Europa está prestes a bater “recorde de vergonha” com migrantes

Várias organizações não-governamentais acusaram esta sexta-feira a Europa de estar prestes a bater o “recorde de vergonha” ao recusar receber cerca de 30 migrantes desde que foram resgatados no Mar Mediterrâneo há duas semanas.

“Já faz 14 dias que eles [migrantes] estão abandonados no mar. Um novo recorde de vergonha”, escreveu no Twitter um conjunto de associações humanitárias e de defesa dos direitos humanos.

Três crianças, de um, seis e sete anos, “vomitaram continuamente e correm risco de hipotermia e desidratação“, disse Alessandro Metz, um dos líderes do grupo. Estas pessoas estão “a dormir no chão”, disse Philipp Hann, chefe da missão Sea-Watch 3, à radio italiana 24, acrescentando que têm “enormes problemas de higiene” e que a “situação está a ficar cada vez mais difícil do ponto de vista psicológico”.

Uma nova tripulação e alimentos chegaram este sábado a bordo do Sea-Watch 3, onde, além das três crianças, estão três adolescentes desacompanhados e quatro mulheres da Nigéria, Líbia e Costa do Marfim.

Na quarta-feira, a Organização Internacional das Migrações (OIM) pediu uma solução “urgente” para as dezenas de migrantes resgatados nos últimos dias por navios humanitários no Mediterrâneo e que continuam em alto mar à espera de um porto para desembarcar. A organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) também se juntou ao apelo da OIM, que lembra os 49 migrantes que foram resgatados no Mediterrâneo por navios de duas ONG alemãs nos últimos dias de dezembro e que estão bloqueados no mar há 12 dias.

Um dos casos é o navio “Sea Watch 3”, da ONG alemã com o mesmo nome, que resgatou no passado dia 22 de dezembro na rota do Mediterrâneo Central (da Líbia para Itália) um grupo de 32 migrantes. O outro caso é o navio “Professor Albrecht Penck”, da organização humanitária Sea-Eye, que resgatou outros 17 migrantes no passado dia 29 de dezembro.

“É urgente e necessário que os Estados europeus demonstrem sentido de responsabilidade e de solidariedade para com os imigrantes e para com os refugiados e que ofereçam o quanto antes um porto seguro às 49 pessoas em questão”, assinalou a OIM, organização liderada desde outubro pelo português António Vitorino, em comunicado.

“É inaceitável deixar tanto tempo no mar, sem uma assistência adequada, homens, mulheres e crianças que arriscaram as suas vidas a bordo de embarcações em mau estado, depois de terem enfrentado as dificuldades de uma viagem caracterizada por experiências dramáticas e violentas”, acrescentou a mesma nota informativa.

A MSF também se solidarizou com estes migrantes, pedindo uma “solução rápida”, uma vez que as condições meteorológicas estão a piorar, nomeadamente com a descida acentuada das temperaturas. “Fazemos um apelo às autoridades europeias e italianas para que se encontre um porto seguro o mais rápido possível”, afirmou a MSF.

A Holanda manifestou no mesmo dia disponibilidade para acolher alguns dos 32 migrantes que aguardam a bordo do “Sea-Watch 3”, navio que tem pavilhão holandês e que navega desde dezembro no Mediterrâneo.

Haia tinha inicialmente recusado receber estes migrantes, tal como fizeram outros Estados-membros da União Europeia como Itália, Malta ou Espanha, segundo a agência noticiosa francesa France-Presse. No sábado, a Alemanha também declarou que só aceitaria acolher estes migrantes se outros países europeus assumissem o mesmo compromisso.

Desde que Itália fechou oficialmente os seus portos aos navios humanitários em junho passado, a solução para estes casos tem sido avaliada “barco a barco” e tem passado pela distribuição dos migrantes por vários países.

Cerca de 113.482 migrantes atravessaram o Mar Mediterrâneo no ano passado e 2.262 morreram no mar, segundo dados do Alto Comité das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

// Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Portanto a sua sugestão para resolver os problemas que estas pessoas estão a ter *hoje* é fazer uma viagem no tempo e convencer (quiçá obrigar) os pais delas a não os terem deixado nascer?
      Bem lembrado. Com viagens no tempo resolvia-se tanta coisa…!

  1. A Europa ja bateu o recorde da estupidez ao aceitar cerca de 2 milhoes de parasitas nestes tres anos, sim, porque isto nao vai acabar bem, vai acabar com a sustentabilidade do Sistema ou estao a espera que o dinheiro caia do ceu?

RESPONDER

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …

Ryanair e Wizz Air multadas por restrições na bagagem de mão

A autoridade da concorrência italiana aplicou nesta quinta-feira uma multa de três milhões de euros à companhia aérea Ryanair e de um milhão de euros à Wizz Air, outra low cost, pelo suplemento aplicado à …