Fabricante do medicamento de Matilde ocultou dados manipulados

(dr) Facebook

O país ficou a conhecer o medicamento Zolgensma, que custa quase dois milhões de euros, depois da onda de solidariedade à volta de Matilde, um bebé de quatro meses que sofre de atrofia muscular espinhal.

Nos primeiros dias de julho, os pais da bebé já tinham o dinheiro necessário para o tratamento, mas faltava e falta a aprovação da Agência Europeia de Medicamentos – só a Autoridade Americana do Medicamento (FDA, na sigla norte-americana) já havia dado luz verde. Matilde começou a ser então medicada com Spinraza, um medicamento que já existe em Portugal e que ajudaria a “travar” a doença.

O The New York Times avança esta quarta-feira que a Novartis, a farmacêutica que fabrica o Zolgensma, ocultou dados manipulados à Autoridade Americana do Medicamento enquanto solicitava a aprovação daquele medicamento, que seria finalmente aprovado maio, convertendo-se no mais caro do mundo.

Segundo a FDA, os dados imprecisos não afetaram a segurança e eficácia daquele tratamento, mas, se tivessem sido identificados, teria atrasado a aprovação do Zolgensma. Os valores manipulados envolveram testes a ratos de laboratório com duas dosagens diferentes do tratamento. A FDA assegurou que os pacientes que foram ou estão a ser tratados com Zolgensma, que é administrado apenas uma vez, não estão em risco.

O jornal dá conta ainda da inquietação na indústria farmacêutica com este caso, pois nos últimos anos foram aprovados um número recorde de tratamentos que esperam garantir vantagem na corrida à resolução de doenças raras – que serão muito caros.

As pessoas “esperam que nós tenhamos dados precisos quando aprovamos produtos”, sentenciou Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA, que admitiu uma investigação à Novartis e a possibilidade de penalizações criminais.

O Zolgensma, da empresa Avexis, que pertence à farmacêutica Novartis, vem dos Estados Unidos, país onde foi aprovado em maio, e trata-se de uma injeção de dose única, que funciona como terapia genética dirigida à raiz da atrofia muscular espinhal tipo I.

A 18 de julho, foi noticiado que o Infarmed já tinha autorizado a compra do medicamento para a bebé Matilde e para uma outra criança do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, que também sofre da mesma doença.

Apesar de a família ter conseguido angariar os dois milhões de euros necessários para a compra do fármaco, este será comparticipado pelo Estado na totalidade. Os pais da criança têm afirmado que o dinheiro angariado servirá para ajudar “outras Matildes”.

Atualmente, a bebé encontra-se a fazer o tratamento que está disponível em Portugal — o Spinarza — que retarda a progressão da doença e que também é 100% comparticipado pelo Estado. Matilde vai receber o medicamento mais caro do mundo no dia 27 de agosto.

Em Portugal, há outras nove crianças diagnosticadas com atrofia muscular espinhal, uma doença rara cuja forma mais grave (tipo 1), detetada sobretudo em bebés, causa perda de força, atrofia muscular e paralisia progressiva.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mihajlovic: "Vou tentar manter a calma, mas é difícil"

Treinador do Bolonha furioso com os cartões amarelos mostrados para "compensar" uma expulsão. Beto voltou a marcar. Udinese e Bolonha entraram em campo neste domingo como protagonistas de um dos jogos menos mediáticos da oitava jornada …

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo avisa que não pode haver "casos de mau uso e de fraude" com os fundos europeus

O Presidente da República avisou, esta segunda-feira, que a "última coisa" que pode acontecer com os fundos europeus são "casos de maus uso e de fraude", garantindo que os portugueses "não perdoariam" que isso acontecesse. Questionado …

O empresário John Textor

Nova direção do Benfica vai reunir-se com John Textor

O empresário John Textor, que celebrou um acordo com José António dos Santos para aquisição de 25% do capital social da SAD do Benfica, vai ser recebido pela nova direção do clube esta quinta-feira. "Após explícita …

Vítimas do ataque na Noruega foram mortas com facadas e não com arco e flecha

A polícia norueguesa esclareceu, esta segunda-feira, que as cinco vítimas mortais do ataque perpetrado na semana passada foram esfaqueadas, afastando assim a tese inicial que as mortes tinham sido provocadas por um arco e flechas. Segundo …

É um pássaro? É um avião? Não, é uma estrada de drones

Várias empresas estão a juntar-se ao governo de Israel na criação de sistemas de entregas através de drones. O objectivo final é ter uma estrada destes aparelhos nos céus. Num futuro próximo, as estradas podem estar …

IVAucher já devolveu 5,5 milhões de euros aos consumidores

Até agora, o programa IVAucher devolveu 5,55 milhões de euros aos consumidores, foi anunciado, esta segunda-feira, pelo Ministério das Finanças. De acordo com o comunicado do Ministério das Finanças, desde 1 de outubro foram efetuadas 609.560 …

Bloco já enviou as nove propostas ao Governo. Cinco são alterações ao Código do Trabalho

O Bloco já enviou ao Governo a redação das nove propostas para as negociações do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), cinco das quais são alterações ao Código do Trabalho que terão de ser efetivadas …

Bielorrússia expulsa embaixador francês

O embaixador francês na Bielorrússia deixou o país este domingo, depois de as autoridades bielorrussas o terem mandado embora, sem especificar o motivo.  "O Ministério das Relações Exteriores da Bielorússia exigiu que o embaixador partisse antes …

Grupo 400 Mowozo apontado como responsável pelo rapto de 17 missionários estrangeiros no Haiti

Grupo raptado era composto por 14 adultos e três crianças que se encontravam em território haitiano no quadro de uma missão de solidariedade dinamizada pela Christian Aid Ministries. Um grupo armado intitulado 400 Mawozo, considerado um …

Agentes disparam para o ar no jogo entre o Olímpico do Montijo e o Vitória de Setúbal B

Violência, tiros para o ar: Montijo reage aos incidentes do jogo com o Vitória

Cenas de pânico, logo a seguir ao jogo entre o Olímpico do Montijo e a equipa B de Setúbal. Versões diferentes dos treinadores. O jogo entre Olímpico do Montijo e Vitória de Setúbal B terminou sem …