Externato Ribadouro condenado por inflação de notas. Encerramento fica em suspenso e directora é afastada

USP Imagens

A directora pedagógica do Externato Ribadouro, no Porto, foi suspensa de funções por inflação de notas e foi decretado o encerramento do estabelecimento por um ano lectivo, mas a decisão fica suspensa por dois anos.

O anúncio foi feito pelo Ministério da Educação na sequência do processo disciplinar instaurado depois de a Inspecção-Geral de Educação e Ciência (IGEC) ter detectado casos de inflação de notas reiterados durante os anos lectivos 2017/2018 e 2018/2019.

A diretora pedagógica do Externato Ribadouro foi, agora, sancionada com a suspensão de funções pelo período de um ano.



Já o Externato foi condenado ao encerramento por um ano lectivo, mas a pena fica suspensa pelo período de dois anos.

A IGEC apurou que a directora pedagógica revelou “negligência e má compreensão” dos seus deveres funcionais, tendo sido a sanção de suspensão graduada pelo máximo legal.

O inquérito revela ainda a “falta de rigor” do processo de avaliação das aprendizagens no Externato Ribadouro, o que justifica a pena de encerramento, embora suspensa.

A decisão assenta essencialmente em questões de incumprimento reiterado das regras de funcionamento.

As discrepâncias entre as classificações aprovadas pelos Conselhos de Turma e as pautas de frequência finais, bem como o uso de critérios de avaliação e respectivas ponderações não aprovadas, na sua totalidade, pelo Conselho Pedagógico, foram algumas irregularidades detectadas pela IGEC.

Turmas inteiras com notas de 19 e 20 valores

As averiguações foram desencadeadas na sequência de notícias que davam conta de classificações anormalmente altas a Educação Física, com turmas inteiras a receberem notas de 19 e 20 valores, bem como noutras disciplinas do secundário não sujeitas a exame nacional.

Neste caso, o processo instruído pela IGEC apurou que houve, entre outros, incumprimento sistemático de procedimentos obrigatórios, contribuindo para a frágil fiabilidade/fidelidade das classificações atribuídas; aulas contabilizadas, mas não sumariadas nem assinadas; e indevida dispensa temporária de alunos de actividades físicas sem qualquer justificação.

Em Abril de 2019, o Expresso noticiou a existência de uma invulgar concentração de classificações de 19 e 20 valores no final do segundo período na disciplina de Educação Física, situação que se repetiu em nove turmas do 10.º ano do Externato Ribadouro.

64 escolas sancionadas por irregularidades nas notas

A Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC) instaurou nos últimos dois anos 66 processos disciplinares relacionados com irregularidades na atribuição de notas aos alunos, tendo aplicado 64 sanções a escolas, desde repreensões escritas à suspensão de funções, como avançou em Maio o Ministério da Educação.

Este ano, o Ministério da Educação não apresentou novos dados sobre as escolas que inflacionam as notas, explicando que não era possível calcular esse indicador, porque, em 2020, os exames foram aplicados exclusivamente para efeitos de acesso ao ensino superior e nas disciplinas escolhidas por cada aluno.

Desde 2015 que o Ministério divulga o indicador que compara as notas internas dos alunos de cada escola com as classificações atribuídas por todas as outras escolas do país a alunos que tiveram resultados semelhantes nos exames nacionais. Através da comparação, feita ao longo de cinco anos, é possível identificar os estabelecimentos de ensino que estão a inflacionar as notas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto estes assuntos forem tratados com paninhos quentes ” …condenado ao encerramento por um ano lectivo, mas a pena fica suspensa pelo período de dois anos.” isto continuara a ser sempre o mesmo regabofe de irresponsabilidade e negociatas. Encerrava e ponto final.

  2. E, além deste, quantos outros o farão? E continuamos a ordenar o aproveitamento dos nossos alunos com base nesta falácia ?! Para quando o fim da farsa do ranking das escolas? É a maior injustiça injustiça social a que já assisti. Não brinquem com o futuro dos jovens do ensino público que são ultrapassados por estes chicos espertos que, com as médias inflacionadas, entram no ensino público para os cursos com “numerus clausus” graciosamente e os outros vão para o privado pagando avultadas propinas se quiserem. Mas que fazer? O sistema assim permite!

RESPONDER

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …

Benfica: a principal ameaça na Liga dos Campeões será Darwin

Pelo menos é a visão catalã. Benfica é o próximo adversário do Barcelona. Mais um jogo, mais uma vitória. O Benfica só sabe ganhar no campeonato português, para já, e na noite passada venceu em casa …

Estado vai financiar formação de funcionários públicos em universidades e politécnicos

Verbas destinadas ao projeto provêm do Orçamento do Estado e do Plano de Recuperação e Resiliência — cerca de 600 milhões. O Estado vai financiar, inteira ou parcialmente, as formações profissionais dos profissionais públicos, através do …

Sevilha rescinde com jogador por má forma física

O Sevilha anunciou a rescisão de contrato com o defesa-central Joris Gnagnon por falta de profissionalismo relativamente à sua forma física. De acordo com o jornal A Bola, o Sevilha rescindiu contrato com o defesa-central francês …

"O nosso Governo está pronto". Trudeau volta a ganhar as eleições - mas sem maioria absoluta

O líder do Partido Liberal do Canadá (LP) Justin Trudeau disse hoje, depois de ganhar as eleições gerais do país, que os eleitores canadianos escolheram "um plano progressivo" e que está pronto para formar um …

Travar margens nos combustíveis pode acabar por prejudicar os consumidores (e até fechar bombas)

A proposta de lei do Governo aprovada, na semana passada, para a limitação das margens das petrolíferas nos preços dos combustíveis pode acabar por travar a concorrência e até levar ao encerramento de bombas de …

"Nunca se pode tirar Messi" (mas há um gesto que pode explicar a sua substituição)

A substituição de Messi, e a forma como reagiu, no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Lyon da Liga francesa, continua a dar que falar. E agora avança-se a possibilidade de o craque argentino …

Médicos querem que norma de isolamento tenha em conta a atual taxa de vacinação

Com o regresso às aulas, médicos de saúde pública defendem a revisão da norma referente ao isolamento de contactos de risco, para que esta tenha em consideração a elevada taxa de vacinação. O ano letivo arrancou …