Estamos muito perto de saber onde é que houve a “tal falha técnica”

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes

O ministro da Saúde afirmou hoje que se está “muito próximo do apuramento dos factos” que permitirão identificar “a tal falha técnica” que levou à infeção de 50 pessoas com ‘legionella’ no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa.

À saída de uma visita à Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal, em Lisboa, interrogado se já se sabe como é que 50 pessoas, das quais 5 morreram, apanharam esta bactéria no Hospital São Francisco Xavier, Adalberto Campos Fernandes respondeu que “sim, sabe-se. Está-se muito próximo do apuramento dos factos”.

“Haverá um relatório preliminar. Naturalmente, nós não vamos interferir naquilo que desejamos que seja um inquérito do Ministério Público competente, independente, sólido, que respeite as orientações determinadas do segredo de justiça. Mas, eu creio que estamos em condições de perceber onde é a tal falha técnica, que eu me pareceu que tinha ocorrido no princípio, terá mesmo ocorrido”, acrescentou.

Questionado se tem a certeza de que, desde que as autoridades souberam da presença da bactéria no Hospital São Francisco Xavier, ninguém mais foi infetado com ‘legionella’ naquele espaço, o ministro foi taxativo: “Sim, há a certeza absoluta sobre isso. Isso é uma questão que a Direção-Geral da Saúde (DGS), com muito cuidado, com muita atenção, acautelou. Essa certeza existe”.

O ministro realçou que deverá estar concluído, entre quarta e quinta-feira, o relatório preliminar conjunto do Instituto Nacional de Saúde doutor Ricardo Jorge e da Direção-Geral da Saúde, no qual “serão libertadas as informações que não estiverem ao abrigo do segredo de justiça que, entretanto, foi determinado pelo Ministério Público”.

“Felizmente, também como a senhora diretora-geral da Saúde afirmou, confirma-se que estamos na fase final do surto“, disse.

Quanto ao apuramento de responsabilidades de que falou na segunda-feira, no parlamento, o ministro considerou que “quem tem esse poder e essa obrigação e essa competência são, naturalmente, as entidades de investigação, quer a Inspeção-Geral das Entidades em Saúde, quer, sobretudo, o Ministério Público”.

Há onze dias, em 03 de novembro, a DGS divulgou um comunicado dando conta de que tinham sido “diagnosticados, no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental – Hospital S. Francisco Xavier, 8 casos de doença dos legionários”.

Só na tarde do dia seguinte, quando o número de casos tinha subido para 16, foi tornado público que a bactéria estava no próprio hospital, num segundo comunicado que referia ter sido detetada “a presença de ‘legionella'”, na sequência da recolha de “amostras em vários pontos dos circuitos de água”, e que assegurava já terem sido entretanto “tomadas as medidas adequadas para interromper a possível fonte de transmissão”.

O número de pessoas infetadas continuou a aumentar até esta terça-feira, 14 de novembro, dia em que o total de casos subiu para 51.

Desde o início deste processo, o Hospital São Francisco Xavier manteve-se a funcionar normalmente e com todos os serviços abertos.

A ‘legionella’ é uma bactéria responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia. A incubação da doença tem um período de cinco a dez dias depois da infeção.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo governo transformou a Áustria no "cinzeiro da Europa"

Muitos países ocidentais - entre os quais Portugal - já baniram o tabaco dos bares e restaurantes. Mas a Áustria nega-se a seguir essa tendência. De acordo com uma lei aprovada em 2015, a Áustria deveria …

Físicos criaram uma nova forma de luz

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade de Harvard demonstraram que é possível que dois feixes de luz se encontrem e se fundam num único fluxo luminoso. Se tentarmos cruzar a luz de …

ALMA observa um donut giratório de gás e poeira em redor de um buraco negro supermassivo

Observações de alta resolução com o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) captaram um toro de gás rotativo e empoeirado em torno de um buraco negro supermassivo ativo. A existência destas estruturas giratórias em forma de donut …

Porto vs Rio Ave | Dragão devolve chapa 5

Vitória esclarecedora do FC Porto na recepção ao Rio Ave. A equipa “azul-e-branca” venceu por 5-0, num jogo em que marcou muito cedo e foi construindo o resultado com eficácia ofensiva e alguma fortuna nos …

Algoritmo descobriu qual a cidade mais verde do mundo

Como podemos saber quis as cidades mais verdes do mundo? Somar os parques e praças? Mapear as zonas arborizadas? E contar o número de árvores plantadas? Uma pesquisa recente do Sensable City Lab, do MIT - Instituto …

Instrumentos cirúrgicos podem espalhar a proteína do Alzheimer

Novas proteínas sugerem que uma das proteínas responsável pelo desenvolvimento da doença poderia ser transmitida a pacientes saudáveis através de materiais cirúrgicos. Um grupo de cientistas descobriu uma nova prova de que a proteína beta-amiloide, implicada …

Três pessoas detidas por fraude bilionária em banco da Índia

Duas pessoas ligadas ao PNB, Banco Nacional do Punjab, e um responsável do grupo financeiro do empresário joalheiro Nirav Modi foram detidos este sábado, acusados de uma fraude de cerca de 1,5 mil milhões de …

Comentários racistas sobre Meghan Markle fazem cair líder de partido

O líder do partido eurocético britânico UKIP, Henry Bolton, foi demitido após uma votação em que os afiliados demonstraram falta de apoio no seguimento de comentários racistas da sua ex-companheira sobre a futura mulher do …

Montenegro abandona o Parlamento e admite disputar liderança do PSD no futuro

O ex-líder parlamentar do PSD Luís Montenegro anunciou que vai deixar o parlamento a 5 de abril, 16 anos depois de ter tomado posse, e prometeu ao partido que poderá no futuro disputar a liderança. "Conhecem …

Os inimigos dos aztecas construíram uma cidade com tantos edifícios como Manhattan

Uma equipa de cientistas realizou uma análise minuciosa de uma antiga cidade, no oeste do México, construída por um povo inimigo dos aztecas: os purepechas. A cidade recebeu o nome de Angamuco e, de acordo com …