Espanha pondera recolher obrigatório em todo o país. Esperam-se semanas “muito difíceis”

Mário Oliveira / SEMCOM

Salvador Illa, ministro da saúde de Espanha, referiu que o governo está a estudar um recolhimento obrigatário no país, como forma de travar a propagação do novo coronavírus que nos últimos dias tem feito infetado milhares de pessoas. No caso de ser aprovada pelo Congresso, a medida terá a duração de 15 dias.

As declarações de Illa surgem depois do responsável pela Saúde da comunidade Madrid afirmar que está a ponderar pedir ao Governo central que declare o recolher obrigatório para limitar as deslocações em determinadas horas do dia.

Enrique Ruiz Escudero, responsável pela Saúde em Madrid, sublinhou que na situação em que o país se encontra “qualquer opção que envolva restrição de atividade ou de mobilidade deve ser estudada”.

Em conferência de imprensa, Salvador Illa alertou os espanhóis que as próximas semanas vão ser “muito difíceis”, pois “a segunda onda já não é uma ameaça, mas uma realidade”, afirmou ministro, citado pelo El Mundo.

O Ministro da Saúde relembra que se trata de uma “situação preocupante”, embora reconheça diferenças regionais. Contudo, considera que “o vírus não viaja sozinho” e que por isso é necessário “reduzir a mobilidade e os contactos com o esforço de todos”. Neste sentido, está então em estudo a possibilidade de um recolher obrigatório para limitar as deslocações em todo o território espanhol.

No entanto, Salvador Illa diz que este tipo de medidas requer “um estado de alarme”, pois só desta forma será possível legalmente limitar o direito fundamental dos cidadãos de se deslocarem livremente quando e onde quiserem.

“Vamos analisar o estado de alarme com a comunidade de Madrid e com outras que também têm abordagens semelhantes no conjunto interterritorial”. O ministro quer saber se o PP estaria disponível para apoiar o executivo Pedro Sánchez em decretar o estado de alarme geral.

Antes de mais, o Ministério da Saúde está a preparar um plano de atuação conjunta para todo o país. “O Governo não pretende substituir as comunidades, mas sim coordená-las”, esclareceu Illa.

O Governo central vai reunir-se hoje com os responsáveis de saúde das comunidades autónomas, que têm competências para tomar decisões nas áreas onde atuam, esperando-se que do encontro saia algum tipo de resposta comum para enfrentar a pandemia.

Também durante a conferência de imprensa, Salvador Illa informou que o Conselho de Ministros autorizou a compra antecipada de 3,5 milhões de doses de vacinas, que deverão começar a chegar já em dezembro, caso o fármaco da AstraZeneca/Oxford passe com sucesso os testes de segurança.

Segundo as projeções do governo espanhol, as vacinas adquiridas, por serem de dose dupla, vão poder ser administradas a 15 milhões de espanhóis, entre os meses de dezembro e junho.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …