“Estamos a caminhar para o pico” da gripe, mas não será muito complicado

Nas últimas duas semanas do ano, foram verificadas mortes acima do esperado. Fernando Almeida, presidente do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, estima que o pico da doença se atinja nos próximos dias e que o surto não seja muito complicado este ano.

Dados divulgados pelo Instituto Ricardo Jorge (INSA), esta quinta-feira, mostram que a atividade gripal é baixa e que diminuiu de intensidade na primeira semana do ano. Contudo, já morreram 600 pessoas além do que era espectável para a época, avança o Expresso.

Os óbitos tiveram início nas duas últimas semanas do ano de 2017, altura em que as temperaturas mínimas médias começaram a descer.

Foram admitidos 17 doentes com gripe e, embora o número não seja muito alto, verificou-se que a proporção de casos de gripe admitidos em unidades de cuidados intensivos aumentou para mais do dobro, comparativamente com a última semana do ano, lê-se no Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe.

No entanto, é nos próximos dias que a gripe irá atingir o seu pico. Em entrevista à agência Lusa, Fernando Almeida, presidente do INSA, referiu que os dados reunidos apontam para que este “não seja um período muito complicado, em termos de epidemia”.

“Neste momento estamos no que consideramos o pleno período de surto”, afirmou o presidente, recordando que a epidemia demora entre oito a nove semanas e que, atualmente, “estamos a caminhar para o pico” da gripe.

No que diz respeito à vacinação, Fernando Almeida mostra-se confiante no efeito, tendo em conta que nunca como este ano se vacinaram tantas pessoas contra a gripe, apesar do vírus que circula atualmente – tipo B – não constar da vacina.

“O vírus B é um dos quais é possível fazer a imunização cruzada, o que quer dizer que quando a pessoa recebe a vacina recebe a estirpe que, mesmo não sendo igual, tem pedacinhos de ADN que são iguais e fica também imunizada”, explica.

O vírus tipo B não é tão virulento, ou seja, “não é tão grave quando provoca a gripe”. Segundo Fernando Almeida, a época gripal significa para o INSA um período “normal” de trabalho. “Estamos permanentemente preparados e integramos o plano para as temperaturas adversas”, disse.

Em relação aos casos mortais devido à gripe, o presidente é perentório. “Há casos mortais devido à gripe. Sempre houve e sempre haverá“.

Durante a última época gripal (2016/2017), a gripe e a vaga de frio terão sido responsáveis por 4.467 óbitos, segundo o relatório anual do Programa Nacional de Vigilância da Gripe, elaborado pelo INSA, em colaboração com a Direção-Geral da Saúde.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China. Cientistas testam vacina contra a SIDA em seres humanos

Um grupo de cientistas chineses vai testar uma vacina "duradoura" contra o vírus da sida, em 160 voluntários, na primeira vez que uma vacina deste género atinge a segunda fase de testes, segundo a imprensa …

Empresa de Sérgio Ramos multada em 250 mil euros por cortar dezenas de árvores ilegalmente

A cidade de Alcobendas, em Espanha, decidiu em sessão plenária extraordinária multar a empresa Aguileña de Inversiones SA, veiculada ao futebolista Sérgio Ramos, em 250.000 euros devido ao abate ilegal de dezenas de árvores. Segundo escreve a …

Postal enviado de Hong Kong em 1993 chegou aos Estados Unidos esta semana

Uma norte-americano recebeu, esta semana, um postal oriundo de Hong Kong e datado de 1993 em perfeitas condições de preservação. Agora, falta encontrar os verdadeiros destinatários. Tal como conta a emissora norte-americana CNN, a mulher, Kim …

Além de programas e subscritores, Netflix está a perder (sobretudo) confiança

A Netflix apresentou, neste segundo semestre do ano, um crescimento global aquém das expectativas e, pela primeira vez, assistiu a uma perda de subscritores naquele que é o seu principal mercado. Estes resultados não agradaram …

Criança descobre fóssil de crocodilo gigante pré-histórico que habitou Amazónia

O rapaz de onze anos estava a pescar com o pai, nas margens brasileiras do rio Acre, quando descobriu a mandíbula de um crocodilo gigante pré-histórico que habitou a Amazónia há oito milhões de anos. Uma …

Protestos, detidos e estado de emergência. Um super-telescópio está a agitar o Havai

Centenas de manifestantes estão reunidos, na base da montanha Mauna Kea, no Havai, para contestar a construção no seu pico de um super-telescópio, avaliado em mil milhões de dólares. Segundo o Washington Post, os anciãos havaianos, conhecidos …

A Brienne de A Guerra dos Tronos propôs-se a um Emmy. E conseguiu a nomeação

A atriz Gwendoline Christie, que interpreta a cavaleira Brienne of Tarth em A Guerra dos Tronos, propôs-se a um Emmy depois de a produtora HBO não a ter indicado para os maiores prémios da televisão. Christie …

Espiões nos recreios das escolas para ver se as crianças falavam Catalão

O Governo regional da Catalunha autorizou que elementos de uma organização não governamental se introduzissem nos recreios das escolas para aferirem se as crianças e os professores falavam Catalão ou Espanhol. A iniciativa foi levada a …

Bill Gates já não é o segundo homem mais rico do mundo

O fundador da Microsoft, Bill Gates, já não é o segundo homem mais rico do mundo. Segundo o ranking elaborado pela Bloomberg, o empresário foi destronado pelo francês Bernard Arnaut, dono da empresa de artigos …

Passageira tenta abrir porta do avião em pleno voo e obriga piloto a aterrar de emergência

Uma passageira que se comportou de forma agressiva e descontrolada durante um voo que seguia de Londres para a Turquia obrigou o piloto a regressar ao aeroporto de Stansted, escoltado por dois jatos militares. O incidente …