Espanha pondera recolher obrigatório em todo o país. Esperam-se semanas “muito difíceis”

Mário Oliveira / SEMCOM

Salvador Illa, ministro da saúde de Espanha, referiu que o governo está a estudar um recolhimento obrigatário no país, como forma de travar a propagação do novo coronavírus que nos últimos dias tem feito infetado milhares de pessoas. No caso de ser aprovada pelo Congresso, a medida terá a duração de 15 dias.

As declarações de Illa surgem depois do responsável pela Saúde da comunidade Madrid afirmar que está a ponderar pedir ao Governo central que declare o recolher obrigatório para limitar as deslocações em determinadas horas do dia.

Enrique Ruiz Escudero, responsável pela Saúde em Madrid, sublinhou que na situação em que o país se encontra “qualquer opção que envolva restrição de atividade ou de mobilidade deve ser estudada”.

Em conferência de imprensa, Salvador Illa alertou os espanhóis que as próximas semanas vão ser “muito difíceis”, pois “a segunda onda já não é uma ameaça, mas uma realidade”, afirmou ministro, citado pelo El Mundo.

O Ministro da Saúde relembra que se trata de uma “situação preocupante”, embora reconheça diferenças regionais. Contudo, considera que “o vírus não viaja sozinho” e que por isso é necessário “reduzir a mobilidade e os contactos com o esforço de todos”. Neste sentido, está então em estudo a possibilidade de um recolher obrigatório para limitar as deslocações em todo o território espanhol.

No entanto, Salvador Illa diz que este tipo de medidas requer “um estado de alarme”, pois só desta forma será possível legalmente limitar o direito fundamental dos cidadãos de se deslocarem livremente quando e onde quiserem.

“Vamos analisar o estado de alarme com a comunidade de Madrid e com outras que também têm abordagens semelhantes no conjunto interterritorial”. O ministro quer saber se o PP estaria disponível para apoiar o executivo Pedro Sánchez em decretar o estado de alarme geral.

Antes de mais, o Ministério da Saúde está a preparar um plano de atuação conjunta para todo o país. “O Governo não pretende substituir as comunidades, mas sim coordená-las”, esclareceu Illa.

O Governo central vai reunir-se hoje com os responsáveis de saúde das comunidades autónomas, que têm competências para tomar decisões nas áreas onde atuam, esperando-se que do encontro saia algum tipo de resposta comum para enfrentar a pandemia.

Também durante a conferência de imprensa, Salvador Illa informou que o Conselho de Ministros autorizou a compra antecipada de 3,5 milhões de doses de vacinas, que deverão começar a chegar já em dezembro, caso o fármaco da AstraZeneca/Oxford passe com sucesso os testes de segurança.

Segundo as projeções do governo espanhol, as vacinas adquiridas, por serem de dose dupla, vão poder ser administradas a 15 milhões de espanhóis, entre os meses de dezembro e junho.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …