Alta tensão no Mediterrâneo. “Faísca pode levar ao desastre” entre Grécia e Turquia

unaoc / Flickr

Recep Erdogan, Presidente da Turquia

A disputa entre Grécia e Turquia pelas zonas marítimas ricas em gás natural aumentou de tom nos últimos dias, com França e Alemanha a tomarem posição na contenda. Os germânicos alertam que “qualquer faísca pode levar ao desastre”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, Heiko Maas, deslocou-se a Atenas e a Ancara para tentar amenizar a tensão entre as autoridades da Grécia e da Turquia por causa dos direitos de prospecção de gás natural em zonas marítimas disputadas.

“Qualquer faísca, por mais pequena que seja, pode levar ao desastre”, alerta Maas, frisando que turcos e gregos querem uma solução pacífica.

Contudo, tanto Turquia como Grécia coloram os respectivos Exércitos em alerta e enviaram navios de guerra para a zona.

Os dois países anunciaram também que vão realizar exercícios militares entre a ilha grega de Creta e o Chipre, onde o navio de prospecção turco está a levar a cabo operações de investigação sísmica de hidrocarbonetos, escoltado pela Marinha de Guerra de Ancara.

A Grécia sustenta que o navio de prospecção turco se encontra na placa continental grega, onde tem os direitos exclusivos de potenciais depósitos de gás e petróleo, pelo que optou por enviar também vasos de guerra para a área.

A Turquia está também a efectuar prospecções em águas que o Chipre reclama como suas.

Erdogan ameaça “fazer o que for preciso”

“Não vamos fazer compromissos sobre o que nos pertence. Estamos determinados a fazer o que for preciso”, já alertou o presidente da Turquia, Recep Erdogan.

O Ministério da Defesa grego anunciou, entretanto, que os exercícios militares que o país vai realizar no sul de Creta vão contar com a participação de França, Itália e Chipre.

A França coloca-se, assim, do lado dos gregos, com o presidente Emmanuel Macron a apelar a Erdogan para que trave a exploração de gás natural e petróleo nas águas disputadas com os gregos.

“O respeito pelo direito internacional deve ser a regra e não a excepção”, avisa ainda a ministra da Defesa francesa, Florence Parly, através de uma publicação no Twitter onde nota que “o Mediterrâneo Oriental transforma-se num espaço de tensões”.

“Com os nossos parceiros cipriotas, gregos e italianos, iniciamos um exercício militar com meios militares, aéreos e marítimos”, destaca ainda Parly.

A ministra revela ainda que a França participa neste exercício com “três aviões Rafale, uma fragata e um helicóptero” e reforça que é preciso dar “prioridade ao diálogo, à cooperação e à diplomacia para que o Mediterrâneo Oriental seja um espaço de estabilidade e de respeito pelo direito internacional”.

“Não deve ser um terreno de jogo das ambições de alguns; é um bem comum“, avisa ainda Parly.

Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão realça que “a situação actual no Mediterrâneo Oriental é brincar com o fogo“, como cita o Le Monde.

Ninguém pode ter interesse num desastre e certamente ninguém quer um confronto militar entre os dois vizinhos parceiros da NATO”, considera ainda Heiko Maas.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Gregos e Turcos devem chegar a um acordo.e dá um basta nessa briguinha de comadres. Será que vai acontecer uma nova Guerra de Troia? Chipre foi palco de uma disputa entre Gregos e Turcos e terminou com a divisão em duas partes: A parte grega independente e a outra parte dependência da Turquia,que reinvidic a a sua posse até hoje. Os Gregos foram os verdadeiros fundadores das cidades que hoje fazem parte do Estado Turco – Bizâncio,a Istambul atual era tão grega quanto Atenas,Corinto,Tebas,Esparta, e tantas outras polis do mundo helênico. A Grécia tem que se fazer respeitada e dá um basta nessa arrogância turca. É o que pensa ,joaoluizgondimaguiargondim,

  2. O mar também parece ter fronteiras, portanto elas devem estar delineadas nessa região, a partir daí há que as respeitar e é tudo!

RESPONDER

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …

Emprego, formação e pobreza. Cimeira Social marca "o mais ambicioso compromisso" da UE

A Cimeira Social arrancou, nesta sexta-feira, no Porto, com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, num evento que pretende definir a agenda social da Europa para a …