/

Exumados na Croácia 800 cadáveres da Segunda Guerra Mundial

United States Holocaust Memorial Museum / Wikimedia

Adolf Hitler encontra-se com Ante Pavelić (1941)

Ministério dos Veteranos de Guerra da Croácia, citado pela agência Efe, revelou que a recuperação dos cadáveres foi feita na zona de Zumberak, na fronteira com a Eslovénia, a 80 quilómetros de Zagrebe.

Os restos mortais de 800 civis e milicianos do movimento fascista croata Ustase assassinados pelos partidários comunistas durante a Segunda Guerra Mundial foram exumados de um poço perto da fronteira entre a Croácia e a Eslovénia, informou esta terça-feira Zagreb.

Segundo o Ministério dos Veteranos de Guerra da Croácia, citado pela agência Efe, a recuperação dos cadáveres foi feita na zona de Zumberak, na fronteira com a Eslovénia, a 80 quilómetros de Zagrebe.

De acordo com a imprensa local, trata-se dos restos mortais de milicianos do movimento Ustase, que entre 1941 e 1945 governou o chamado “Estado Independente da Croácia”, liderado por Ante Pavelic e ‘marioneta’ da Alemanha nazi.

Os restos mortais descobertos serão examinados no Instituto de Medicina forense e criminal de Zagreb.

Segundo o diário croata “Vecernji list”, os membros dos Ustase caíram em combate ou foram fuzilados por combatentes antifascistas e atirados ao poço. No entanto, entre os mortos também há inúmeros civis, acusados pelos partidários comunistas de colaborar com os Ustase, em cujo regime foram assassinados no campo de concentração de Jasenovac, entre outros, 80 mil sérvios, judeus e ciganos.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.