutos. Canto da direita e Danilo Pereira, de rompante na área, cabeceou imparável, sem hipóteses para Luis Maximiano. Primeiro remate enquadrado do segundo tempo e aí estava o 1-0.
  • O Sporting reagiu de pronto e recuperou rapidamente a posse de bola, atingindo os 51% na segunda parte à passagem do minuto 70. Contudo tinha pela frente a habitual solidez defensiva portista. Nesta fase as equipas tinham dois remates cada desde o intervalo, um enquadrado, e Danilo, devido ao golo, já saltara para a liderança dos ratings, com 7.0.
  • Porém, aos poucos ficou notório que o Sporting tinha poucos argumentos ofensivos para entrar na área e incomodar Marchesín. Os dois remates realizados logo após o golo de Danilo foram casos únicos, nunca mais conseguindo visar a baliza contrária até final. Pelo contrário, num típico lance em que fugiu ao fora de jogo para surgir isolado, Marega recebeu um passe de Otávio, já nos descontos, e isolado fez o 2-0. Estava encontrado o campeão.

O melhor em campo GoalPoint

Está decidido. O Porto é campeão e, mais uma vez nos momentos importantes, Otávio Monteiro voltou a ser decisivo. O brasileiro foi o melhor em campo no Dragão, com GoalPoint Rating de 7.4. O ponto alto da exibição do criativo portista foi o passe para o 2-0, da autoria de Marega, mas no registo constam também dois passes para finalização, 87% de eficácia de passe, um passe de ruptura, dois dribles certos em três tentativas, nove recuperações de posse e quatro desarmes.

Jogadores em foco

  • Danilo Pereira 6.9 – O médio portista estava a ter um jogo relativamente discreto quando subiu a um canto e cabeceou para o 1-0. Ao todo fez 18 passes, errou apenas um, recuperou sete vezes a posse de bola e somou cinco acções defensivas, com destaque para dois bloqueios de remate.
  • Fábio Vieira 6.5 – O jovem portista não se amedronta com a dimensão e responsabilidade dos jogos e, após facturar nos dois encontros anteriores, esteve perto de repetir o feito, com um estrondoso remate ao ferro. Fábio criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização, acertou 17 de 19 entregas e recuperou quatro vezes a posse de bola.
  • Nuno Mendes 6.4 – O melhor “leão” do jogo. O jovem é um caso sério, tanto a defender, como a atacar, fazendo o melhor uso da sua compleição física e velocidade. Para além de dois passes para finalização, foi o jogador com mais acções com bola (86), completou as duas tentativas de drible e fez cinco intercepções, máximo da partida e da jornada.
  • Mamadou Loum 6.3 – Uma das surpresas no “onze” portista e com acção positiva, nomeadamente a destruir jogo adversário. Loum recuperou sete vezes a posse de bola e só registou sete perdas em 45 acções com o esférico. Também somou 11 acções defensivas, com destaque para quatro intercepções.
  • Cristian Borja 6.2 – O substituto de Acuña teve muito trabalho, mas esteve em bom plano, ganhando dois de quatro duelos aéreos defensivos e registando cinco desarmes, máximo do jogo a par de Mbemba.
  • Moussa Marega 6.2 – O maliano gosta de marcar ao Sporting e voltou a fazê-lo num movimento que lhe é típico, a fugir ao fora-de-jogo. Marega enquadrou os seus dois remates e ganhou dois de cinco duelos aéreos ofensivos.

Resumo

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns ao FCP,mesmo que tenha sido ”oferecido” não deixa de ter mérito.Mostrou que tem eficácia ao contrario dos adversários medíocres de Lisboa.Venha o próximo.

RESPONDER

De norte a sul do país, autarcas pressionam Governo para fechar escolas

Os diretores escolares esclarecem que não têm qualquer autonomia para encerrar escolas, dependendo essa decisão de um parecer da entidade de saúde pública local e da confirmação por parte dos serviços do Ministério da Educação. …

Muito mais do que tabaco. Cientistas identificam drogas tomadas pelos maias em recipientes antigos

Uma equipa de cientistas da Washington State University identificou a presença de planta que não é do tabaco em recipientes de drogas dos antigos maias. Os investigadores detetaram "marigold mexicana" (Tagetes lucida) em resíduos retirados de …

Pico na primeira semana de fevereiro. Mesmo confinando, modelo prevê 1154 doentes em UCI

Portugal deverá ter 1.154 doentes internados em cuidados intensivos num pico na primeira semana de fevereiro, mesmo com um confinamento igual ao de março, avança um modelo da NOVA Information Management School. Portugal deverá duplicar o …

Biden assume leme dos EUA. Trump concede 140 perdões (e pede que se "reze" pelo sucessor)

Joe Biden assume esta quarta-feira o leme dos Estados Unidos. Porém, antes de sair, o Presidente cessante, Donald Trump, perdoou e comutou penas a mais de 140 pessoas. Nas horas finais da sua presidência, Donald Trump …

Ouvir música clássica enquanto faz exercício? A Ciência sugere que sim

Estudos sugerem que, ao contrário daquilo que pensa, ouvir música clássica enquanto se pratica exercício físico pode ajudá-lo no seu treino. Para muitas pessoas, uma parte essencial de qualquer regime de exercício é a música que …

“Não queiram fazer mistérios onde não existem”. UE encerrou caso do procurador europeu

A União Europeia (UE) deu por "encerrado" o caso do procurador europeu José Guerra e dos lapsos no seu currículo enviado pelo Governo. “A reunião dos membros do Conselho da UE decorreu na segunda-feira e …

Jack Ma reaparece após estar "desaparecido" quase três meses

O bilionário fundador do gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba reapareceu, esta quarta-feira, numa reunião virtual com professores rurais, após meses de incerteza sobre o seu paradeiro. No vídeo, publicado no site do jornal chinês Tianmu …

Jesus voltou a testar negativo. Benfica confirma presença na Taça da Liga

O treinador do Benfica voltou a testar negativo ao novo coronavírus, num segundo teste realizado esta terça-feira, dia em que o clube anunciou ter 17 casos de infeção na sua estrutura profissional de futebol. "O Benfica …

Novas regras do confinamento entram em vigor esta quarta-feira (mas há exceções nos horários)

As novas medidas de restrição para travar a pandemia de covid-19 em Portugal entraram em vigor às 0h desta quarta-feira no âmbito do estado de emergência em vigor no país.  O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que …

Ratos paraplégicos voltam a caminhar graças a proteína inovadora

Cientistas criaram e injetaram uma proteína no cérebro de ratos paraplégicos. Após um par de semanas, os ratos recuperaram a capacidade de caminhar. Não, não é milagre. Uma equipa de investigadores alemães conseguiu restaurar a capacidade …