Há quem tome medicamento para cavalos para tratar covid-19, podendo envenenar-se acidentalmente

A pandemia de covid-19 gerou uma série de desinformações, algumas levando as pessoas a tomar medicamentos não prescritos para tratamento da doença, colocando em risco a sua saúde.

Quando a cloroquina, medicamento para tratar a malária, estava a ser apontado como uma cura para a covid-19, um homem no Arizona, nos Estados Unidos (EUA), morreu depois de ingerir fosfato de cloroquina – um fármaco para peixes -, julgando que protegeria da doença, noticiou a IFL Science!.

Outra teoria, que indicava que o álcool altamente concentrado poderia desinfetar o corpo e curar o vírus, deixou pelo menos 5.876 hospitalizados, 60 completamente cegos e 800 mortos, após consumirem metanol.

“Os centros de envenenamento ainda estão a responder a situações relacionadas à covid-19”, disse à ABC News Julie Weber, presidente da Associação Americana de Centros de Controle de Envenenamentos e diretora do Missouri Poison Center. “Recebemos entre 40 a 50 chamadas por dia, além do que normalmente receberíamos antes da pandemia”.

Embora o motivo das chamadas variem, têm aumentado os casos de toma de ivermectina, medicamento antiparasitário que se mostrou promissor no início do tratamento de covid-19 não aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), a agência reguladora do medicamento dos Estados Unidos (EUA), para o tratamento de covid-19.

“Um artigo lançado recentemente descreveu o efeito da ivermectina no SARS-CoV-2 num ambiente de laboratório. Esses tipos de estudos são comumente usados ​​num estágio inicial de desenvolvimento de fármacos”, escreveu o FDA na sua página oficial. “Testes adicionais são necessários para determinar se a ivermectina pode ser apropriada para prevenir ou tratar” a covid-19, lê-se ainda.

A FDA sublinhou que não se deve tomar medicamentos que não prescritos pelo médico e que os fármacos devem ser adquiridos de uma fonte fidedigna.

“Acabamos de ter um caso de alguém que estava a utilizar uma versão veterinária de ivermectina”, contou Julie Weber, explicando que se tratava de um “medicamento para cavalos”, mais forte do que a apropriada para humanos.

Os potenciais efeitos colaterais do fármaco podem ser graves – mesmo quando tomado em grandes pequenas – e incluem vómitos, diarreia, dor de estômago, inchaço facial ou dos membros, convulsões, quedas repentinas da pressão arterial e lesão hepática.

“As pessoas nunca devem tomar medicamentos de origem animal, pois a FDA apenas avaliou a sua segurança e eficácia nas espécies específicas para as quais foram rotulados”, alertou agência. “Usar esses produtos em humanos pode causar sérios danos”, concluiu.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …