Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los do ciclo vicioso da pobreza.

Veronika Scott é uma dessas pessoas, conta o Interesting Engineering. Durante o seu tempo como estudante de desenho industrial no Detroit’s College, a jovem teve uma ideia que ajudou milhares de sem-abrigo.

O tema do seu projeto era projetar algo que “preenchesse uma necessidade” em Detroit, por isso Scott escolheu ajudar as pessoas que viviam nas ruas. Depois de trabalhar com as pessoas no abrigo local para sem-abrigo e tentar entender as suas maiores necessidades, a estudante criou um casaco inovador e resistente às condições climáticas intensas que pode ser transformado num saco-cama ou usado como uma carteira de ombro.

Scott continuou a trabalhar com a comunidade sem-abrigo para aprimorar o design e a qualidade após o término do ano letivo. O casaco EMPWR, feito com produtos de alta qualidade, é produzido com tecido reciclado de empresas como GM e Patagonia. Quando usados, devem durar várias temporadas.

Porém, o projeto não terminou com o casaco. Scott não percebeu o verdadeiro potencial do projeto até que uma sem-abrigo a ter abordado e dito que não queria um casaco, mas sim um emprego.

Esse foi um ponto de viragem. Scott começou a contratar e treinar mulheres sem-abrigo para fabricar os casacos e passou a dirigir uma organização sem fins lucrativos chamada Empowerment Plan.

Fundada em 2011, a organização criou um impacto económico significativo ao empregar membros da comunidade marginalizados para produzir os bens com um grande propósito. A organização do Empowerment Plan criou 90 empregos, impactou 275 crianças e distribuiu 50 mil casacos para manter os desabrigados aquecidos, servindo como um trampolim para sair da pobreza e chegar a um estado de estabilidade financeira.

Ser sem-abrigo cria um ciclo vicioso de pobreza do qual dificilmente se pode escapar. Conseguir um emprego e mantê-lo pode tornar-se um grande desafio que alimenta ainda mais o ciclo.

O modelo de emprego de 2 anos da organização permitiu que aqueles que trabalham lá saíssem do abrigo nas primeiras quatro a seus semanas. “Ninguém voltou a ficar sem-abrigo depois de ser contratado”, lê-se no site da organização.

Agora, 10 anos após a sua fundação, a organização está a crescer. Enquanto as ondas de frio atingem os Estados Unidos, Scott está prestes a embarcar numa jornada de oito cidades para entregar 700 casacos, de acordo com a Fox 2 Detroit.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Detenção da autarca de Vila Real de Santo António surpreende PSD. Deputado do PS envolvido no negócio

Esta terça-feira, a presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita, foi detida por suspeitas do crime de corrupção num negócio de imobiliário em Monte Gordo.  Fonte da direção do PSD disse, …

Atraso com vacina da Johnson não altera metas do plano de vacinação

O anúncio desta terça-feira do atraso da distribuição da vacina da Johnson & Johnson na Europa não vai afetar o plano de vacinação em Portugal, garantiu a task force. Mais um contratempo para o processo de …

Descoberta de bactérias comedoras de metano numa árvore comum pode ser boa notícia

A descoberta de bactérias que "comem" metano numa árvore australiana comum pode ser uma boa notícia no desafio de reduzir a emissão de gases com efeito de estufa. As árvores são os pulmões da Terra, uma …

Rio diz ser "desejável" que PSD Madeira e Açores excluam Chega de coligações

Em Portugal Continental, o PSD não aceita coligações com o Chega para as próximas autárquicas, sublinhou Rui Rio, que deseja que o mesmo princípio seja seguido nas Regiões Autónoma. Esta terça-feira, Rui Rio reiterou que …

Marcelo começa a despedir-se da emergência e passa a bola ao Governo

Depois do 15.º estado de emergência e com a situação mais controlada, o Presidente da República entende que o ideal é o Governo começar a procurar alternativas legais. Marcelo Rebelo de Sousa espera que o 15.º …

EDP abdicou de decisão do Fisco antes de vender barragens

A EDP abdicou de uma prerrogativa prevista na lei que permitia à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) abrir um procedimento de inspeção prévio antes de concluir a venda das seis barragens ao consórcio francês da …

O chapim-real tem uma cultura (e os "imigrantes" mudam-na para melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Konstanz e do Instituto Max Planck, na Alemanha, descobriu que os chapins-reais são capazes de mudar a sua cultura para se tornarem mais eficientes. Nos animais, "cultura" é qualquer comportamento …

Cabrita promete "as mais profundas transformações" na PSP, GNR e SEF

O ministro da Administração Interna disse esta terça-feira que as reformas que o Governo está a fazer na PSP, GNR e SEF são "as mais profundas transformações" realizadas nas forças de segurança "desde há …

Medina diz que o comportamento de Sócrates "corrói o funcionamento da vida democrática"

Os dirigentes socialistas têm estado num silêncio sobre o caso José Sócrates. Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, reagiu, afirmando que a acusação do juiz de instrução Ivo Rosa é de "enorme gravidade …

Investigadores da Microsoft sugerem que todo o Universo é um "computador autodidata"

Uma equipa de físicos teóricos, que estão a trabalhar com a Microsoft, acredita que todo o Universo é um sistema de autoaprendizagem de leis evolutivas. Chamado de "The Autodidactic Universe" ("O Universo Autodidata"), o artigo argumenta …