/

Eurovisão: problemas no palco, dança muito provocadora e críticas à organização

Eurovision.tv

Dias de ensaios marcados por notícias pouco pacíficas. Mas tudo prossegue e Maro vai subir ao palco na próxima terça-feira.

Começaram os ensaios para o Festival Eurovisão da Canção 2022, que desta vez se realiza em Turim, Itália.

Só os ensaios já são um evento – há mesmo bilhetes, pagos, para o ensaio geral – e, por isso, surgem relatos nas notícias de diversos países.

Desde logo, o palco. Aparentemente a estrutura móvel do palco montado no Pala Alpitour não está propriamente nas melhores condições e tem apresentado problemas. Os motores estão lentos, não acompanham certas movimentações nas coreografias e não deverão ser arranjados a tempo da primeira meia-final. Por isso, há coreografias que estão a ser alteradas à última hora.

Por causa deste imprevisto, da delegação da Lituânia chegaram críticas aos organizadores do certame. A Lituânia, sem revelar o que foi retirado dos seus planos, revelou que “muitas coisas agora precisam de ser mudadas e reconciliadas rapidamente”, devido aos problemas técnicos. “Nunca tivemos de lidar com isso”, acrescentaram.

Uma coreografia que, alegadamente, vai ser alterada é a da Albânia. Não há informação oficial sobre o assunto mas a organização do evento terá dito à delegação da Albânia que a coreografia da canção Sekret é “muito provocadora”. Aliás, foram apagadas fotografias de um ensaio albanês, que tinham sido publicadas em páginas oficiais do festival.

A Hungria, onde os governantes consideram este evento “demasiado gay”, não vai transmitir o festival pela televisão.

Mas tudo prossegue e a portuguesa Maro será uma das participantes na primeira meia-final, no dia 10 de Maio.

Entretanto, a Ucrânia continua a ser a favorita à vitória na final do Festival Eurovisão da Canção 2022.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.