EUA aproveitaram ataque à Síria para estrear míssil invisível

Os EUA estrearam um novo tipo de míssil, durante o ataque levado a cabo sobre instalações militares na Síria, conjuntamente com França e Reino Unido. Trata-se de um míssil furtivo de longo alcance conhecido por JASSM-ER.

Os mísseis de cruzeiro AGM-158 Joint Air-to-Surface Stand-off Missiles, mais conhecidos pela sigla JASSM-ER, foram utilizados pela primeira vez em combate na Síria, pelo exército dos EUA, depois de terem ficado operacionais no início deste ano, avança o The Times.

Durante o ataque à Síria, na resposta ao uso de armas químicas por parte do regime de Bashar Al-Assad, foram usados 19 JASSM-ER, lançados de dois bombardeiros B-1.

Estes mísseis, conhecidos como invisíveis, dadas as suas capacidades furtivas, terão ajudado a destruir o centro de pesquisa e desenvolvimento de armas químicas em Barzeh, próximo de Damasco.

Fabricados por uma das maiores empresas de armamento do mundo, a Lockheed Martin, os JASSM-ER “têm um alcance mais de duas vezes superior a qualquer outra arma lançada do ar que foi usada na operação na Síria”, frisa o The Times.

Estes mísseis, com 4,5 metros de comprimento, têm um alcance de mais de 1000 km, contendo meia tonelada de explosivos, segundo dados recolhidos pelo jornal El Mundo.

O longo alcance é uma das suas maiores vantagens, o que permite proteger o avião que os dispara das defesas anti-aéreas inimigas.

Estes mísseis furtivos são guiados por satélites e por infra-vermelhos, e controlados por um programa de computador que lhes permite “reconhecer por onde estão a ir e, se for necessário, corrigir o rumo”, destaca o El Mundo. Assim, são considerados uma arma altamente precisa.

O ataque conjunto dos Estados Unidos, do Reino Unido e de França à Síria terá custado entre 73 e 143 milhões de euros, ainda segundo o El Mundo.

Além dos 19 JASSSM-ER, que custam cerca de 1,4 milhões de dólares cada um, os EUA também lançaram 66 Tomahawk que custam entre 700.000 e 1,87 milhões de dólares por unidade.

A França e a Grã-Bretanha dispararam 17 SCALP EG / Storm Shadow, mísseis Terra-Ar de longo alcance que foram desenvolvidos para visar alvos estáticos no solo e que custam cerca de 850 mil euros por unidade. A França ainda lançou 3 MdCN, a versão naval dos mísseis Storm Shadow, que são lançados do mar e que custam 2,5 milhões de euros cada um.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma peça na revelação de tecnologia secreta. Para quando a revelação da tecnologia que vai ajudar a Humanidade a sair desta sociedade prisão?!… Energia Livre, máquinas de água potável, replicadores, etc?
    FULL DISCLOSURE agora!

  2. É interessante como o jornalista que escreveu esta peça escreve:” na resposta ao uso de armas químicas pelo regime de Assad” enquanto é exactamente este ponto que ainda não foi provado. Pessoalmente teria acrescentado a palavra “suposto”. Enfim talveza linha editorial do aeiou permita que se tome essas liberdades com a verdade.

  3. Afnal nao é só a russia que possui misseis invisiveis, e são tão invisiveis que ninguem os vê. A russia perdeu uma grande oportunidade de testar os seus novos misseis, segundo putin, no afundamento de algumas plataformas de lançamento. Putin acobardou-se aos eua, essa é a grande verdade que vai passar à historia. Putin é só garganta. Estou muito desiludido.

    • Acobardou-se?? Está enganado. Chama-se bom senso. É de longe o político com mais carácter e inteligencia da actualidade. Que sabe o senhor ou qualquer um de nós aqui comentadores de bancada daquilo que alguém como Putin sabe? Ainda bem para si, para mim e para todos que Putin nada fez. ( De visível….) No dia que fizer…., Será muito mais para todos. E é bom que não o ponham à prova muitas vezes.

    • Aliás, os milhões de dólares usados em guerras, podiam matar a fome, dar abrigo, eletricidade e água potável a muito boa gente.

RESPONDER

FIFA tem reserva de 1.400 milhões de euros e está a pensar em ajudar clubes por todo o mundo

"O futebol não é o mais importante" e "ninguém sabe quando voltará a ser o que era", face à pandemia de Covid-19, alertou o presidente da FIFA, Gianni Infantino. "Todos gostaríamos de ter o futebol de volta …

Este ano não há São João nem Santo António. Festas populares canceladas em Lisboa e Porto

As Câmaras Municipais de Lisboa e do Porto resolveram cancelar as festividades de Santo António e de são João, respectivamente, por causa da pandemia de Covid-19. As marchas populares só voltam no próximo ano, com …

Sem ajudas do Governo, "não sei se os grandes vão continuar a ser grandes"

"É complicado encontrar soluções", assume o presidente do Marítimo numa altura em que o futebol está parado por causa da pandemia de Covid-19. A situação é "aflitiva" para muitos clubes, diz Carlos Pereira que acredita …

Governo dá tolerância de ponto nos dias 9 e 13 de abril

O primeiro-ministro assinou um despacho a conceder tolerância de ponto nos próximos dias 9 e 13, no período da Páscoa, a todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado. “É …

Depois do papel higiénico, vendas de snacks e bebidas alcoólicas disparam

A Associação Espanhola de Supermercados fez um estudo sobre as alterações de consumo desde que foi decretado o estado de emergência. A procura por papel higiénico disparou meados de março, mas os produtos mais procurados …

Bloco quer proibir banca de distribuir lucros (e pede ajuda ao PSD)

O Bloco de Esquerda quer proibir os bancos de distribuírem dividendos em 2020 e pede ajuda ao PSD para o conseguir. Em videoconferência, Mariana Mortágua lançou um desafio ao líder social-democrata. O Bloco de Esquerda anunciou …

Ordens duvidam dos números de infetados (e admitem fazer o seu próprio levantamento)

Segundo os números anunciados na quarta-feira, havia 1.124 profissionais de saúde e oito deles estavam internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Mas estes números não convencem as Ordens. De acordo com o Observador, o bastonário …

Europa tem que ser o seu "próprio Plano Marshall". Centeno defende solução sem o "estigma" da austeridade

Mário Centeno continua a incentivar uma solução conjunta assente na ideia da solidariedade europeia perante "uma crise inesperada e sem precedentes" devido à pandemia de Covid-19. Como presidente do Eurogrupo, o ministro das Finanças de …

Há mais de 10 mil infetados em Portugal. DGS vai fazer testes de imunidade à população

O boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde deste sábado regista 10.524 casos de infeção por covid-19 em Portugal. Há mais 20 mortes, num total de 266 óbitos. Nas últimas 24 horas, até à meia-noite, foram registados …

Quase meio milhão de portugueses estão em lay-off. "Sistema é errado", diz Francisco Louçã

Uma semana depois de o Governo ter aberto a porta ao lay-off simplificado, mais de 22 mil empresas já recorreram a este novo regime. Atualmente, há 425.287 trabalhadores nessa situação. Francisco Louçã considera este sistema …