Um verdadeiro “exército de robôs” está a ajudar os hospitais chineses a combater a Covid-19

Em tempos difíceis, até a tecnologia pode ser uma arma poderosa. A Covid-19 tem sido um verdadeiro teste para ferramentas de big data, analytics e inteligência artificial e os robôs parecem ter encontrado uma grande vocação no contexto do coronavírus.

A companhia dinamarquesa UVD Robots assinou recentemente um contrato com a Sunay Healthcare Supply para distribuir os seus robôs pelos hospitais chineses. A sua função é desinfetar as alas hospitalares com a ajuda de uma luz ultravioleta (UV).

O robô autónomo emite uma luz UV-C concentrada, que tem efeito germicida, que mata vírus, bactérias e outros organismos potencialmente perigosos de qualquer ambiente.

A tecnologia foi desenvolvida em 2014, quando os hospitais da Dinamarca pediram um método mais eficaz para reduzir as taxas de infeção, e foi introduzida no mercado em 2018. Atualmente, segundo o MedTechIntelligence, está disponível em 40 países.

O interesse no uso de robôs para desinfetar superfícies, nomeadamente em contexto hospitalar, cresceu com uma preocupação generalizada com o novo coronavírus. Com este acordo, mais de 2.000 hospitais chineses terão agora a oportunidade de garantir uma desinfeção eficaz, protegendo os seus pacientes e todos os profissionais de saúde.

A entrega destes robôs dinamarqueses só será realizada porque a empresa que os produz conseguiu contornar as restrições impostas pela China durante a pandemia. Neste cenário, muitos equipamentos médicos não estão a chegar aos hospitais chineses, mas a UVD conseguiu enviar o primeiro exemplar depois de ter assinado o contrato.

No ano passado, a UVD Robots ganhou o Prémio de Inovação e Empreendedorismo em Robótica e Automação (IERA) graças à sua tecnologia de desinfeção autónoma.

“Perante uma crise severa como esta, em que a saúde mundial está ameaçada, a nossa tecnologia inovadora prova o seu valor”, afirmou Per Juul Nielsen, CEO da UVD Robots.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não tardará os chineses a comprarem a patente aos dinamarqueses e lá vai mais uma inovação cair-lhes nas mãos e a Europa a ficar dependente deles.

RESPONDER

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …