Estados Unidos entregam a França um Picasso roubado há 14 anos

U.S Department of Justice

"La Coiffeuse" / A Cabeleireira, Pablo Picasso, 1911

“La Coiffeuse” / A Cabeleireira, Pablo Picasso, 1911

As autoridades norte-americanas entregaram hoje a França a pintura “La Coiffeuse”, de Pablo Picasso, roubada há catorze anos do Centro George Pompidou, um dos museus de arte moderna e contemporânea mais visitados do mundo.

A embaixada francesa em Washington foi o local escolhido para a formalização da entrega da obra de arte e para mostrar a peça aos meios de comunicação social, que tinha sido contemplada pela última vez em 1998, em Munique, na Alemanha.

De acordo com o embaixador francês nos Estados Unidos, Frédéric Doré, a obra de Pablo Picasso, datada do início do século XX, mais precisamente do ano 1911, e avaliada em 15 milhões de dólares (cerca de 13 milhões de euros), é uma “peça única”, sendo o seu destino o museu Centro Pompidou, em Paris, de onde desapareceu em 2001.

O quadro foi encontrado em dezembro passado em Newark, cidade do Estado de Nova Jersey, num barco que vinha da Bélgica.

A embalagem tinha uma etiqueta onde se podia ler “Feliz Natal” e onde dizia tratar-se de uma peça de artesanato de 37 dólares.

Os agentes aduaneiros examinaram o barco e descobriram a obra de arte, entregando-a posteriormente ao Departamento de Segurança Nacional (DHS).

Na cerimónia de entrega do quadro, a diretora do Serviço de Imigração e Controlo Aduaneiro (ICE) dos EUA, Sarah Saldaña, afirmou ser “uma honra poder devolver uma obra tão importante”, continuando o seu discurso dizendo que “é uma prioridade significativa” recuperar e devolver peças de arte roubadas.

“Num mundo que se torna cada vez mais pequeno, a proteção dos tesouros culturais têm uma importância cada vez maior”, prosseguiu, afirmando que a sua equipa está “comprometida a fazer todos os possíveis para devolver obras de arte aos seus proprietários legítimos”.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

      • Não estou a brincar. O quadro está mesmo de pernas para o ar. Aliás têm outro artigo sobre Picasso em que lhe chamam “pintor surrealista catalão”, mas Picasso não é um pintor surrealista. Modernista, ou cubista pode ser, mas não surrealista. Por sinal também não é catalão. Catalão e surrealista era o Dali.
        Esses erros devem ser evitados apesar de não vir mal ao mundo por isto.

        • Caro Rui Ramos,
          Obrigado pelo seu reparo. Picasso era de facto cubista, não surrealista. Está corrigido.
          Quanto à posição do quadro, após a sua observação inicial fizemos uma pesquisa de imagens da obra disponíveis online, e encontrámo-lo nas duas posições, com predominância para a posição em que o temos.
          Procurámos perceber qual será de facto a posição correcta (se existe) do quadro, e optámos por manter a nossa imagem como a temos após ter encontrado fotos de personalidades ligadas ao meio cultural francês ao seu lado, na posição em que se encontra.
          ex:
          O presidente do Centre Pompidou, Serge Lasvignes
          A ministra da Cultura da França
          Assim, sem prejuízo de que o Rui possa ter razão (acreditamos que por vezes, é mesmo o resto do mundo que está louco), com os dados de que dispomos, vamos presumir que ou o quadro pode ser exibido em qualquer das posições, ou que a posição correcta é aquela em que a temos, e manter a imagem como está.
          Entretanto, por inércia e falta de convicção, decidimos que vamos também manter a imagem como está no outro artigo em que a referimos aqui mesmo no ZAP, na qual curiosamente está ao contrário – ou correctamente, na sua opinião. 🙂
          Obrigado uma vez mais.

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …