Falha técnica originou descarrilamentos na Linha de Cascais

O descarrilamento de dois comboios na Linha de Cascais, em 2013, teve origem numa falha técnica, segundo o relatório da comissão de inquérito nomeada pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT).

O relatório de investigação aos acidentes ocorridos a 8 de Fevereiro, a que a agência Lusa teve hoje acesso, refere que a “ruptura do veio motor” dos rodados de um dos comboios “esteve na origem e na cadeia de eventos que conduziram aos dois descarrilamentos”, concluindo ter-se tratado de “uma falha técnica”.

A peça mecânica que cedeu pertencia ao comboio que saiu de Oeiras e que descarrilou em Algés tendo, nesse trajecto, danificado o aparelho de mudança de via de Caxias, local onde o outro comboio, que seguia na sua retaguarda proveniente de Cascais, viria a descarrilar.

A ruptura do veio provocou desalinhamentos e deslocamentos nos diversos órgãos que equipam o rodado motor, o que motivou danos em variados equipamentos da via e da sinalização, numa extensão aproximada de 5,5 quilómetros”, explica o documento.

Como à data do acidente o Gabinete de Investigação de Segurança e de Acidentes Ferroviários estava inactivo, o IMT nomeou uma comissão de inquérito para apurar as causas do acidente.

A comissão de inquérito, presidida por um responsável do IMT e composta por mais quatro elementos, dois da CP e dois da REFER, aponta falhas à manutenção do material circulante na Linha de Cascais.

A manutenção é realizada segundo um plano, cujo cumprimento foi avaliado, tendo-se verificado que as automotoras envolvidas nos acidentes iriam “realizar visitas com atraso”.

No caso do veio motor fracturado, o último exame ultrassónico (espécie de ecografia) foi feito a 9 de Julho de 2012, que comprovou não existirem anomalias.

Porém, na ficha de registo ficou a recomendação de execução de novo exame, o que não aconteceu até à data do acidente, “sem justificação aceitável”.

Uma semana depois do acidente, a comissão de inquérito pediu à Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário exames laboratoriais para apurar a causa da fartura do veio, com a indicação de actualização deste relatório quando os resultados estivessem disponíveis, o que não aconteceu até hoje.

O controlo do estado dos veios motor também não era efectuado convenientemente.

“Rastreabilidade incompleta do veio, por impossibilidade de identificação da sua origem e respectivo lote de fabrico, o que não permite a identificação de outros veios que possam ter a mesma origem”, salienta o relatório.

O boggie motor (conjunto de rodados sobre os quais assenta a carruagem) onde aconteceu a fractura do veio circulava com os dois motores de tracção fora de serviço, o que obriga a uma sobrecarga nos restantes eixos dos motores, sendo esta uma situação recorrente.

“Constatou-se que é frequente a realização de comboios na Linha de Cascais com unidades com motores fora de serviço por avaria“, sustenta o documento.

O relatório frisa que a falha técnica poderia ter sido controlada em tempo útil se a tripulação dispusesse de procedimentos, conhecimentos e treino necessários para diagnosticar situações de sobreaquecimento visíveis pela libertação de fumos, cheiros, e ruídos.

“O desconhecimento da tripulação sobre os procedimentos adequados foi, pois, um factor subsequente à falha técnica, que ao não diagnosticar a respectiva gravidade, concorreu para que os descarrilamentos não fossem evitados”, concluiu a comissão de inquérito.

Na sequência dos acidentes, duas pessoas foram ao hospital receber assistência médica. Os prejuízos em equipamentos de via e de sinalização ascendem a 150.000 euros.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Partidos concordam em desconfinar. PSD diz “haver condições” para abrir “grande parte do território”

Vários especialistas estiveram reunidos com o Governo esta segunda-feira em mais uma reunião do Infarmed. O objetivo foi avaliar a situação epidemiológica e definir diretrizes para o desconfinamento, cujo plano será apresentado na quinta-feira. De …

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançada somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …