Estalou o verniz entre a UEFA e a FIFA. Órgão Europeu critica Mundial a cada dois anos e admite boicote

Steffen Prößdorf / Wikimedia

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA

A UEFA aponta vários riscos associados ao aumento da frequência do Mundial, como a perda de importância dos torneios femininos e juvenis, o impacto no calendário das outras competições e os efeitos na saúde dos jogadores.

É uma mudança proposta pela FIFA, mas não agrada à UEFA. A ideia seria passar a organizar um Mundial de futebol a cada dois anos em vez dos quatro actuais e tem sido bastante defendida por Arsène Wenger, antigo treinador do Arsenal e actual Chefe do Desenvolvimento Global do Futebol na FIFA, que acredita que vai avançar.

Num comunicado emitido na quarta-feira, a UEFA aponta os “perigos reais” do projecto e afirma que a “viabilidade” mexe com muitas outras questões que ainda não foram explicadas.

“A UEFA está desiludida com a metodologia adoptada, que tem agora levado a que projectos de reformas radicais sejam comunicados e abertamente promovidos antes de serem debatidos com outros grupos de interesse em reuniões de consulta”, afirma.

O órgão regulador acrescenta que o aumento da frequência vai levar à “diminuição do valor do principal acontecimento futebolístico mundial, cuja celebração a cada quatro anos lhe confere uma mística com que cresceram gerações de adeptos” e alerta para a “erosão das oportunidades desportivas para selecções mais fracas”.

O impacto no futebol feminino também deve ser tido em conta, com a UEFA a pedir “espaços de exclusividade” para as provas femininas. A aposta nos torneios de futebol juvenis também não pode ser esquecida, refere a UEFA, já que apesar de pouco lucrativos, são importantes para o crescimento dos jogadores.

A FIFA está de momento a desenvolver um estudo para definir os detalhes da proposta, que a UEFA considera que “implica a duplicação dos torneios finais do Mundial a partir de 2028, assim como das fases finais dos torneios das confederações a partir de 2025″.

As mudanças no calendário, as fases de qualificação, o formato da competição, o impacto nas competições actuais de clubes e de selecções, os efeitos na saúde dos atletas, as questões comerciais e dos países organizadores e a sustentabilidade das deslocações dos adeptos são outros assuntos que a UEFA diz a que a FIFA ainda não deu respostas.

Agradecendo a “atenção reservada” ao Europeu, “com a proposta de dobrar a frequência do seu torneio final”, a UEFA realça que prefere “abordar um assunto tão sensível com um enfoque global e não especulativo”.

O regulador da Europa acrescenta também que pediu a 14 de Setembro uma reunião com a FIFA e com as 55 associações de membros europeus, mas que ainda não recebeu resposta.

O presidente da UEFA tinha já vincado a sua oposição à alteração no Mundial numa entrevista ao The Times, onde avisou que poderia boicotar o torneio.

“Podemos decidir não jogar nele. Tanto quanto sei, os Sul-Americanos estão do nosso lado. Por isso boa sorte a fazer um Mundial assim. Acho que nunca vai acontecer porque é contra os princípios básicos do futebol”, considerou.

Os órgãos que representam o futebol português, incluindo a Federação, a Liga, os sindicatos de jogadores e treinadores e a associação que representa os árbitros, também já emitiram um comunicado conjunto onde reprovam a ideia.

  Adriana Peixoto, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …