Estados Unidos apontam a Portugal violações de Direitos Humanos nas prisões

O relatório anual sobre direitos humanos do Departamento de Estado norte-americano, divulgado hoje, diz que existe uso excessivo da força nas prisões portuguesas e que estas estão sobrelotadas e oferecem condições pouco saudáveis.

O Relatório de Direitos Humanos é um conjunto de considerações analíticas que o Departamento de Estado elabora anualmente acerca de todos os países e regiões do mundo, sendo usado nomeadamente parta consulta peloa Governo e diplomacia norte-americanos, e para elaborar recomendações de viagem aos cidadãos norte-americanos.

A análise de Portugal na edição de 2016 do Relatório começa por apontar que o país é uma “democracia representativa semi-presidencial” com um presidente e um primeiro-ministro, e que que ocorreram “eleições livres e justas” para estas funções em Outubro de 2015 e Janeiro e 2016.

“Os maiores problemas de Direitos Humanos em Portugal incluem uso excessivo da força e abuso de detidos e presos pela polícia e guardas prisionais; condições pouco saudáveis e de sobrelotação nas prisões e violência contra mulheres e crianças”, aponta o relatório.

O documento indica, por exemplo, que em 2016 foram feitas 717 queixas sobre maus tratos e abusos pela polícia e guardas prisionais e que no mesmo ano as prisões estavam a funcionar a 110 por cento da sua capacidade.

O relatório conclui, no entanto, que “o governo investigou, acusou e puniu os responsáveis pelos abusos dos Direitos Humanos.”

Segundo o governo americano, outros problemas relacionados com direitos humanos em Portugal incluem a “encarceração de jovens com adultos, a negação de representação legal e contato das famílias com os detidos, desrespeito da Policia Judiciaria (PJ) pelos direitos dos detidos, detenção longa pré-julgamento, e detenção de candidatos a asilo”.

São ainda apontados no relatório “alguma corrupção no governo, mutilação genital feminina de meninas de comunidades africanas, discriminação da sociedade face a ciganos, obstáculos à organização laboral, tráfico de pessoas para exploração sexual, trabalhos forçados e crescimento da diferença salarial entre homens e mulheres.”

Quanto à violência contra mulheres e crianças, o departamento de Estado norte-americano considera que a “violência contra as mulheres, incluindo violência doméstica, continua a ser um problema” e contou 20 mulheres vítimas mortais nos primeiros oito meses do ano passado.

Abuso de crianças é um problema”, refere o relatório, citando número da Associação Portuguesa de Apoio à Vitima (APAV), que contabilizou 1,084 crimes contra crianças em 2015.

Apesar de notar que “crianças da Europa de Leste, sobretudo de origem cigana, foram forçadas a mendigar e cometer crimes de propriedade”, os autores realçam que “o trabalho infantil ocorreu em casos muito limitados.”

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Dedução do IRS para segundo filho duplica já em 2020

O Governo vai avançar no Orçamento do Estado para 2020 com mais deduções em sede de IRS e IRC para pais que tenham um segundo filho até aos três anos. No caso das famílias, além da …

Cientistas descobriram o segredo das pessoas que vivem mais de 110 anos

A longevidade excecional, como a das pessoas chegam a viver mais de 110 anos, pode dever-se a determinados glóbulos brancos raros no seu sangue. Um grupo de investigadores do Instituto Riken e da Universidade de Keio, …

Polícia do Chile suspende uso de armas de ar comprimido como ferramenta antimotim

A polícia do Chile anunciou esta terça-feira a suspensão do uso armas de ar comprimido, que já provocou lesões oculares a mais de 200 manifestantes, dias depois de um relatório ter revelado que os projéteis …

Polícia holandesa encontra 25 pessoas escondidas em contentor frigorífico num cargueiro

A polícia holandesa localizou esta terça-feira 25 pessoas escondidas num contentor frigorífico numa embarcação que saiu do porto de Vlaardingen, perto de Roterdão, na Holanda, em direção ao Reino Unido, mas teve de regressar após …

É oficial: José Mourinho é o novo treinador do Tottenham

O treinador português José Mourinho, que estava no desemprego há quase um ano, é o sucessor do argentino Maurício Pochettino no comando do Tottenham, anunciou esta quarta-feira o 14.º classificado da Liga inglesa de futebol. Mourinho, …

Cientistas captam imagens extremamente raras de um peixe a devorar um tubarão inteiro

https://vimeo.com/374136378 Os tubarões são dos animais mais temidos nos oceanos, mas naquela que é uma verdadeira troca de papéis, um tubarão foi devorado por completo por um peixe das profundezas do mar. Um vídeo publicado pela US …

Há uma nova maneira de medir a gravidade da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova forma única de medir a gravidade da Terra. O método anterior envolvia medir a influência da gravidade nos átomos, rastreando a rapidez com que os átomos caíam. O problema …

Detetado pela primeira vez vapor de água na Europa, a lua de Júpiter

Uma equipa internacional de cientistas confirmou a presença de vapor de água na superfície de Europa, um dos quatro satélites naturais de Júpiter, revelou a agência espacial norte-americana (NASA). "Os elementos químicos essenciais (carbono, hidrogénio, …

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …