Espanha. Pedro Sánchez considera que terminaram as negociações com o Podemos

ZIPI / EPA

O primeiro-ministro espanhol e líder do PSOE, Pedro Sánchez, com o líder do Podemos, Pablo Iglesias

O presidente em exercício do governo espanhol, Pedro Sánchez (do PSOE), afirmou esta segunda-feira que acabaram as negociações com o partido de extrema-esquerda Podemos para a formação de um governo em Espanha.

Numa entrevista esta manhã à rádio Cadena Ser, Pedro Sánchez disse que o líder do Podemos, Pablo Iglesias, “deu por rompidas as negociações” e acusou-o de usar a consulta interna agendada para esta quinta-feira como forma de “justificar o seu voto contrária à investidura”, avançou o Observador.

Os socialistas liderados por Pedro Sánchez ganharam as eleições legislativas de 28 de abril, conseguindo eleger 123 deputados num total de 350 que compõem o Congresso dos Deputados. Ou seja, sem capacidade para formar governo.

Depois de os partidos da direita (Ciudadanos, PP e Vox) terem anunciado que vão votar contra a formação de um governo socialista, o PSOE precisa necessariamente do apoio do Podemos (que elegeu 42 deputados) e de algumas forças regionais de esquerda para garantir a recondução.

Os últimos dias têm sido marcados por um aumento da intensidade das negociações, mas as reuniões entre Pedro Sánchez e Pablo Iglesias têm acabado todas num impasse.

O Podemos exige a formação de um governo de coligação, que inclua ministros daquela formação de extrema-esquerda, mas Pedro Sánchez tem recusado a possibilidade de incluir dirigentes do Podemos no executivo – até à semana passada.

Na última sexta-feira, o PSOE cedeu cargos ministeriais ao Podemos, desde os ministros da extrema-esquerda que tivessem um perfil “técnico e não político”. Pablo Iglesias torceu o nariz e convocou, para a próxima quinta-feira, um referendo interno.

Cerca de 190 mil pessoas vão poder votar na forma como o Podemos se deverá posicionar nesta discussão: se deve exigir um governo de coligação com representação proporcional aos votos dentro ou se basta o apoio do Podemos a um governo exclusivamente socialista.

Para Pedro Sánchez, este referendo interno é uma “mascarada” e uma estratégia para se justificar perante o seu eleitorado. O líder do PSOE disse, na entrevista à Cadena Ser desta segunda-feira, que Pablo Iglesias recusou “a incorporação de pessoas qualificadas da coligação Unidas Podemos no conselho de ministros”.

“É a primeira vez em 40 anos que o candidato a presidente do governo faz uma proposta deste tipo e recebe a resposta de que é uma idiotice”, afirmou Pedro Sánchez. “A sua consulta interna rompeu as negociações, porque vão usar esta consulta adulterada para justificar o seu não à investidura pela segunda vez”.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …