Estado já gastou 10 milhões com assessores jurídicos no caso dos swaps

As contas das empresas públicas de transportes envolvidas no processo judicial dos “swaps” com o Banco Santander já vão em 10 milhões de euros gastos com assessores jurídicos e financeiros, uma factura que deverá crescer ainda mais.

Em causa está o processo judicial que envolve a Metro de Lisboa, a Metro do Porto, a Carris e a STCP, no âmbito do diferendo com o Banco Santander, depois de o governo de Passo Coelho ter determinado a anulação dos contratos “swap” assinados entre as partes.

O Estado português já foi condenado por essa decisão pelo tribunal de Londres responsável por avaliar o caso.

Assim, os referidos 10 milhões de euros podem ainda continuar a aumentar, nomeadamente, caso haja recurso da condenação.

Para já, segundo as contas feitas pelo Público, a Metro de Lisboa já gastou 4,1 milhões de euros em assessoria jurídica e financeira relacionada com o caso.

A conta da Metro do Porto ascende a 3,3 milhões de euros, enquanto a STCP soma 673,8 mil euros de gastos e a Carris 336,9 mil euros.

A isto acresce ainda o facto de o governo português poder vir a ser condenado a suportar os gastos do Santander com as respectivas assessorias no âmbito do caso.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Pois, já as privadas são um espectáculo (BPN, BES, BANIF, PT, EDP, VW, Lidl, etc, etc)…
      .
      Mas isto só vem mostrar mais uma vez, como actua a máfia financeira internacional: ajudam a criar os problemas, para depois receberem milhões para (não) os resolverem!!

RESPONDER

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …