“Não haverá outro igual”. Espanha faz juras de amor a Ronaldo

Alejandro Garcia / EPA

O futebolista português marcou uma “era dourada” no Real Madrid e ruma aos italianos da Juventus com o estatuto de “inigualável”, como destacam os jornais espanhóis um dia depois de a transferência ter sido oficializada.

Esta terça-feira, tornou-se oficial: Cristiano Ronaldo assinou um contrato com a Juventus válido por quatro anos, com o clube italiano a pagar ao Real Madrid 100 milhões de euros.

“A Juventus comunica que chegou a acordo com o Real Madrid para a aquisição a título definitivo dos direitos desportivos do futebolista Cristiano Ronaldo a troco do pagamento de 100 milhões de euros, pagos em duas épocas”, lê-se no comunicado do campeão italiano, que desembolsa ainda 12 milhões relativos ao mecanismo de solidariedade e gastos acessórios. Ronaldo vai receber um salário de 30 milhões de euros por ano.

O negócio realizou-se durante a tarde, depois de o presidente da ‘Juve’, Andrea Agnelli, se ter encontrado com o jogador na Grécia, país onde está a passar férias.

Depois de nove temporadas ao serviço do Real Madrid, o internacional português explicou, numa carta aberta publicada ontem no site do clube espanhol, que viveu na capital os anos mais felizes da sua vida.

“Mas chegou o momento de sair e pedi ao Real Madrid para que me deixasse transferir. O Real conquistou o meu coração e da minha família. Quero agradecer aos companheiros de equipa, fisioterapeutas, ao presidente e aos adeptos porque fizeram tudo para que nada me faltasse. Foram nove anos apaixonantes. Refleti muito e cheguei a esta decisão. Hala Madrid”.

Entretanto, o clube de Madrid partilhou um vídeo de despedida ao jogador português, intitulado de “Obrigado, Cristiano Ronaldo”, no qual mostra os melhores momentos dos nove anos que passou na capital espanhola.

Juras de amor em Espanha

Não haverá outro igual. Vai-se Cristiano, a lenda dos 451 golos”, destaca o jornal Marca, numa única manchete, ilustrada com tantas bolas quantos tentos marcou o avançado pelos merengues e com a fotografia do golo marcado à Juventus, em Turim, em abril último, com um pontapé de bicicleta.

No interior, o Marca fala do “7Fim de uma era” e conta os passos para a transferência consumada na terça-feira, enaltecendo ainda a “carta de amor” do português e do “ouro puro” que este representou para o clube.

O também desportivo AS recorre ao italiano para se despedir do capitão da seleção portuguesa “Ciao, Cristiano, foi bonito enquanto durou”, numa capa em que surge Ronaldo em gozo de férias e com uma parte da sua carta de despedida.

Igualmente em italiano, o Mundo Deportivo oferece o protagonismo ao português, com a expressão ‘CR Sette’, enquanto o Sport promove Ronaldo à capa, mas por a transferência ocorrer a pedido do jogador e por o Real Madrid ficar sem referências, depois da sua saída e da de Zinedine Zidane. No interior, o Sport dá conta da transferência com o título ‘CR7 dinamita Madrid’.

“Cristiano vai para a Juventus depois de marcar uma época dourada em Madrid“, foi o destaque oferecido pelo generalista El País à mudança do português, após nove temporadas no clube madridista, enquanto o El Mundo destaca a saída por vontade de Ronaldo, numa chamada de capa ilustrada por uma caricatura.

Sporting encaixa 2,25 milhões de euros com transferência

O Sporting vai encaixar 2,25 milhões de euros relativos à transferência do futebolista para a Juventus e decorrentes do período de formação no clube lisboeta, ao abrigo do mecanismo de solidariedade da FIFA.

A aquisição de Ronaldo pelo clube campeão de Itália por 100 milhões de euros significa, de acordo com o regulamento, que terá de pagar cinco milhões de euros, o equivalente a 5% do valor de transferência, aos clubes pelos quais o jogador passou entre os 12 e os 23 anos.

