Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los do ciclo vicioso da pobreza.

Veronika Scott é uma dessas pessoas, conta o Interesting Engineering. Durante o seu tempo como estudante de desenho industrial no Detroit’s College, a jovem teve uma ideia que ajudou milhares de sem-abrigo.

O tema do seu projeto era projetar algo que “preenchesse uma necessidade” em Detroit, por isso Scott escolheu ajudar as pessoas que viviam nas ruas. Depois de trabalhar com as pessoas no abrigo local para sem-abrigo e tentar entender as suas maiores necessidades, a estudante criou um casaco inovador e resistente às condições climáticas intensas que pode ser transformado num saco-cama ou usado como uma carteira de ombro.

Scott continuou a trabalhar com a comunidade sem-abrigo para aprimorar o design e a qualidade após o término do ano letivo. O casaco EMPWR, feito com produtos de alta qualidade, é produzido com tecido reciclado de empresas como GM e Patagonia. Quando usados, devem durar várias temporadas.

Porém, o projeto não terminou com o casaco. Scott não percebeu o verdadeiro potencial do projeto até que uma sem-abrigo a ter abordado e dito que não queria um casaco, mas sim um emprego.

Esse foi um ponto de viragem. Scott começou a contratar e treinar mulheres sem-abrigo para fabricar os casacos e passou a dirigir uma organização sem fins lucrativos chamada Empowerment Plan.

Fundada em 2011, a organização criou um impacto económico significativo ao empregar membros da comunidade marginalizados para produzir os bens com um grande propósito. A organização do Empowerment Plan criou 90 empregos, impactou 275 crianças e distribuiu 50 mil casacos para manter os desabrigados aquecidos, servindo como um trampolim para sair da pobreza e chegar a um estado de estabilidade financeira.

Ser sem-abrigo cria um ciclo vicioso de pobreza do qual dificilmente se pode escapar. Conseguir um emprego e mantê-lo pode tornar-se um grande desafio que alimenta ainda mais o ciclo.

O modelo de emprego de 2 anos da organização permitiu que aqueles que trabalham lá saíssem do abrigo nas primeiras quatro a seus semanas. “Ninguém voltou a ficar sem-abrigo depois de ser contratado”, lê-se no site da organização.

Agora, 10 anos após a sua fundação, a organização está a crescer. Enquanto as ondas de frio atingem os Estados Unidos, Scott está prestes a embarcar numa jornada de oito cidades para entregar 700 casacos, de acordo com a Fox 2 Detroit.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …