EUA travam guerra secreta contra rebeldes do Iémen

Forças especiais dos EUA estão a ajudar a Arábia Saudita na guerra que o reino árabe trava com rebeldes muçulmanos xiitas, na fronteira com o Iémen. Uma intervenção que se desenrola com o maior dos secretismos, conforme revela o jornal The New York Times.

O Pentágono tem insistido que a intervenção militar, no âmbito da guerra entre a Arábia Saudita e os rebeldes hutis, se limita a operações de logística e de abastecimento de aeronaves, e a partilha de informações. Mas o The New York Times assegura que forças especiais dos EUA estão a ajudar os sauditas nos combates.

Estes militares norte-americanos não estão a actuar directamente no Iémen, estando localizados na fronteira daquele país com a Arábia Saudita. O seu papel é “ajudar a localizar e a destruir esconderijos de mísseis balísticos” usados pelos rebeldes para atacar Riade, a capital saudita, e outras cidades do Reino, conforme nota o NYT.

O jornal sublinha que estes rebeldes “não representam ameaça directa para os Estados Unidos” e lembra que “durante anos, o exército americano procurou distanciar-se de uma brutal guerra civil no Iémen”, que decorre desde 2014.

Naquele ano, as milícias hutis invadiram a capital do Iémen, Saná, derrubando o presidente Abdrabbuh Mansour Hadi que tinha chegado ao poder com o apoio da ONU e que era visto pelos EUA como um aliado na luta contra o terrorismo.

Estes rebeldes muçulmanos seguem uma corrente do islamismo que é conhecida por zaidismo e que impera entre um terço da população do Iémen. Eles assumiram o controlo de vários territórios do país, mantendo confrontos com as forças do Governo, mas também com outros grupos tribais e com militantes da Al-Qaeda.

Acredita-se que os hutis sejam financiados pelo Irão, o grande rival da Arábia Saudita e dos EUA na região.

Os sauditas estão em guerra aberta com os hutis desde 2015, e a sua intervenção no Iémen chegou a ser criticada pela administração de Barack Obama que impôs mesmo a interdição da venda de armas dos EUA aos sauditas.

Mas a chegada de Donald Trump à Casa Branca ditou uma reaproximação entre os EUA e a Arábia Saudita. Basta lembrar que a primeira visita oficial de Trump ao estrangeiro, após ter sido eleito presidente, foi precisamente a Riade.

Em Março passado, após um encontro entre o Príncipe regente Mohammed e Trump, o Departamento de Estado norte-americano aprovou a venda aos sauditas de 670 milhões de euros (mais de 559 milhões de euros) em material militar, incluindo mísseis anti-tanque e helicópteros.

Susana Valente SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …

FC Porto 0-0 Sporting | Nulo com sabor a vitória para o "leão"

O “clássico” do Dragão, entre FC Porto e Sporting, terminou sem golos, sem grande futebol, e com um “leão” cada vez mais perto do título, apesar de ainda faltar muito campeonato.  A igualdade permite à formação …

Adolesceste entusiasta por pirotecnia construiu o seu próprio simulador profissional de fogos de artifício

O FWsim foi lançado pela primeira vez em 2010 como um software de planeamento de fogos de artifício, voltado para profissionais de pirotecnia e entusiastas de fogos de artifício. Em 2006, conta o Vice, Lukas Trötzmüller …

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …