A Matilde tem uma doença tão rara que precisa do medicamento mais caro do mundo

(dr) Facebook

Matilde nasceu a 12 de abril. Apesar de tudo parecer bem no início, os pais “sempre acharam que algo era diferente”. Com um mês e duas semanas, foi-lhe diagnosticada uma doença rara: Atrofia Muscular Espinhal – AME Tipo I, a forma mais grave da doença.

Os médicos disseram aos pais que “fizeram tudo o que podiam ter feito” e que “nada podia prever isto”. “Era a notícia mais devastadora que alguém podia dar a um pai ou uma mãe”. A história da Matilde está a ser contada no Facebook, na página “Matilde, uma bebé especial”.

Matilde ficou internada durante duas semanas, começou a beber o leite pelo biberão e a fazer fisioterapia para a estimular. Os pais, Carla e Miguel, levaram-na a uma consulta com uma especialista em doenças raras degenerativas no Hospital Santa de Maria, em Lisboa.

“Explicou-nos o tratamento disponível, que podia melhorar as funções motora e respiratória e a sobrevida. Que iria ter que usar uma suporte respiratório à noite para ajudar a expandir os meus pulmões e outros cuidados e de resto cuidar de mim tal como cuidaram do meu mano”, de acordo com a página do Facebook, que conta a história na primeira pessoa.

A bebé teve alta hospitalar no dia 7 de junho e a médica ligou a confirmar o diagnóstico, dizendo que ia pedir o medicamento para começar as injeções que vão ajudar a travar a progressão da doença. “Agora toda a ajuda é bem-vinda”.

O problema é mesmo esse. O medicamento é novo e chama-se Zolgensma, que foi aprovado nos EUA e ainda só está disponível naquele país, por cerca de 1,9 milhões de euros. O medicamento continua por ser aprovado na Europa e pode ser a cura para a doença da bebé, apesar de ser o mais caro do mundo.

Na tarde de quarta-feira, de acordo com o Notícias ao Minuto, a bebé Matilde foi internada de urgência devido a problemas respiratórios. Depois de examinada, os médicos decidiram que Matilde tinha de ficar internada durante uns dias porque tem um pulmão “tapado” e febre. A bebé vai agora fazer antibiótico e iniciar a ventilação assistida.

Os pais da Matilde partilharam uma imagem com o NIB para o qual devem ser enviados os donativos para ajudar nos custos do tratamento da criança. Na quarta-feira, pelas 12h00, uma nova publicação dava conta de que já tinham sido doados 166,704 mil euros.

O que é a atrofia muscular espinal?

“A Atrofia Muscular Espinal é uma doença degenerativa neuromuscular autossómica recessiva frequente, reportada em 1/10.000 nados vivos e a principal causa genética de morte, atualmente”. Esta é a definição apresentada pela Sociedade Portuguesa de Neuropediatria, que tem como objetivo a promoção, aprofundamento e divulgação de conhecimentos relativos à neuropediatria.

Os pais são portadores mas saudáveis e quando engravidam têm um risco de 25% de ter um filho afetado pela doença. Estas famílias são referenciadas posteriormente a uma consulta de genética e em futuras gravidezes é feito diagnóstico pré-natal”.

Isso resulta na maior parte das vezes devido à “falta de uma parte do gene, pelo que a proteína que deveria ser produzida, e que é responsável pela sobrevivência dos nossos neurónios motores, não se forma”.

No portador desta doença, os “neurónios que partem da espinal medula e que transmitem informação aos músculos vão progressivamente morrendo”, explica a SPN. O doente “vai perdendo força e desenvolvendo atrofia muscular, paralisia progressiva e perda de capacidades motoras”. A doença afeta todos os músculos do corpo, “poupando habitualmente a face”.

Os músculos respiratórios também são afetados, “condicionando insuficiência respiratória progressiva e geralmente numa fase mais avançada, dificuldades na deglutição”. Existem 4 tipos clínicos, sendo o primeiro o mais grave.

O Tipo 1, que afeta, por exemplo, a Matilde, manifesta-se antes dos seis meses e os doentes falecem ou ficam dependentes de ventilação 24 horas antes de completar os dois anos de vida. Caracteriza-se por uma hipotonia grave, dificuldade no controle cefálico, dificuldades com o controlo da deglutição e insuficiência respiratória precoce.

O Tipo 2 tem início no primeiro ano de vida do doente, que pode manter a posição sentada, mas não consegue caminhar sozinho. Existe geralmente um atraso nas etapas motoras iniciais e dificuldades na deglutição e mastigação. Estes doentes sobrevivem além dos 30 anos, se existirem cuidados respiratórios atentos, como a utilização BIPAP noturno, tosse assistida e uma boa reabilitação respiratória, nutricional e ortopédica.

O Tipo 3 tem um início “muito variável, já após a aquisição da marcha, levando à perda da mesma durante a evolução, e condicionando na maioria dos doentes uma sobrevida normal”. O Tipo 4 tem início já em vida adulta e sem interferência com a sobrevida. A SPN reforça que “esta doença não afeta a função cognitiva“, tratando-se de crianças, jovens e adultos “inteligentes e interativos”.

Tratamento em Portugal não é o mais eficaz

De acordo com o Jornal de Notícias, a Matilde vive com os pais, Carla e Miguel Sande, ambos de 34 anos, o irmão Rodrigo, de ano e meio, e a irmã Thaís, de 11 anos. A família reside em Queluz de Baixo, na freguesia de Barcarena, concelho de Oeiras.

Para já, a bebé vai iniciar o tratamento disponível em Portugal, o Spiranza. Esse tratamento “atrasa a progressão da doença e confere melhorias motoras e respiratórias e sobrevida, com mais dois ou três anos”.

No entanto, Matilde vai precisar de suporte respiratório à noite e depois todo o dia, “ser aspirada às vias respiratórias diariamente e fazer tosse assistida”, dependendo de pelo menos três máquinas para viver. “Muito provavelmente não ultrapassará os quatros anos de vida”, disse Carla.

A melhor solução para a saúde da criança passa pelo medicamento Zolgensma, que foi aprovado em maio nos EUA. “Pesquisámos alternativas e descobrimos a terapia genética que tinha acabado de ser aprovada nos EUA, que se trata de uma injeção por intravenosa que visa a substituição do gene defeituoso para regenerar a espinhal medula”, recordou a mãe. “Os resultados têm sido incríveis nos bebés que o tomaram e todos são saudáveis e não dependem de máquinas”.

Contactada pelo JN, fonte do Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde disse que em Portugal, para o tratamento da doença, “está autorizado o medicamento Nusinersen“, que é “100% comparticipado pelo Estado”.

No entanto, aquele que é considerado o melhor medicamento para a doença, o “Zolgensma”, que é também o mais caro do mundo, ainda se encontra em avaliação na Agência Europeia do Medicamento.

MC, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois é nada mais justo que o próprio governo assumir a medicação da criança não por ser uma doença rara mas, por ser um medicamento caríssimo que a criança precisa tomar para sobreviver e assim também para todos que estejam passando por situações em que a vida é a
    prioridade. Assim como os cidadãos vem sustentando a elite para que nada lhes falte, como poderá permitir este, que vem tirar do seu sustento e da família para contribuir com a fartura do poder inclusive gastando absurdos como já vem sendo exibido nos noticiários, a maldição dos Jogos Olímpicos e outras cretinices mais…Observem em um mundo a beira de uma apocalipse política e social.

  2. O Negocio da Saúde, no seu esplendor, o que justifica estas somas astronómicas ?????……. Realmente a vida humana vale menos que um electrodoméstico !

    • Desenvolver um novo medicamento custa centenas de milhões de dólares, ou em alguns casos para cima de 1000 milhões de dólares, e demora anos. Não existindo potencial de alto retorno, ninguém investe essa quantidade de dinheiro, e estes medicamentos nem sequer são inventados.

      Forçar uma empresa a vender a baixo preço, depois de ter feito tamanho investimento, é garantir que nunca mais ninguém desenvolve novos medicamentos.

      Neste caso, trata-se de uma doença rara, pelo que não é possível vender barato e contar com um grande volume de vendas para compensar.

RESPONDER

O propósito do sono muda repentinamente quando somos crianças

Uma equipa de investigadores identificou uma mudança repentina no propósito pelo qual precisamos de dormir. A alteração foi verificada, na mesma altura, em animais. A razão pela qual precisamos de dormir pode variar de acordo com …

“Desrespeito e mentira”. Rui Moreira ameaça levar UEFA a tribunal após cancelamento da Supertaça europeia

O presidente da Câmara do Porto ameaçou recorrer à justiça para reclamar os prejuízos causados pela decisão da UEFA de não realizar a final da Supertaça europeia de futebol na cidade, acusando aquela instituição de …

Eis os quatro mundos mais promissores de albergar vida alienígena

Marte, Europa, Encélado e Titã são, de acordo com as descobertas científicas, os mundos mais promissores de albergar vida alienígena. A biosfera da Terra contém todos os ingredientes conhecidos necessários para a vida como a conhecemos. …

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …