Ex-estrela da NFL suicidou-se na prisão

Jeffrey Beall / Wikimedia

Aaron Hernandez, ex-jogador a NFL que se suicidou na prisão

Aaron Hernandez, ex-jogador a NFL que se suicidou na prisão

O antigo jogador da Liga norte-americana de futebol americano (NFL) Aaron Hernandez, de 27 anos, considerado inocente da morte de dois cabo-verdianos, enforcou-se na sua cela, segundo os serviços prisionais de Massachusetts.

Um guarda prisional disse que encontraram o antigo jogador dos New England Patriots enforcado, pouco depois das 03h00 locais, tendo sido tentada a sua reanimação no local. Aaron Hernandez acabou por ser declarado morto, no hospital UMass Memorial – HealthAlliance, em Leominster, às 04h07.

Funcionários da prisão, citados pela agência AP, disseram que Hernandez estava numa cela individual no centro correcional Souza Baranowski, em Shirley, em Massachusetts, detalhando que o antigo jogador utilizou um lençol amarrado à janela.

As autoridades acrescentaram que Hernandez tentou bloquear a porta da cela pelo seu interior, com vários objetos.

O antigo jogador cumpria uma sentença de prisão perpétua, sem direito a saída precária, pelo assassínio de um amigo, Odin Lloyd, ocorrido em 2013 e pelo qual foi condenado em 2015. Na altura, a acusação defendeu que o antigo jogador matou Lloyd para o silenciar sobre o alegado homicídio de dois cabo-verdianos, em 2012, pelo qual foi considerado inocente na sexta-feira.

No passado dia 14 de abril, um Tribunal de Boston, depois de 37 de deliberação por parte do júri, considerou o atleta culpado pelo crime de posse de arma e absolvido de sete outros ilícitos.

A estratégia de Hernandez, desenhada pelo célebre advogado Jose Baez, teve assim sucesso com o júri, que se reuniu durante seis dias.

Baez defendeu no julgamento que terá sido o amigo de Hernandez que estava com ele na noite dos crimes, Alexander Bradley, que disparou sobre os cabo-verdianos.

Hernandez foi igualmente considerado inocente de ter disparado sobre Bradley (que perdeu um olho no ataque), meses depois do assassínio dos cabo-verdianos.

O procurador responsável pela acusação, Patrick Haggan, defendeu no início do julgamento que Abreu e Furtado foram mortos por causa de “um simples encontrão, uma bebida despejada e uma troca de olhares”.

A acusação apresentou mais de oitenta provas, que incluem testemunhas oculares, gravações de vigilância, o carro usado e a arma do crime, que mostram o que aconteceu na noite de 16 de julho de 2012.

Quando o grupo de cinco cabo-verdianos entrou no seu carro, Hernandez ter-se-á aproximado e disparado cinco tiros, matando os dois jovens e ferido um terceiro.

Foi isto que testemunhou Alexander Bradley em tribunal, mas o júri não acreditou no seu depoimento.

Abreu e Furtado trabalhavam os dois em limpezas e viviam na mesma zona de Massachusetts, estado onde existe uma numerosa comunidade cabo-verdiana.

Quando foi detido, Aaron Hernandez tinha um contrato de 41 milhões de dólares com os New England Patriots, a equipa de Massachusetts que venceu o Super Bowl de 2017.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sousa Cintra nomeado presidente da SAD do Sporting

O antigo presidente do Sporting José Sousa Cintra foi nomeado para a presidência da SAD do clube, em substituição de Bruno de Carvalho, anunciou hoje a Comissão de Gestão do clube. O presidente da Comissão de …

Descoberta a primeira obra de Da Vinci (ou talvez não)

O primeiro trabalho pictórico do génio do Renascimento Leonardo da Vinci terá sido um azulejo datado de 1471, no qual está representado o Arcanjo Gabriel, anunciou esta quinta-feira o especialista de arte Ernesto Solari, que …

Deus é um estúpido filho da mãe, diz Duterte

Rodrigo Duterte, o presidente das Filipinas – país em que 86% da população é católica – referiu-se a Deus como um "estúpido filho da mãe" durante uma cimeira na cidade de Davao. Referindo-se ao conceito católico …

32 anos depois, a genealogia genética tramou o assassino de Michella

O mistério da agressão sexual seguida de homicídio de uma adolescente americana em 1986 foi resolvido, 32 anos depois graças a uma técnica inovadora da genealogia genética, anunciaram este domingo as autoridades do estado de …

Estrelas massivas podem obrigar-nos a rever toda a história do Universo

Para entender os padrões que deram forma às galáxias, é necessário estudar estrelas. Ao estudá-las, astrónomos e cientistas conseguem analisar as suas massas, nascimentos e mortes para melhor compreender a história do universo. O Observatório Europeu …

Bruno deixa de ser sócio (e adepto) do Sporting

O presidente do Sporting, destituído em assembleia-geral (AG) no sábado, Bruno de Carvalho, prometeu hoje deixar de ser sócio do clube na sequência daquilo que diz ter sido uma “golpada” que colocou de novo no …

Milhares em Londres pedem um segundo referendo ao brexit

O centro de Londres encheu-se este sábado de milhares de pessoas que se manifestaram  por um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. “Queremos ter a palavra sobre o ‘brexit’”, gritou-se. Dois …

Para muitos, ir ao Rock in Rio é para "viver a experiência"

Há quem gaste 200 euros, quem não dispense um brinde e quem espere à sombra até ao concerto desejado. Para muitos dos espetadores, a ideia é viver “a experiência” do Rock in Rio Lisboa, que …

Francesa esteve detida 2 semanas por atravessar por engano fronteira EUA-Canadá

A francesa Cedella Roman, de 19 anos, passou o "maior susto da sua vida": foi detida pelo serviço de imigração norte-americano e esteve presa durante duas semanas num centro de imigrantes por ter atravessado acidentalmente …

Os buracos negros podem ser dois wormholes que colidiram

Quando dois wormholes colidem, são criadas ondulações no espaço-tempo. Esses ecos gravitacionais poderiam ser detetados por instrumentos futuros, fornecendo evidências de que essa hipotética colisão através do espaço-tempo existe mesmo. O Observatório de Ondas Gravitacionais por …