Estudo indica as 5 regras de ouro para prevenir a demência

dr ageuk.org.uk

Uma revisão de estudos académicos feita pela ONG britânica Age UK identificou cinco passos que podem ajudar os idosos a manter a saúde do cérebro e a reduzir o risco de se desenvolver a doença de Alzheimer e outras formas de demência.

Segundo a organização, cerca de 76% do declínio cognitivo – mudanças nas habilidades cerebrais, que incluem perda de memória – está associado ao estilo de vida do idoso e a outros factores ambientais, como o grau de educação.

E essas mudanças nas capacidades cerebrais podem ser influenciadas pelos hábitos do quotidiano.

“Ainda que não haja cura ou forma de reverter a demência, os estudos indicam que há formas simples e eficientes de reduzir o risco“, diz Caroline Abrahams, directora da Age UK, em comunicado da ONG.

“Mais do que isso, as mudanças que precisamos fazer para manter nossos cérebros saudáveis já se provaram boas para o coração e para a saúde em geral. Quanto mais cedo começarmos, melhores as nossas hipóteses de termos uma vida saudável nessa etapa da vida”, diz Caroline Abrahams à BBC.

Um dos estudos revistos pela Age UK, realizado ao longo de 30 anos, identificou que homens de 45 a 59 anos que seguiram pelo menos 4 dos 5 pontos de uma “lista de regras” reduziram em mais de um terço o risco de perda cognitiva e de demência, por comparação com os restantes.

Abaixo, as 5 regras de ouro para prevenir demência:

1. Exercício físico regular

Exercícios aeróbicos, de resistência ou equilíbrio mostraram-se como o método mais eficiente de evitar o declínio cognitivo entre idosos.

“Estudos sugerem que exercitar-se três a cinco vezes por semana, entre 30 minutos e 1 hora, é muito benéfico”, diz a Age UK.

Uma das sugestões da ONG é que os idosos que não tenham problemas de mobilidade juntem às sua rotina diária pequenas caminhadas – por exemplo, ir a pé até ao supermercado em vez de conduzir, usar as escadas em vez do elevador,  parar um pouco mais longe do destino quando se conduz, para andar pelo menos parte do percurso, e planear caminhadas em lugares agradáveis ao fim de semana.

2. Dieta mediterrânica

Num levantamento publicado o ano passado, investigadores analisaram os hábitos alimentares de 17,4 mil pessoas com uma idade média de 64 anos – e as que tinham uma dieta parecida com a dieta mediterrânica viram o seu risco de deterioração mental reduzido em quase um 20%.

dieta mediterrânica é rica em ácidos gordos ômega-3, encontrados em alguns peixes, nozes e linhaça, além de incluir muitos vegetais e frutas frescos, que têm pouca gordura saturada. Tudo isso ajuda o sistema nervoso e o cérebro, além de ter efeitos positivos já identificados sobre a memória.

3. Não fumar

Um estudo publicado em fevereiro na revista científica BMJ sugere que deixar o vício do tabaco pode melhorar também a saúde mental.

O estudo em causa analisou a informação recolhida em 26 estudos anteriores, e descobriu que as pessoas que deixaram de fumar,  comparativamente com quem continuou a fumar, tiveram uma redução do estado de depressão, ansiedade e stress, uma maior boa disposição e qualidade de vida.

A descoberta veio contradizer a ideia generalizada de que fumar faz bem à saúde mental.

4. Beber álcool – mas com moderação

Beber em excesso também está relacionado com um maior risco de demência – causando perdas de tecido cerebral, sobretudo nas partes do cérebro responsáveis pela memória e pelo processamento de informações visuais.

Ao mesmo tempo, o consumo moderado de álcool parece proteger o tecido cerebral, ao aumentar o bom colesterol e baixar o mau.

5. Prevenir e tratar diabetes, tensão alta e obesidade

Um estudo global apresentado em setembro pela Alzheimer’s Disease International revelou que as pessoas que sofrem de diabetes têm probabilidades muito maiores de desenvolver demência.

O estudo não consegue precisar até que ponto a diabetes em si aumenta os riscos de demência, mas identificou que as pessoas portadoras da diabetes tipo 2 – a mais comum – também têm mais probabilidade de sofrer de obesidade e outros problemas de saúde, que tendem a aumentar o risco de demência.

Na prática, 5 regras de ouro que não são só bons conselhos para manter a saúde física – mas ajudam também a preservar a saúde mental.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. de todos os itens, o que faço com menor intensidade é o exercicio fisico.e a razão parece ser simples, no ginásio que frequento, nunca consigo passar do primeiro aparelho de exercicios, talvez devido a alguma barreira psicológica, não consigo sair dali, por mais força de vontade que tenha. ah, o primeiro aparelho, é um alvo concêntrico na parede, para mandar setas, fónix !

RESPONDER

Montijo: Lei que permite veto dos municípios ao aeroporto é "desajustada e desproporcional

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, defendeu hoje, em Lisboa que a lei que permite aos municípios vetar a construção do aeroporto do Montijo é “desajustada e desproporcional”, pelo que deve ser alterada. “O debate …

Multimilionários chineses são quase 800. Já superaram os norte-americanos

O número de novos multimilionários chineses cresceu a um nível recorde até 31 de janeiro, ultrapassando os Estados Unidos (EUA). Apesar do surto do novo coronavírus, que tem afetado a economia chinesa, há empresas que …

Ex-jogador dos Chicago Bulls assina pelo FC Porto

O FC Porto contratou até final da época o basquetebolista norte-americano Rawle Alkins, que já jogou na NBA ao serviço dos Chicago Bulls, para substituir o lesionado compatriota Will Sheehey, anunciou hoje o clube. “Sei que …

Sánchez e Torra iniciam diálogo. Mas mantêm braço de ferro sobre a Catalunha

Os governos de Espanha e da Catalunha iniciam esta quarta-feira o diálogo sobre a questão catalã. Mas se por parte do primeiro os membros da mesa são todos ministros, do lado catalão, alguns dos escolhidos …

Alcochete. Arguido iliba Mustafá de dar ordem para o ataque à academia

O arguido Valter Semedo disse hoje em tribunal que o objetivo da ida a Alcochete no dia da invasão à academia do Sporting consistia em mostrar aos jogadores "descontentamento de uma maneira não simpática". Além …

Arábia Saudita vai lançar campeonato de futebol feminino

A Arábia Saudita, que procura afastar a imagem de um reino ultraconservador, vai lançar um campeonato de futebol feminino, com o objetivo de reforçar a participação das mulheres no desporto. A primeira temporada da competição acontecerá …

"Ténis, digo-te adeus". Maria Sharapova anuncia final da carreira

A tenista russa Maria Sharapova, antiga líder do ranking mundial e detentora de cinco títulos do Grand Slam, anunciou hoje o final da sua carreira, através de um artigo publicado nas revistas Vogue e Vanity …

Amazon abre o primeiro supermercado sem caixas registadoras

A Amazon, do empresário Jeff Bezos, abriu 25 supermercados nos Estados Unidos (EUA), cujas instalações não têm caixas registadoras. Segundo avançou o TechCrunch, citado pelo Jornal Económico (JE), para fazerem comprar nestes supermercados, os consumidores têm …

Ricardo Salgado "perplexo" com condenação por violação de prevenção de branqueamento

O ex-presidente do BES declarou hoje, ao Tribunal da Concorrência, em Santarém, a sua “perplexidade” pela condenação, pelo Banco de Portugal (BdP), por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais e financiamento do …

Portugal continua na lista negra das economias com "desequilíbrios"

Bruxelas mantém Portugal na lista das 12 economias da União Europeia (UE) com "desequilíbrios" macroeconómicos, de acordo com um novo relatório divulgado esta quarta-feira pela Comissão Europeia. O documento, um relatório de análise no âmbito …