Espanha avança com novo prolongamento do estado de emergência. Contágios em Itália voltam a subir

Mariscal / EPA

Pedro Sánchez, líder do PSOE

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, avançou que dentro de quinze dias terá de voltar ao parlamento para prolongar o estado de emergência por mais duas semanas.

Depois de afirmar que Espanha não terá ainda “posto fim à pandemia”, Pedro Sánchez disse que, dentro de quinze dias, terá de voltar a prolongar o estado de emergência.

No debate parlamentar desta quinta-feira, para aprovar o prolongamento do estado de emergência até às 24:00 de 25 de abril próximo, Sánchez explicou que só não pede agora mais um mês de período de exceção porque a oposição argumentaria acusando-o de que não pretende dar contas aos representantes do povo.

Assim, “prefiro vir de duas em duas semanas”, disse o chefe do Governo, insistindo que está “convencido” de que haverá um novo alargamento do “estado de emergência” depois de 25 de abril próximo e, “se não fosse assim, seria porque as coisas teriam melhorado substancialmente”.

Sánchez também reconheceu que, neste momento do confinamento, a maioria das infeções ocorre em casas, e não fora delas, pelo que deve ser complementada com outros tipos de medidas que não especificou.

Os deputados espanhóis votam esta quinta-feira a proposta para prolongar por mais duas semanas, até 25 deste mês, o estado de emergência em vigor desde 15 de março, com o objetivo de lutar contra o novo coronavírus, e que impôs uma série de restrições à mobilidade dos cidadãos, que foram depois alargadas, com medidas adicionais, como o controlo nas fronteiras ou o fecho provisório de atividades económicas não essenciais.

O confinamento foi inicialmente aprovado por duas semanas, às quais foram acrescentadas mais duas, a partir de 29 de março e até 11 deste mês.

Apesar do agravamento da evolução nos últimos dois dias, as autoridades sanitárias espanholas estão convencidas de que o pico da pandemia foi já alcançado, mas alertam para a necessidade de consolidar a tendência de descida detetada.

Novos contágios voltam a subir em itália

Itália atingiu as 18.279 mortes associadas ao novo coronavírus, ao ter registado 610 óbitos nas últimas 24 horas, período durante o qual o número de novos contágios voltou a subir naquele país.

Segundo a Proteção Civil italiana, o número diário de vítimas mortais associadas à doença covid-19 contabilizado hoje é superior aos dados dos últimos dois dias.

Os casos de infeção positivos e ativos neste momento no país são 96.877, mais 1.615 novos contágios face a quarta-feira. Este número representa um aumento considerável em comparação com os dados de quarta-feira, quando foram registados 1.195 novos casos, e é quase o dobro dos 880 que foram diagnosticados no dia anterior.

Estes últimos (880) tinham sido os níveis mais baixos registados desde o passado dia 10 de março.

Em termos globais, desde o diagnóstico do primeiro caso de covid-19 de contaminação interna no país, em fevereiro, Itália contabiliza 143.626 infetados, mais 4.204 em comparação com quarta-feira, indicou o chefe da Proteção Civil italiana, Angelo Borrelli.

Destes casos totais, 28.470 pessoas estão dadas como curadas, das quais duas mil tiveram alta nas últimas 24 horas. Uma vez mais, a grande maioria dos casos positivos (64.873, cerca de 67%) está em isolamento domiciliário.

Mais 881 mortes no Reino Unido

O Reino Unido registou mais 881 mortes nas últimas 24 horas de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, elevando para 7.978 o total de óbitos devido a covid-19. Na atualização dos dados feita esta quinta-feira, o número de pessoas diagnosticadas aumentou para 65.077 casos positivos, mais 4.344 do que no dia anterior.

Na quarta-feira, o balanço diário tinha registado um aumento diário de 938 mortes e mais 5.492 novas infeções relativamente ao dia anterior.

Os números das mortes referem-se a pacientes diagnosticados com covid-19 que morreram no hospital até às 17:00 horas da véspera e são compilados a partir de dados das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. O número de pessoas infetadas é contabilizado de forma diferente e inclui os diagnósticos feitos até às 9:00 horas de hoje.

Estas estatísticas não incluem mortes fora do hospital, como aquelas registadas em lares de idosos, e algumas podem não ser incluídas no balanço diário devido a atrasos no registo dos óbitos, refere o ministério da Saúde.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. «…Sánchez também reconheceu que, neste momento do confinamento, a maioria das infeções ocorre em casas, e não fora delas, pelo que deve ser complementada com outros tipos de medidas que não especificou…»

    Aos poucos começa a ser difícil manter o espectáculo e a mentira em funcionamento; começam a meter as mãos pelos pés e os pés pelas mãos.

RESPONDER

Vacina da Universidade de Oxford para a covid-19 será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 em que trabalham os cientistas da Universidade de Oxford será testada no Brasil, pelo nível de infeção naquele país, revelou esta sexta-feira o Times. Com o declínio nos casos de coronavírus …

Esta noite há um eclipse penumbral da Lua

Esta noite tem bons motivos para atrasar o jantar: ao início da noite desta sexta-feira, haverá um eclipse penumbral da Lua. A Lua vai ficar na penumbra na noite desta sexta-feira. Pouco antes das 21h, em …

Depois de Latifa e Haya, mais uma princesa pediu ajuda para fugir do Dubai (e está desaparecida)

Depois da fuga da princesa Latifa e da princesa Haya do Dubai, outra jovem gravou um vídeo a pedir ajuda para escapar dos seus pais. Agora, está desaparecida. De acordo com o jornal espanhol El País, …

Caso Maddie. Suspeito alemão alvo de nova investigação por crime semelhante na Alemanha

Christian B., de 43 anos, poderá estar associado ao desaparecimento de uma menina de cinco anos, em 2015, na Alemanha. De acordo com a agência DPA, o Ministério Público alemão abriu uma nova investigação sobre o …

À espera de propostas concretas, Jerónimo quer salário pago a 100%

Jerónimo de Sousa admite que só tomará uma posição quanto ao Orçamento Suplementar quando souber as "propostas concretas". Esta sexta-feira, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse que só tomará uma posição quanto ao Orçamento …

Do ruído à reciclagem. No Dia Mundial do Ambiente, associação Zero divulga dados preocupantes

As principais preocupações da associação ambientalista Zero em Portugal são ao nível do desperdício de água, do ruído e da reciclagem. Do excesso de lixo produzido por cada habitante ao ruído em excesso provocado pelo …

Esferográfica pessoal e máscara obrigatórios nas eleições do FC Porto

As eleições do FC Porto estão agendadas para este fim de semana e os sócios que quiserem exercer o seu direito de voto terão de levar uma máscara de proteção individual e uma esferográfica. No comunicado …

Açores sem infetados por covid-19. Último paciente internado recuperou

Os Açores estão oficialmente livres de covid-19. Dois meses e meio depois do primeiro caso na região, os Açores não têm qualquer registo de infetados por covid-19. Vasco Cordeiro, presidente do Governo Regional, anunciou no Facebook …

Miguel Albuquerque ainda pondera candidatura a Belém

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, ainda está a ponderar uma eventual candidatura à Presidência da República. O presidente do Governo Regional da Madeira e da estrutura regional do PSD, Miguel Albuquerque, disse …

Governo reforça oferta de creches e lares com mais espaços e funcionários

O primeiro-ministro, António Costa, considera que "é necessário reforçar em equipamentos como creches, lares ou no apoio domiciliário". Os programas sociais de apoio a idosos vão criar três mil postos de trabalho, anunciou o primeiro-ministro esta …