/

Ex-bastonária pede desculpa pelo “comportamento inaceitável” de Ana Rita Cavaco

8

Tiago Petinga / Lusa

Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros

Maria Augusta Sousa, antiga bastonária da Ordem dos Enfermeiros, pediu desculpas a todos a quem Ana Rita Cavaco, atual bastonária, “tem, de forma explícita, ofendido e vilipendiado”.

A antiga bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Maria Augusta Sousa, acusou Ana Rita Cavaco de desrespeito pela profissão e pelos enfermeiros. A crítica surge esta terça-feira num artigo de opinião publicado no jornal Público, intitulado Quando atitudes de outros me levam a pedir desculpa….

Defendendo que é preciso manter o legado da responsabilidade institucional, Maria Augusta Sousa pediu desculpa pelas atitudes de Ana Rita Cavaco.

“É no respeito por este legado que importa pedir desculpa a todos a quem a Enf.ª Ana Rita Cavaco, atual bastonária da minha Ordem, tem, de forma explícita, ofendido e vilipendiado, sem qualquer respeito pela profissão e pelos enfermeiros que diariamente desempenham, com dedicação e profissionalismo, o compromisso de ser enfermeiro”, escreveu.

O comportamento da atual liderança da Ordem dos Enfermeiros é caracterizado por Maria Augusta Sousa como “inaceitável”. A antiga responsável apontou para a necessidade de um procedimento disciplinar a Ana Rita Cavaco, que inclua a definição de “consequências para a continuidade do mandato”.

“Os factos tomaram a proporção pública e numa linguagem que não pode ser aceite, no quadro do respeito pela deontologia que rege a profissão, é expectável que o Conselho Jurisdicional da Ordem dos Enfermeiros, sem necessidade de qualquer apresentação de queixa, abra o necessário procedimento disciplinar”, lê-se no artigo.

No dia 2 de fevereiro, Ana Rita Cavaco usou o Facebook para denunciar a vacinação antecipada de Isilda Gomes, presidente da Câmara Municipal de Portimão, chamando-a de “gorda fura filas”.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros justificou o comentário sarcástico como sinal de “revolta” contra a alegada “vacinação indevida” da presidente da Câmara de Portimão, apontando que foi a autarca que se disse “obesa” para justificar já ter sido vacinada contra a covid-19.

  ZAP //

8 Comments

  1. Ó enfermeira Sousa, o que é pior, a forma como a Bastonária qualificou o inqualificável ato da dita GORDA FURA FILAS, ou o CRIMINOSO ABUSO da que, pelo seu comportamento indevido e altamente censurável, é – mas deveria deixar de o ser – autarca de Portimão?

  2. Se fosse o PSP Manuel Morais a dizer o mesmo? Haveria uma vênia de todos os hipócritas de partidos da esquerda caviar que agora apontam o dedo das opiniões da bastonária. Simplesmente, hipócritas.

  3. O sr. acha desculpável que uma dita bastonária se sirva do tipo de linguagem que esta usou para se referir seja a quem for? Neste caso trata-se de uma pessoa que, a ser verdade, faz voluntariado, pro doentes covid! Concordo, em absoluto, com a sua antecessora. Tal como ela sentir-me- ia muito envergonhada com tal desaforo que foi afinal a única forma que esta fulana encontrou de chamar a atenção sobre si. É medíocre! Não gostaria nada de ser representada por tal figura. Aliás nem a reconheceria como tal! O que não está mal é beijar os amigos em público num período de confinamento. Que belo exemplo!

  4. Eu acho que ela chamou os bois pelos nomes. Vivemos num país de artistas que têm de ser postos na linha. E se a outra usou o argumento da obesidade para passar à frente de idosos, profissionais de saúde, pessoas com mil e um problemas de saúde, então pôs-se a jeito. Só falta agora virem dizer que é pior chamar gorda fura-filas do que passar à frente de todos na vacinação.

    • Mais “artista” que a Bastonária Cavaco deve de difícil de encontrar… ela, além de praticamente nunca ter sido enfermeira e de estar envolvida em vários processos judicias, conseguiu a proeza de aumentar o seu próprio ordenado na Ordem com efeitos retroativos – não é para qualquer artista!!

  5. Ela usou a má educação, a irreverência de uma adolescente, que nem para estar à frente de qualquer associação estudantil servia. Não é desculpável que, seja a que título for, esta fulana ponha em causa o bom nome da ordem, a que parece presidir, com tal desordem mental! Parece que estamos no “vale tudo até tirar olhos”!!

    • “Parece que estamos no “vale tudo até tirar olhos”!!”

      Pelo que ela diz, terá sido isso que a “gorda fura-filas” terá feito ao passar à frente de profissionais de saúde, idosos, pessoas com múltiplos problemas de saúde…

  6. Por se ser idiota não existe culpa, agora quando somos rudes, inconvenientes, boçais, ah! aí temos culpa sim! Ela podia ter-se referido às infracções com lisura, enquanto bastonária de uma ordem, e aí ganharia toda a razão. Da forma como o fez expôs-se, pôs-se a jeito, talvez com algum interesse, à instalação de um processo disciplinar! Não se pode combater o mal com outro mal! Não tem de que se queixar!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.