EUA travam guerra secreta contra rebeldes do Iémen

Forças especiais dos EUA estão a ajudar a Arábia Saudita na guerra que o reino árabe trava com rebeldes muçulmanos xiitas, na fronteira com o Iémen. Uma intervenção que se desenrola com o maior dos secretismos, conforme revela o jornal The New York Times.

O Pentágono tem insistido que a intervenção militar, no âmbito da guerra entre a Arábia Saudita e os rebeldes hutis, se limita a operações de logística e de abastecimento de aeronaves, e a partilha de informações. Mas o The New York Times assegura que forças especiais dos EUA estão a ajudar os sauditas nos combates.

Estes militares norte-americanos não estão a actuar directamente no Iémen, estando localizados na fronteira daquele país com a Arábia Saudita. O seu papel é “ajudar a localizar e a destruir esconderijos de mísseis balísticos” usados pelos rebeldes para atacar Riade, a capital saudita, e outras cidades do Reino, conforme nota o NYT.

O jornal sublinha que estes rebeldes “não representam ameaça directa para os Estados Unidos” e lembra que “durante anos, o exército americano procurou distanciar-se de uma brutal guerra civil no Iémen”, que decorre desde 2014.

Naquele ano, as milícias hutis invadiram a capital do Iémen, Saná, derrubando o presidente Abdrabbuh Mansour Hadi que tinha chegado ao poder com o apoio da ONU e que era visto pelos EUA como um aliado na luta contra o terrorismo.

Estes rebeldes muçulmanos seguem uma corrente do islamismo que é conhecida por zaidismo e que impera entre um terço da população do Iémen. Eles assumiram o controlo de vários territórios do país, mantendo confrontos com as forças do Governo, mas também com outros grupos tribais e com militantes da Al-Qaeda.

Acredita-se que os hutis sejam financiados pelo Irão, o grande rival da Arábia Saudita e dos EUA na região.

Os sauditas estão em guerra aberta com os hutis desde 2015, e a sua intervenção no Iémen chegou a ser criticada pela administração de Barack Obama que impôs mesmo a interdição da venda de armas dos EUA aos sauditas.

Mas a chegada de Donald Trump à Casa Branca ditou uma reaproximação entre os EUA e a Arábia Saudita. Basta lembrar que a primeira visita oficial de Trump ao estrangeiro, após ter sido eleito presidente, foi precisamente a Riade.

Em Março passado, após um encontro entre o Príncipe regente Mohammed e Trump, o Departamento de Estado norte-americano aprovou a venda aos sauditas de 670 milhões de euros (mais de 559 milhões de euros) em material militar, incluindo mísseis anti-tanque e helicópteros.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …

Transferência de Bruno Fernandes rendeu 16 milhões ao BCP e ao Novo Banco

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester United foi rentável não apenas para o clube de Alvalade, mas também para os Bancos que são os principais financiadores do emblema. Millennium BCP e …

Braga 0-1 Rangers | "Guerreiros" eliminados por pé Kent

O Sporting de Braga caiu nos 16 avos-de-final da Liga Europa. Após a derrota por 3-2 na visita ao Rangers na semana passada, após estar a vencer por 2-0, os “arsenalistas” foram donos e senhores …

Violada, drogada e raptada. Cantora Duffy explica o seu desaparecimento da cena musical

A cantora galesa Duffy que fez sucesso, em 2008, com a música "Mercy", esteve vários anos afastada dos holofotes do mundo da música e explica, agora, que isso se deveu ao facto de ter sido …

Neeleman continua na TAP, mesmo com a entrada da Lufthansa

David Neeleman vai manter-se como acionista da companhia aérea portuguesa, mesmo que a Lufthansa venha a entrar no capital da TAP. Sabe-se que a Lufthansa está a estudar, juntamente com a United Airlines, a aquisição dos …

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …