Grupo nacionalista inundou escolas com cartazes contra “ideologia de género”

Escolas de norte a sul do país foram “invadidas” com cartazes contra a “ideologia de género”, num protesto do grupo Escudo Identitário. Este movimento de jovens que se definem como “patriotas” estará a ser vigiado pelas autoridades, numa altura em que a extrema-direita ganha terreno em Portugal.

Mais de mil cartazes colados em cerca de 300 escolas, de cidades como Lisboa, Porto e Faro, constituem uma manifestação de protesto do grupo Escudo Identitário, contra aquilo que este movimento de jovens nacionalistas define como o “perigo” da “ideologia de género”.

Sem definir claramente o que entende por este conceito, o grupo constata, em declarações ao Jornal de Notícias (JN), que “sexo e género são coisas diferentes e não relacionadas”, dando a entender que não faz “qualquer sentido” que a Lei Portuguesa reconheça o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género.

Falando de “confusão de género”, o grupo usa o perfil do Facebook para criticar o que define como “uma verdadeira lavagem cerebral nos jovens Portugueses” que diz ser levada a cabo no Ensino, com a abordagem de temas como a igualdade de género, a interculturalidade e a sexualidade.

Assim explica esta acção de colar cartazes nas escolas, num acto que configura a prática de um crime, já que a colagem de cartazes em imóveis públicos é proibida (com excepção dos cartazes políticos e publicitários).

O Público repara que as autoridades estão a acompanhar as movimentações do Escudo Identitário, no âmbito de dados que apontam para o crescimento de movimentos de extrema-direita em Portugal, em 2017.

Porém, o grupo recusa ter quaisquer ligações com a filosofia ou movimentos de extrema-direita. “Não somos nem fascistas nem extremistas, somos jovens Portugueses a lutar pelos nossos ideais”, salienta ao JN.

“Estamos a combater o status quo, estamos a picar uma elite que se considerava soberana neste país e que julgava não ter oposição”, afirma ainda o grupo.

No perfil do Facebook, o Escudo Identitário define-se como um movimento de jovens “patriotas, apartidários“, que lutam “pelo bem-estar social, a soberania e identidade Portuguesa, e ainda pelos valores tradicionais Europeus”.

No canal do YouTube, o grupo partilha algumas das acções que vai realizando, nomeadamente uma manifestação em Lisboa, contra o que define como “a migração em massa”, e a celebração do 5 de Outubro em Guimarães, onde surgem vários jovens alinhados, em pose de exército, a beijarem a bandeira de Portugal e a cantarem o Hino Nacional.

SV, ZAP //

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

  1. Resumindo, são filhinhos do papá, que só não vão para a correção (e quiçá para a cadeia), porque tem os paizinhos a proteger……

    • Resumindo, és um totó que não faz patavina de ideia do que é ideologia de género, muito menos do quão anti-científica é essa tendência.

  2. Cheira a fascismo, mas não é muito diferente do comunismo, esta à boleia do estado, e do bloco, as moscas da merrda.

    Para não falar dos PSsss e dos Laranjas.

    e depois existe o PAN, o limpa retretes.

    Bom!! Tudo uma valenta merrrrdddddddddda

  3. O movimento contra a Ideologia de Género começou no Vaticano quando os católicos perceberam que o pensamento critico contemporâneo punha em causa os dogmas religiosos. Depois os evangélicos neopentecostais apropriaram-se dessa bandeira por causa da leitura fundamentalista que fazem da Biblia. Este grupo português pode não estar ligado a igrejas mas ser consequência das masculinidades feridas, ou seja, homens que pensam que estão a perder o lugar dominante na sociedade por causa da emancipação das mulheres, do feminismo e das políticas de igualdade social.

    • Os homens não podem perder o que já não têm há mais de 50 anos: Um lugar dominate na sociedade. Com mais mulheres a sair das universidades do que homens. Com os tribunais a dar sempre a guarda dos filhos à Mãe, com licenças de maternidade muito mais generosas do que de paternidade, com as profissões mais desgastantes e mais perigosas sempre a ser levadas a cabo pelos homens, e com as mulheres a saberem manipular psicológicamente os homens que pensam com a cabeça de baixo… Desde quando é que os homens dominam alguma coisa?

    • E o movimento pela ideologia de género começou em 1948 por uma radical de esquerda, e até hoje essa ideologia de extrema esquerda nao tem qualquer base cientifica que a comprove. Os melhores psicólogos do mundo como sejam o J. Peterson do Canadá estão contra esse radicalismo que nega a ciencia em favor de uma ideologia politica

    • E eu a pensar que a mais misógina, a mais homofóbica e a mais regressiva religião do mundo atual era o Islão. Afinal, segundo alguns artistas, é a religião com sede no Vaticano!…

    • Não me parece que se trate de masculinidades feridas mas sim de rancores de feministas recalcadas que mais não fazem do que chamar para si privilégios e benefícios que de outra forma nunca obteriam pela sua mediocridade e falta de méritos pessoais !
      … e que fomentam guerras entre os dois sexos que são absolutamente artificiais e escusadas !
      A sociedade não precisa disso !

  4. O que achei de relevante nesta noticia, é que o Estado tem uma PIDE uma polícia política que anda a controlar movimentos políticos que nao sejam de esquerda. Acho grave.
    Quanto à ideologia de género, é uma ideologia de extrema esquerda anti-científica, toda a ciencia em psicologia mostra a ligacao entre o sexo e o género das pessoas, nao há debate cientifico quanto a isto.

    • Ora esta é que eu não sabia, não pode haver então divergência entre sexo e cérebro, se nasceu com “pila” tem de ter comportamento macho…….O sr Joaquim é categórico a afirmar, ele é que sabe e não há debate sobre isto.
      O mundo gira à imagem do sr Joaquim… e mais nada!!!!!

      • livre os neurocientistas e estudioso de psicologia, já mostraram que na esmagadora maioria dos casos o sexo determina o género. Esta ideologia de que a biologia no caso o sexo não tem qualquer ligação ao género é uma ideia radical que surgiu por ideologia e não por qualquer estudo cientifico. Foi isso q eu disse, e não não tem havido debate em Portugal, estao a enfiar a ideologia de género nos manuais escolares apesar de não ter qualquer sustentação cientifica, sem debate. Os protestos têm toda a razão de ser. Repito, o grave da noticia é que ficámos a saber que temos policias politicas como a PIDE

  5. GÉNERO É UMA OPÇÃO QUE A PESSOA FAZ (MASCULINO OU FEMININO) INDEPENDENTEMENTE DO SEXO.
    NO GERAL HÁ SEXO MASCULINO E SEXO FEMININO (que é, entre outras coisas, o que está entre as pernas), e depois cada um diz que é do género que lhe apetecer.
    Qual o mal de alguém não concordar que se substituam as palavras?
    INTERESSANTE: se fosse um grupo da ESQUERDA eram ATIVISTAS; não sendo da esquerda (e se calhar nem da direita), são criminosos (colam cartazes nas escolas) e há o risco de crescimento da extrema-direita …!!!

    • O que voce afirmou não é o que a ciencia diz. A ciencia dos estudos neuro-comportamentais, diz-nos que na esmagadora dos casos o género e sexo são o mesmo, existe uma ligação biologica. Nao existe qualquer estudo cientifico que afirme o contrário o q disse agora

      • E que estudos são esses? Esses estudos a que te referes são de que século? Do século 21 ou do século 15?
        Nem sempre o género com o qual uma pessoa se identifica corresponde ao seu sexo anatómico. Há muitos casos, muitos mais do que imaginamos, de pessoas cuja identidade de género (ou seja, o género com que a pessoa se identifica, ao nível mental) não encontra equivalência com o seu sexo anatómico.
        Esses casos que mencionei aplicam-se a:
        transexuais, transgéneros, intersexo, travestis, queers, “homens afeminados” (que o mundo os vê vulgarmente como homens, mas que talvez muitos deles não se identificam com o género masculino), “mulheres masculinizadas” (que o mundo as vê vulgarmente como mulheres, mas que talvez muitas delas não se identificam com o género feminino).
        E nada disto tem a ver com partidos políticos, ideologias, etc.
        Não existe aquilo a chamam erroneamente de «ideologia de género». Esse conceito está completamente errado, porque a identidade de género (esta sim é a expressão correcta) não é uma ideologia.
        Ideologia é andar a colar papéis em locais públicos sem o consentimento dos donos e das autoridades, e que por certo também é crime. Ideologia é o nazismo, o comunismo, o socialismo, o patriarcalismo, o racismo, o machismo, a xenofobia, a homofobia, a transfobia, etc.
        Ideologia são as crenças dogmáticas das religiões. Ninguém se pronuncia contra o facto de os adultos imporem as suas crenças religiosas/religião aos mais jovens. Ninguém condena a igreja católica por matar tanta gente naquele que foi um dos piores episódios da humanidade: a inquisição. Ninguém a condena a essa e a outras religiões por espalharem as suas “fés” a outros povos com culturas distintas, com religiões distintas, muitas vezes dizimando as populações com vista a inculcar-lhes a religião dos povos invasores. Ninguém condena as ideologias religiosas. São intocáveis, é?! Não acham que basta de fanatismo religioso?

        https://pt.wikipedia.org/wiki/Ideologia
        https://www.significados.com.br/ideologia-de-genero/
        Informem-se e deixem-se de baboseiras. Eu até acredito que há muitas conspirações no mundo, mas essa não é uma delas. Ensinarem nas escolas sobre a diversidade sexual humana e outros tópicos importantíssimos ao redor da sexualidade humana não é nenhuma ideologia, crime ou qualquer tipo de conspiração contra as sociedades; mas sim uma mais valia para os jovens se conhecerem sexualmente, aprendendo sobre o corpo humano, sobre as doenças sexualmente transmissíveis e maneiras de se protegerem, sobre as orientações sexuais (pois a heterossexualidade não é a única orientação sexual do mundo humano, nem tampouco de todo o reino animal), sobre a identidade de género (pois nem toda a gente se identifica com os órgãos sexuais com que nasceu), etc…
        Vamos parar de demonizar tudo e todos! Abaixo os preconceitos e tabus!

  6. Quando um Pau te bate na cabeça gostarias que fosse algodão, azar continua a ser um pau porque assim nasceu ou surgiu. Quando a esquerda forçou democraticamente a reverter um referendo sobre o aborto, que tinha dado vitória ao Não abortar, trouxe à vista de todos que democraticamente só vale aquilo em que a esquerda quer impor, uns autênticos democratas, enfim. Já conseguiram aprovar o direito de matar outro em nome do direito de escolha de um, já quiseram (e vão conseguir impor) a eutanásia, matar a porque dá jeito, e agora impõem, estes autênticos democratas, que quem nasce de um sexo pode afinal ser de outro, confundindo e manipulando a cabeça de jovens e crianças. uma situação é a orientação sexual outra é completamente diferente que é o género com que se nasce, e no que toca a esse apenas existem dois bem definido, Masculino e Feminino.
    O estado não tem de se meter na vida privada das pessoas, deve ensiná-las sobre matérias de ensino e não de educação, outra confusão que a esquerda faz é querer educar (manipular) todos como se se tratasse de ensino.
    Todos muito preocupados incluindo a PIDE da esquerda, com extrema direita, mas deixam entrar a extrema esquerda livremente com a maior naturalidade, essa esquerda tão pródiga em exemplos de desenvolvimento democrático, social e humano, como são exemplo disso Cuba, Venezuela, Brasil(PT), Coreia do Norte(que contrasta com a coreia do sul altamente opressora!!!).

    • A esquerda não forçou nada. Não forçou o aborto, nem forçará a eutanásia. E muito menos ainda aquilo a que chamam erroneamente de «ideologia de género».

      Os partidos de esquerda não impuseram o aborto a ninguém. Se houve um referendo e as pessoas votaram a favor do «Sim ao aborto» em Portugal, foi porque a grande maioria do povo português assim quis. Não foi nenhuma imposição. As mulheres se uniram em prol de um direito que lhes aufere que era o de poderem abortar legalmente em determinadas circunstâncias. Essas circunstâncias são quando a gravidez põe a vida da progenitora em perigo, quando o feto possui alguma malformação ou alguma doença crónica que lhe dará uma vida sem dignidade.

      Com a eutanásia também é tão fácil de compreender pelo facto de alguém em estado vegetativo e com uma doença terminal, ao cuidado da familia ou de terceiros, a sofrer miseravelmente, e portanto sem a mínima qualidade de vida, se essa pessoa tiver consciência e se desejar uma morte com dignidade, deixando bem explícito o seu desejo, vamos então cruelmente proibir a vontade dessa pessoa?! Que direito tem o mundo de proibir a última vontade de alguém naquelas condições?

      Se essas situações não são compreensíveis de tão óbvias e fundamentais, é caso para lhe dizer que tenho pena de si, pois a sua mente está muito fechada e manipulada por uma qualquer ideologia. Ideologia sim, leu bem…

      E claro, quem não entende aquelas situações acima descritas, como pode ainda querer opinar de um tema ainda mais complicado que é o de pessoas não se identificarem com género imposto (imposto sim, leste bem!) pela sociedade? Pois há pessoas que são transexuais, transgéneros, intersexo, travestis, queers, “homens afeminados” (que o mundo os vê vulgarmente como homens, mas que talvez muitos deles não se identificam com o género masculino), “mulheres masculinizadas” (que o mundo as vê vulgarmente como mulheres, mas que talvez muitas delas não se identificam com o género feminino).
      Logo quem és tu (tu e o resto do mundo…) para dizer, com tamanha ignorância, que só há dois géneros, quando os mais recentes avanços na Ciência (da Ciência, e não da “sabedoria” saloia popular!) nos campos da biologia, da genética, da psicologia, da endocrinologia, etc, têm demonstrado que a sexualidade humana não é assim tão simples como apregoa a tua ideologia. Ideologia, sim. Voltaste a ler bem. Pois o que tu e outros mais defendem, desconhecendo do que falam, são muitas vezes fruto de ideologias. Na questão da identidade de género (esta é a designação correcta) não há espaço para qualquer ideologia mirabolante, estapafúrdia e retrogradamente conservadora.

      Te crês dono da Verdade? Desconheces a realidade de milhões de pessoas naquelas situações descritas acima e ainda afirmas que é fruto de imposições e ideologias?! Ideologia e imposição é o que tu e outros andam neste mundo a fazer, espalhando assim ignorância e preconceito. A tua opinião e visão do mundo, sem boas informações para fundamentar e argumentar, e infestada de preconceito, proselitismo e egocentrismo, não representam e muito menos equivalem à realidade do mundo, vivida na carne e nos ossos de milhões de pessoas ao teu redor.

      Uma sugestão: informe-se bem, estude, pesquise, converse com quem lhe saiba explicar todas essas situações da vida real, sobretudo quem as vivencia, e deixe de ter um pensamento tão egocêntrico, desatualizado, alarmista e quadrado das coisas.

  7. Ponto um , se a extrema esquerda BE e PCP cresce em portugal e natural que o outro ponto extremo a direita tambem esteja a crescer . ponto dois, alguma coisa vai mal ou muito mal pra ver os extremos crescerem.

  8. Para mim haverá igualdade de género quando vir uma trabalhadora nas obras com um saco de cimento ou dois às costas, com um cigarro no canto da boca, com uma cerveja numa mão e a coçar a dita. Nesse momento vou gritar: FOD#$%#& QUE A IGUALDADE DE GÉNERO EXISTE!

    • E pensas que não há mulheres no mundo a trabalhar na construção civil, carregando até material?
      E nunca viste nenhuma mulher a fumar, a beber cerveja ou a coçar a sua genitália?!
      Fg! Estás bem desatualizado! Não faças reset para quê…

RESPONDER

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …

Assessor de Boris cometeu infração ao confinamento, conclui polícia

A polícia britânica concluiu que Dominic Cummings, assessor do primeiro-ministro, Boris Johnson, cometeu uma violação "menor" das regras de confinamento introduzidas para combater o novo coronavírus, mas não pretende abrir um processo. Cummings admitiu ter conduzido …