Ex-assessora de Ricardo Salgado vai vender imóveis do Novo Banco

Tiago Petinga / Lusa

O Novo Banco escolheu a empresa espanhola Alantra, que é gerida em Portugal pela ex-assessora de Ricardo Salgado, Rita Barosa, que também surge envolvida no “saco azul” do GES, para proceder à venda da sua carteira de imóveis que está avaliada em cerca de 700 milhões de euros.

O jornal Público dá conta deste dado, realçando que a escolha criou “ruído” no seio do Novo Banco. De tal forma, que o nome de Rita Barosa acabou por “desaparecer” da documentação relativa à Alantra.

O Novo Banco escolheu a Alantra para a venda da sua carteira de imóveis através da Hudson Advisor, um veículo do fundo Lone Star, que adquiriu o banco, no seguimento da queda do BES.

Na primeira proposta enviada pela Alantra à Hudson Advisors, aparecia o nome de Rita Barosa, frisa o Público. Contudo, depois do desconforto verificado, o nome da ex-assessora de Salgado acabou por desaparecer dos documentos, refere o jornal.

“Ficámos espantados quando as alusões a Barosa desapareceram subitamente da documentação da Alantra que passou a ser enviada de Espanha”, refere uma fonte não identificada ao diário, concluindo que “alguém deu a volta ao texto e apagaram o nome”.

Rita Barosa, por seu lado, assegura que o seu nome “nunca constou de qualquer proposta da Alantra”.

A ex-assessora de Salgado deixou o antigo BES em Agosto de 2014, no seguimento do veto do Banco de Portugal à inclusão do seu nome numa lista da família Espírito Santo para a Comissão Executiva.

Rita Barosa nunca foi acusada no âmbito das investigações ao Grupo Espírito Santo (GES), mas o seu nome aparece entre os pagamentos efectuados através do “saco azul” daquela entidade.

Antes de se tornar assessora de Salgado, Rita Barosa foi o braço-direito do ex-líder do Departamento Financeiro, de Mercados e Estudos do BES, Amílcar Morais Pires, e foi também secretária de Estado da Administração Local e da Reforma Administrativa no Governo de Passos Coelho.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Podemos estar á vontade, está tudo ok. A respeitável doutora foi companheira de viagem do Salgado e do Coelho; com tão excelsos mentores não há motivo para preocupações. Os 700 milhões estão bem entregues.

    • Claro que podemos estar à vontade, tudo gente honesta. Já agora sobre o companheirismo nas viagens, o nosso presidente tb já foi companheiro de viagens do Salgado.

RESPONDER

Marisa Matias critica Centeno por “encabeçar ameaças” a Itália

A eurodeputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, disse a Mário Centeno, num debate no Parlamento Europeu, que é “desconcertante” vê-lo, enquanto presidente do Eurogrupo, a “encabeçar as ameaças” a Itália, questionando-o se não "há …

Moscovici quer voltar a "tweeetar" com Costa (mas deixa avisos)

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, diz que ficará "encantado" se o primeiro-ministro e seu "bom amigo" António Costa tiver o prazer de voltar a "tweetar". Isto para sublinhar que espera que Portugal …

Não há acordo. Greve dos enfermeiros começa quinta-feira e só acaba no fim do ano

Os enfermeiros mantêm a greve que começa na quinta-feira nos blocos operatórios de cinco hospitais, por falta de acordo com o Governo sobre a estrutura da carreira. A informação foi prestada à Lusa pelos presidentes da …

Próximas eleições portuguesas podem ser marcadas por fake news

A difusão de notícias falsas durante as eleições brasileiras atingiu níveis sem precedentes e o fenómeno chegou também a Portugal, onde se pode estar a preparar uma ação semelhante para as próximas eleições nacionais, alertou …

Proposta de Orçamento mostra um "profundo desconhecimento" do país

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou esta terça-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) mostra um "profundo desconhecimento" e está de "costas voltadas" para o país. "É um Orçamento que mostra …

Caso Khashoggi: Trump mantém-se ao lado da Arábia Saudita

Donald Trump emitiu um comunicado em que se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, revelando que embora condene veemente o crime, a relação dos Estados Unidos é com Reino da Arábia Saudita, "parceiros …

Visita de João Lourenço pode deixar “irritante” entre Portugal e Angola para trás

A primeira viagem de Estado de João Lourenço a Portugal é uma demonstração de que Portugal e Angola "pretendem enterrar o irritante e avançar com os temas da cooperação direta", avança Jornal de Angola. No editorial …

Documento de 2014 previu colapso e aconselhava encerramento da estrada de Borba

Há novos dados que apontam que a tragédia da estrada de Borba, que desmoronou, provocando a morte de 2 pessoas e mais 3 desaparecidas, poderia ter sido evitada. Um memorando de 2014 já previa a …

Noiva adolescente leiloada no Facebook. Rede social só reparou depois do casamento

Uma jovem de 16 anos do Sudão do Sul foi leiloada para casamento no Facebook. Quando a rede social reparou, a jovem já tinha sido comprada e estava casada. De acordo com a organização pelos Direitos …

Défice português “desaparece” em 2020, mas é preciso mais

O défice público de Portugal deve cair para 0,2% do PIB em 2019, como prevê o Governo, e em 2020 deve “desaparecer”, transformando-se num excedente de 0,1% do PIB, defende a OCDE. A organização dos países …