Israel. Partidos de esquerda coligam-se para tentar derrotar Netanyahu

Abir Sultan / EPA

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O partido de esquerda Meretz e o novo partido do ex-primeiro-ministro israelita Ehud Barak anunciaram esta quinta-feira que concorrerão em coligação nas eleições parlamentares de setembro, para tentar derrubar o primeiro-ministro conservador, Benjamin Netanyahu.

Os israelitas vão às urnas em 17 de setembro, para eleger os 120 membros do parlamento, depois de Benjamin Netanyahu não ter conseguido formar governo, na sequência das eleições de abril, que venceu, mas apenas conseguiu eleger 35 deputados.

A maioria dos parlamentares decidiu dissolver o parlamento, para evitar que Benny Gantz, do partido Azul e Branco, segundo classificado nas eleições de abril, fosse designado primeiro-ministro.

Para as eleições de setembro, a esquerda tenta impedir que o partido Likud, de Benjamin Netanyahu – que está no poder desde 2009 e que as sondagens indicam que volta a ser o preferido dos eleitores -, consiga vencer.

Dois partidos da esquerda, o partido Israel Democrático, recentemente formado por Ehud Barak, antigo primeiro-ministro de Israel, e o Meretz, que apenas conseguiu eleger quatro deputados nas eleições de abril, decidiram formar uma coligação e concorrer sob a designação de Campo Democrático, para tentar travar Netanyahu.

“Os fundadores desta coligação acreditam que formar o Campo Democrático é um passo inicial e crucial para colocar o Estado de Israel no caminho certo”, explicaram os líderes dos dois partidos em comunicado.

Durante uma conferência de imprensa, Ehud Barak, que aparecerá no décimo lugar da lista da coligação, disse que esta é “um primeiro passo para levar Israel de volta aos trilhos e garantir o seu futuro enquanto estado judeu e democrático”.

Para Nitzan Horowitz, líder da lista da aliança de esquerda, “a união democrática” que agora se funda “expressa o desejo de grande parte do povo de combater a corrupção, o racismo, a coerção religiosa, a ocupação e a desigualdade social“.

Os dirigentes da coligação assumem que o objetivo principal é retirar Benjamin Netanyahu, que no sábado passado bateu o recorde de longevidade no poder em Israel, até agora detido pelo fundador do país, David Ben-Gurion.

Benjamin Netanyahu foi chefe de governo entre 1996-1999 e de novo depois de 2009 até hoje, tendo vencido também as eleições legislativas em abril.

Em fevereiro passado, Netanyahu foi formalmente indiciado de suborno e fraude, em três casos diferentes, numa situação que tem dificultado a tarefa do seu partido em encontrar parceiros para a formação de um governo de coligação, apesar de as sondagens o darem como provável vencedor das eleições em setembro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Uma anã branca "ressuscitou" para devorar a sua companheira mais fraca

Os astrónomos detetaram uma explosão de uma "estrela vampira" em dados colhidos acidentalmente pelo telescópio espacial Kepler. Este fenómeno é um dos eventos mais raros de novas - explosões nuclear cataclísmica numa estrela. As novas ocorrem …

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …