“Este não é o nosso mundo”. Confronto iminente entre Turquia e Grécia chegou a uma ilha remota

A remota ilha grega de Kastellorizo tornou-se um peão na disputa entre a Grécia e a Turquia sobre fronteiras marítimas e direitos de exploração offshore de gás e petróleo.

Nesta época do ano, os cafés e hotéis ao longo do pequeno porto na remota ilha grega de Kastellorizo costumam estar repletos de turistas. Porém, desta vez, não é o caso – e a culpa não é apenas da pandemia de covid-19.

De acordo com a NPR, a remota ilha tornou-se um peão na disputa entre a Grécia e a Turquia sobre fronteiras marítimas e direitos de exploração offshore de gás e petróleo. À medida que as tensões aumentaram no mês passado, os militares entraram em alerta, enviando navios e aviões de guerra para o Mediterrâneo oriental – e aumentando o temor de um confronto.

“Se procurar Kastellorizo ​​no Google, terá uma ideia de guerra, zona cinzenta, de que algo terrível está a acontecer”, disse Eleni Karavelatzi, comerciante de turismo que cresceu na ilha, à NPR. “Este não é o nosso mundo. Isto é política.”

O problema começou quando o navio de invetsigação turco Oruc Reis, acompanhado por navios de guerra turcos, começou a planar perto de águas disputadas para explorar gás natural offshore entre a Grécia e Chipre.

A situação irritou o governo grego, que afirma que, de acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, a Grécia tem direitos exclusivos de perfuração na plataforma continental de cada uma das suas ilhas. A Turquia, que não assinou essa convenção, diz que define injustamente parte da plataforma continental turca como grega.

“A Turquia tenta fazer com que pareça mais injusto no caso de Kastellorizo. A Turquia argumenta: como pode esta pequena ilha tão perto da Turquia negar direitos de plataforma continental a uma longa costa turca?”, explicou Ioannis N. Grigoriadis, professor de ciência política da Universidade Bilkent em Ancara e chefe do programa para a Turquia na Fundação Helénica de Política Europeia e Externa em Atenas.

A Turquia localiza-se a apenas 10 minutos de lancha da pequena Kastellorizo.

A Turquia também questiona a presença militar grega em Kastellorizo, uma das ilhas do Dodecaneso que a Itália cedeu à Grécia após a II Guerra Mundial com a condição de que fossem desmilitarizadas. A Grécia diz que fez essa promessa a Itália – não à Turquia.

À medida que Oruc Reis avançava ao longo do Mar Egeu, a Grécia enviou os seus próprios navios da marinha para segui-lo. Quando uma fragata turca acidentalmente colidiu com um navio de guerra grego em 12 de agosto, os media de ambos os países especularam que um confronto parecia iminente em Kastellorizo.

E, para já, a tensão continua a sentir-se na pequena ilha grega.

A ilha do “Castelho Vermelho”

Os turcos chamam a ilha de Meis devido ao seu antigo nome grego, Megisti, que significa “grande”. Embora a ilha tenha menos de 6,4 quilómetros quadradas, é a maior de pelo menos uma dúzia de ilhas – a maioria delas desabitadas – num pequeno arquipélago.

O nome Kastellorizo tem raízes no latim. Os viajantes e invasores da ilha sempre avistaram um castelo e uma fortaleza antigos, sombreados de vermelho pelo sol poente. “Chamavam-no de Castello Rosso, Castello Rougio, o Castelo Vermelho. E acabou por tornar-se Kastellorizo”, disse Constantina Agapitou Crowley, ex-executiva de marketing.

A ilha mudou de mãos muitas vezes, entre bizantinos, cavaleiros de Malta e otomanos. Kastellorizo floresceu no século XIX como uma potência comercial marítima com uma população de mais de 14 mil.

Depois de duas guerras mundiais e ocupações por franceses, italianos e britânicos, a maioria dos seus residentes fugiu para o Egito, Palestina e Austrália.

Kastellorizo entrou no mapa turístico com o filme vencedor do Oscar de 1991, “Mediterraneo”, que foi filmado lá.

Hoje, menos de 500 pessoas vivem na ilha – a maioria perto do porto.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …

SOS Rio Paiva pede que se limite o número de visitantes à ponte e Passadiços do Paiva

A associação SOS Rio Paiva manifestou-se preocupada com o aumento da pressão turística e com a poluição, na sequência da inauguração da ponte suspensa em Arouca, e pediu que se limite o número de visitantes. A …

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo, caso este ainda esteja associado a contas em sites ou redes sociais. Embora milhões de números de telemóvel sejam desconectados todos os anos, um novo …

Ataque à bomba contra escola feminina em Cabul faz 30 mortos e 79 feridos

A explosão de uma bomba junto a uma escola secundária para raparigas na zona ocidental de Cabul fez hoje pelo menos 30 mortos e 79 feridos, segundo um novo balanço feito pelas autoridades afegãs. “O número …

Tamám Shud. Exumação de corpo pode resolver um estranho mistério com 70 anos

As autoridades da Austrália aprovaram uma exumação do corpo de Tamám Shud - ou "Homem de Somerton" - e, em breve, o mistério de 70 anos pode estar resolvido. Em 30 de novembro de 1948, vários …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Vacinação no bom caminho com 25% da população da UE vacina

A Comissão Europeia anunciou este sábado que 200 milhões de doses de vacinas anticovid-19 chegaram já à União Europeia (UE) e 160 milhões de europeus já receberem a primeira dose, levando a que a vacinação …

Libertados nos EUA os primeiros mosquitos geneticamente modificados

Foi a primeira vez que mosquitos geneticamente modificados foram libertados nos Estados Unidos. O objetivo é suprimir populações de mosquitos transmissores de doenças. De acordo com o site Live Science, a empresa de biotecnologia Oxitec lançou …