“O euro nunca esteve tão ameaçado”

worldbank / Flickr

Bruno Le Maire, ministro das Finanças francês

“O euro nunca esteve tão ameaçado.” A frase é do ministro das Finanças francês e surge depois de o vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, ter dado como certa a morte do euro.

O ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, considerou esta terça-feira que o euro “nunca esteve tão ameaçado”, devido ao risco de crise económica associado a guerras comerciais e ao desejo de alguns dirigentes europeus de acabarem com a moeda única.

“Há os que consideram como eu que o euro está agora ameaçado. Nunca esteve tão ameaçado”, declarou Le Maire num encontro com jornalistas, mencionando também “o risco de sobreavaliação de ativos e o regresso de uma crise financeira”. “Mas a nossa moeda comum está sobretudo ameaçada politicamente, dado que muitos líderes europeus não escondem o desejo de ver o euro desaparecer”, sublinhou.

O ministro francês disse ter ouvido com atenção as declarações em Roma de Matteo Salvini, vice-primeiro-ministro italiano e dirigente da extrema-direita, prevendo “a morte” do euro. “Não é o que se pode chamar de um forte apoio à nossa moeda comum”, apontou.

“Salvini é apoiado por Le Pen, por outros conservadores radicais da Europa e eles fizeram uma escolha que tem o mérito de ser clara, que é o desaparecimento do euro e o regresso às moedas nacionais”, assegurou o ministro francês, a poucos dias de eleições que podem reforçar a presença de nacionalistas de extrema-direita no Parlamento Europeu, segundo as sondagens.

O euro também está ameaçado por causa do “risco de crise económica que pode surgir com a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos“, segundo Le Maire.

O conflito comercial sino-norte-americano entrou numa nova fase com a interdição de fornecimento de componentes e serviços tecnológicos dos Estados Unidos ao fabricante de telemóveis chinês Huawei.

Segundo o ministro francês, os Estados Unidos mostram-se também “hostis quanto ao reforço da construção europeia e apostam na divisão entre países europeus, tentando pôr a Alemanha contra a França e a França contra a Alemanha”. Por sua vez, a França quer reforçar a zona euro e conta que sejam “aceleradas” decisões concretas após as eleições europeias.

Bruno Le Maire precisou que Paris e Berlim vão apresentar em Bruxelas no final de junho um “documento detalhado sobre o funcionamento do orçamento da zona euro”, um contributo para reforçar a moeda europeia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …