Fauci descontente com uso de palavras suas em vídeo de Trump. Talibãs esperam que seja reeleito

Anthony Fauci manifestou o seu descontentamento perante o uso de palavras suas sobre o novo coronavírus num vídeo da campanha para a reeleição do presidente dos EUA. Apesar das inúmeras atitudes controversas, Donald Trump tem recebido apoio de várias fações, e desta vez foram os Talibãs a incentivar o voto no candidato republicano.

“Em quase cinco décadas de serviço público, nunca apoiei publicamente nenhum candidato”, disse o diretor do Instituto de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, numa nota enviada à CNN.

Este vídeo de campanha de 30 segundos destaca a experiência pessoal de Donald Trump com o vírus e inclui uma breve passagem de uma entrevista com o médico, sugerindo que ele elogia a resposta do Presidente à pandemia.

“As declarações atribuídas a mim sem minha permissão pela equipa de campanha do Partido Republicano foram tiradas do contexto de um comentário que fiz há vários meses a respeito dos esforços das autoridades de saúde federais”, explicou o imunologista na sua resposta à CNN.

Membro do grupo de trabalho da Casa Branca sobre o coronavírus, Anthony Fauci, um especialista de 79 anos reconhecido mundialmente, tem corrigido o presidente dos Estados Unidos após as observações deste último sobre as próximas vacinas ou tratamentos contra covid-19.

As declarações de Donald Trump sobre a covid-19 têm sido polémicas, sobretudo depois de ter dito que o facto de ter contraído a doença foi uma “bênção de Deus”. Para muitos especialistas em política, esta atitude do presidente norte-americano pode valer-lhe uma derrota nas próximas eleições presidenciais que se deverão realizar no dia 3 de novembro.

Contudo, há quem se deixe convencer por Donald Trump e apoie a sua permanência na Casa Branca. É o caso dos Talibãs, que esperam que o candidato republicano ganhe a disputa contra Biden. Na origem deste apoio está a promessa de retirar a presença militar americana do Afeganistão, diz o Expresso.

“Esperamos que ele ganhe as eleições e acabe com a presença militar dos EUA no Afeganistão”, disse Zabihullah Mujahid, porta-voz dos Talibãs afegãos, quando entrevistado pela CBS News.

Os representantes da campanha eleitoral de Trump apressaram-se a rejeitar qualquer apoio ou ligação política aos Talibãs, mas essa posição não impede os seus representantes de manterem a expectativa de que o presidente dos EUA cumpra a promessa de retirar a maioria dos cerca de 5000 soldados americanos em solo afegão.

Donald Trump assinou um acordo com os Talibãs que prevê a retirada do contingente americano no Afeganistão até à primavera de 2021. No acordo assinado com a presidência americana, os Talibã comprometem-se ainda a pôr fim às relações de aliança e cooperação com o grupo terrorista Al Qaeda, revela o Expresso.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Médicos alertam que Navalny pode sofrer paragem cardíaca "a qualquer momento"

Alexei Navalny está cada vez mais em risco de insuficiência renal. Médicos próximos do opositor russo alertam que pode sofrer uma paragem cardíaca "a qualquer momento". Médicos próximos do opositor russo Alexei Navalny, detido e em …

Perto de sequenciar 1 milhão de genomas, cientistas querem desvendar segredos genéticos

O projeto All of Us está a recolher informações genéticas, registos médicos e hábitos de saúde de mais de um milhão de pessoas. Os dados podem ser usados para desvendar segredos genéticos. O primeiro esboço do …

"Besta dos cinco dentes". Descoberta nova espécie de mamífero na Patagónia

Paleontólogos descobriram uma nova espécie de mamífero, com dentes peculiares, que viveu na Patagónia durante o período Cretáceo. De acordo com a agência Europa Press, os fósseis foram encontrados em Cerro Guido, na província chilena de …

Com os zoos fechados, tudo serve para entreter uma família de lontras. Até um simples galho de bambu

O confinamento serviu como um lembrete indesejado de que ficar preso dentro de casa sem muito o que fazer pode ser desgastante. O mesmo é verdade para os animais, por isso os jardins zoológicos tiveram …

Uma ilha, cinco géneros. Os Bugis têm palavras para as "cinco maneiras de estar no mundo"

Uma ilha, cinco géneros. O povo Bugis é um poderoso grupo étnico que se destaca pelo reconhecimento de cinco géneros distintos. Na Indonésia, a ilha Sulawesi é a casa de um povo que reconhece cinco …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página. "Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que …

NASA escolheu SpaceX de Elon Musk para a próxima missão tripulada à Lua

Elon Musk fecha contrato de 2,9 mil milhões de dólares para levar o Homem novamente à Lua. O contrato é a mais importante vitória da SpaceX e reforça a posição da empresa como parceira …

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …