Fabricante do medicamento de Matilde ocultou dados manipulados

(dr) Facebook

O país ficou a conhecer o medicamento Zolgensma, que custa quase dois milhões de euros, depois da onda de solidariedade à volta de Matilde, um bebé de quatro meses que sofre de atrofia muscular espinhal.

Nos primeiros dias de julho, os pais da bebé já tinham o dinheiro necessário para o tratamento, mas faltava e falta a aprovação da Agência Europeia de Medicamentos – só a Autoridade Americana do Medicamento (FDA, na sigla norte-americana) já havia dado luz verde. Matilde começou a ser então medicada com Spinraza, um medicamento que já existe em Portugal e que ajudaria a “travar” a doença.

O The New York Times avança esta quarta-feira que a Novartis, a farmacêutica que fabrica o Zolgensma, ocultou dados manipulados à Autoridade Americana do Medicamento enquanto solicitava a aprovação daquele medicamento, que seria finalmente aprovado maio, convertendo-se no mais caro do mundo.

Segundo a FDA, os dados imprecisos não afetaram a segurança e eficácia daquele tratamento, mas, se tivessem sido identificados, teria atrasado a aprovação do Zolgensma. Os valores manipulados envolveram testes a ratos de laboratório com duas dosagens diferentes do tratamento. A FDA assegurou que os pacientes que foram ou estão a ser tratados com Zolgensma, que é administrado apenas uma vez, não estão em risco.

O jornal dá conta ainda da inquietação na indústria farmacêutica com este caso, pois nos últimos anos foram aprovados um número recorde de tratamentos que esperam garantir vantagem na corrida à resolução de doenças raras – que serão muito caros.

As pessoas “esperam que nós tenhamos dados precisos quando aprovamos produtos”, sentenciou Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA, que admitiu uma investigação à Novartis e a possibilidade de penalizações criminais.

O Zolgensma, da empresa Avexis, que pertence à farmacêutica Novartis, vem dos Estados Unidos, país onde foi aprovado em maio, e trata-se de uma injeção de dose única, que funciona como terapia genética dirigida à raiz da atrofia muscular espinhal tipo I.

A 18 de julho, foi noticiado que o Infarmed já tinha autorizado a compra do medicamento para a bebé Matilde e para uma outra criança do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, que também sofre da mesma doença.

Apesar de a família ter conseguido angariar os dois milhões de euros necessários para a compra do fármaco, este será comparticipado pelo Estado na totalidade. Os pais da criança têm afirmado que o dinheiro angariado servirá para ajudar “outras Matildes”.

Atualmente, a bebé encontra-se a fazer o tratamento que está disponível em Portugal — o Spinarza — que retarda a progressão da doença e que também é 100% comparticipado pelo Estado. Matilde vai receber o medicamento mais caro do mundo no dia 27 de agosto.

Em Portugal, há outras nove crianças diagnosticadas com atrofia muscular espinhal, uma doença rara cuja forma mais grave (tipo 1), detetada sobretudo em bebés, causa perda de força, atrofia muscular e paralisia progressiva.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jovem vulcão descoberto nas profundezas da Placa do Pacífico

Uma equipa de cientistas da Universidade de Tohoku, no Japão, descobriu um pequeno e jovem vulcão na secção mais antiga da Placa do Pacífico. O vulcão foi encontrado na parte ocidental do Oceano Pacífico, perto …

Composição dos planetas gasosos não é igual à das suas estrelas (e os cientistas não percebem porquê)

Os planetas e as estrelas formam-se a partir da mesma nuvem de gás e poeira.  Uma análise da composição dos exoplanetas gigantes gasosos e das suas estrelas hospedeiras mostra que não há uma forte correlação …

Nova espécie de titanossauro descoberta no Equador

Uma universidade equatoriana anunciou na sexta-feira a descoberta de uma espécie de dinossauro, que, segundo a instituição, não tinha sido ainda descrito, denominando-o de 'Yamanasaurus lojaensis'. O nome foi escolhido em referência a duas localidades: Yamana, …

As alterações climáticas estão a "asfixiar" os oceanos

Os efeitos da diminuição de oxigénio serão "dramáticos" para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos. O oxigénio dos oceanos diminuiu 2% entre 1960 e 2010, prevendo-se que no ano de 2100 essa …

Associação suspende adoções para evitar que animais sejam tratados como presentes de Natal

"Um animal quer-se no dia 24 de março, abril ou junho e não só a 24 de dezembro", disse uma responsável da Sociedade Protetora dos Animais do Porto. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto anunciou, …

Já podemos ver o mundo pelos olhos dos animais

https://vimeo.com/378301135 Os humanos estão um passo mais próximos de ver o mundo como o veem os animais, graças a uma nova tecnologia desenvolvida por investigadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Universidade de Exeter, …

Embaixador mexicano na Argentina apanhado a roubar um livro numa livraria

O diplomata será investigado por um comité de ética e, se ficar provado o roubo do livro, será demitido. "Haverá tolerância zero para a desonestidade." O embaixador mexicano na Argentina, Óscar Ricaro Valerio, recebeu ordem …

Presépio nos Estados Unidos colocou Jesus separado dos pais e preso numa jaula

Uma igreja da Califórnia, nos Estados Unidos, colocou em exibição um presépio de protesto no qual retrata a Família Sagrada como refugiados. Uma igreja na Califórnia, nos Estados Unidos, está a exibir um presépio com Jesus, …

Sul-africana de 26 anos é a Miss Universo 2019

Zozibini Tunzi, da África do Sul, venceu, este domingo, a competição Miss Universo 2019, tornando-se a primeira mulher negra a vencer desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, arrecadou o título. Zozibini Tunzi, de 26 anos, …

No Japão, há um café onde os empregados de mesa são robôs

Os robôs da Softbank, chamados de Pepper, estão agora a chegar a um novo mercado: os cafés. No Japão, hotéis, lojas de aeroporto, entre outros comércios, já contam com funcionários robóticos, que foram criados em …