O Nacional, clube em que Cristiano Ronaldo estava quando cumpriu o 12.º aniversário, terá direito a 0,25% desse montante, ou seja, 250 mil euros, enquanto o Sporting, no qual o avançado esteve seis épocas, tem direito a 0,25% por cada uma das três primeiras e 0,5% por cada uma as restantes, totalizando 2,25 milhões de euros.

O Manchester United, para o qual o capitão da seleção portuguesa se transferiu em 2003 por 15 milhões de euros, vai receber os restantes 2,5 milhões de euros do mecanismo de solidariedade, depois de ter cedido os direitos de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid, em 2009, por 94 milhões de euros. Dessa transferência, o Sporting encaixou 2,4 milhões.

Aos 33 anos, o capitão da seleção portuguesa vai defender o quarto clube na carreira sénior, depois de Sporting (2002/03), Manchester United (2003/04 a 2008/09) e Real Madrid (2009/10 a 2017/18).

Cinco vezes vencedor da Bola de Ouro, em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017, Cristiano Ronaldo estava ligado contratualmente até 30 de junho de 2021 ao emblema ‘merengue’, ao serviço do qual conquistou quatro Ligas dos Campeões, dois Mundiais de Clubes, duas Supertaças Europeias, dois campeonatos, duas Taças do Rei e duas Supertaças de Espanha.

A Juventus domina o historial do campeonato italiano, com 34 títulos de campeão, sete dos quais conquistados ininterruptamente desde 2011/12 – os quatro últimos sob o comando do atual treinador, Massimiliano Allegri.

Ronaldo vai ser o sétimo português a juntar-se ao clube de Turim, depois de Rui Barros, Paulo Sousa, Dimas, Jorge Andrade, Tiago e João Cancelo, contratado neste defeso ao Valência.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …

Suécia deixa cair investigação de violação contra Julian Assange

O Ministério Público sueco deixou cair a investigação de um caso de violação alegadamente cometido por Julian Assange, fundador do WikiLeaks, em 2010. "O Diretor Adjunto do Ministério Público, Eva-Marie Persson, decidiu hoje [terça-feira] descontinuar a …

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE (mas é o 3.º que menos recicla)

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE, mas é o 3.º que menos recicla, revelaram dados recentes da organização internacional. Em 2017, cada português produzir quase 500 quilogramas de lixo, valor inferior …

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …

Tufão obriga a retirada de cerca de cinco mil pessoas do norte das Filipinas

Cerca de cinco mil pessoas foram retiradas do norte das Filipinas devido à aproximação do tufão Kalamaegi, que deverá tocar terra na província de Cagayan nas próximas horas, disseram esta terça-feira as autoridades locais. "Estamos preparados …

Acabaram-se as trotinetas no Algarve. Duraram 10 meses

A vereadora considera, no entanto, que a experiência foi “positiva”, já que permitiu recolher dados de mobilidade, nomeadamente, da utilização destas soluções em pequenos trajetos, ao mesmo tempo que colocou a questão na agenda pública. Sophie …

EasyJet diz que será a primeira a alcançar a neutralidade carbónica na aviação

A companhia aérea britânica easyJet afirmou esta terça-feira que será a primeira no mundo a alcançar a neutralidade carbónica através das compensações. Num comunicado publicado no seu site oficial, a companhia low cost anuncia ainda um …

Número de pré-avisos de greve até outubro é o mais alto dos últimos quatro anos

O número de pré-avisos de greve até outubro foi o mais alto dos últimos quatro anos, totalizando 781, segundo dados da Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT). Entre janeiro e outubro deste …

Na Índia, já há "bares de oxigénio" para quem quiser respirar ar puro

A Índia é um dos países mais contaminado do mundo. Desde o final de outubro, a poluição alcançou um nível crítico devido à queimada de restolhos nos campos. Agora, há uma solução arrojada para que os …