Escritora francesa Anne Bert morreu por suicídio assistido na Bélgica

Anne Bert / Twitter

A escritora francesa Anne Bert que morreu aos 59 anos, a 2 de Outubro de 2017, por suicídio assistido.

Diagnosticada em 2015 com uma doença degenerativa incurável, a escritora francesa Anne Bert morreu, esta segunda-feira, por eutanásia, na Bélgica, para onde tinha viajado propositadamente para se sujeitar ao suicídio assistido.

Anne Bert, conhecida pela sua escrita erótica, tinha transformado o seu suicídio programado numa batalha política, com vista a aprovar em França uma lei semelhante à que existe na Bélgica, um dos poucos países do mundo que permite a eutanásia.

Nesta segunda-feira, a escritora de 59 anos morreu numa unidade de cuidados paliativos, na Bélgica, depois de receber uma injecção letal num suicídio assistido.

A francesa sofria de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença degenerativa incurável que afecta o cérebro e a espinal medula, levando, gradualmente, à paralisação dos membros e do aparelho respiratório.

A escritora manifestou publicamente, e por diversas vezes, o desejo de ter uma morte assistida, lamentando que a doença “canibal” que a afectava, como dizia, tinha já afectado os movimentos dos seus braços.

“Já não posso alimentar-me ou deitar-me sozinha, às vezes não consigo engolir, vivo como um animal“, tinha desabafado em Setembro.

Na mesma altura, tinha anunciado que ia partir para a Bélgica para ir lá morrer, aproveitando a lei da eutanásia daquele país e deixando muitas críticas à chamada “Lei Claeys-Leonetti”, sobre o fim de vida, que foi aprovada pelo Governo francês em 2015.

Esta lei francesa determina que os pacientes podem ser alvo de uma “sedação profunda e contínua”, para evitar o sofrimento até ao fim da vida, mas apenas nos casos dos doentes terminais, não admitindo a administração de medicamentos que possam provocar directamente a morte.

Anne Bert criticou a lei como “um engano gigantesco” criado só para lançar “pó para os olhos” dos doentes. Uma Lei que “responde mais às preocupações dos médicos do que aos direitos dos pacientes que desejam não chegar ao termo das suas doenças incuráveis ou aceitar sofrimentos insuportáveis”, lamentou numa carta aberta enviada aos candidatos presidenciais, aquando das recentes eleições francesas.

“Adormecer um doente para o deixar morrer de fome e de sede é realmente mais respeitoso para com a vida do que pôr-lhe termo com a administração de um produto letal?”, perguntava na mesma carta.

Eu quero morrer em paz, antes de ser torturada, passar a fronteira para fugir do proibido”, escreve Anne Bert no livro que vai ser publicado esta quarta-feira, depois da sua morte, como estava previsto, segundo cita o Le Parisien, antecipando a obra.

Neste livro de despedida, a escritora também escreve que a decisão do suicídio assistido não se trata de coragem, mas de “uma escolha”. “A minha livre escolha. E é muito mais doce do que o que me estava prometido”, conclui Anne Bert.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esperemos que a eutanásia e o suicídio assistido sejam aprovados em Portugal, o mais brevemente possível. Pessoalmente, são actos que gostaria de evitar, mas para quem o desejar fazer (incluindo eu mesmo, se for caso disso), é melhor ter a possibilidade de uma morte indolor do que cometer um suicídio violento, indigno e extremamente doloroso, para quem morre e para quem fica.

    • Concordo Joca. Mas duvido que em Portugal sejam legalizados..porque somos muito modernos para algumas situações (ex.: o aborto) e somos muito antiquados para outras (ex.: a eutanásia). É mais “humano” deixar as pessoas a sofrer até chegar a hora, quando a morte é inevitável..enfim

Responder a Carla Cancelar resposta

Apenas 27,2% da população quer tomar a vacina contra a covid-19 assim que for possível

Dados da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), recolhidos em novembro, revelaram que a persiste a desconfiança face à nova vacina contra a covid-19 que chega a Portugal em janeiro, com apenas 27,2% da população …

Covid-19. Portugal com mais 79 mortos e 4.935 novos casos de infeção

Portugal contabiliza esta sexta-feira mais 79 mortos relacionados com a covid-19 e 4.935 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

Confinamento ao fim de semana é pouco eficaz, diz estudo

Um novo estudo avaliou as medidas aplicadas em Portugal contra a covid-19, e chegou à conclusão que o impacto da inibição de circulação entre concelhos não é assim tão eficaz. Pelo contrário, optar pelo ensino …

Ação liderada por Ana Gomes reclama indemnização de 400 milhões à Mastercard

Uma associação de defesa de consumidores liderada por Ana Gomes, candidata à Presidência da República, entregou no Tribunal da Concorrência uma ação popular que visa indemnizar todos os consumidores portugueses por práticas lesivas da Mastercard, …

Prémio para profissionais de saúde. Dias de isolamento e doença também contam para receber compensação

O prémio de desempenho para profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que trabalharam no combate à covid-19 na primeira vaga da pandemia foi publicado esta sexta-feira em Diário da República. "O diploma vem …

Injeção no Novo Banco sem Retificativo? Especialistas levantam dúvidas

O Governo diz conseguir fazer a injeção no Novo Banco sem recurso a um Orçamento Retificativo no próximo ano, mas especialistas em finanças públicas consultados pelo ECO duvidam. Tanto António Costa como João Leão dizem que …

Tudo pronto para Marcelo anunciar recandidatura. Mas recolha de assinaturas está a ser dificultada

Marcelo Rebelo de Sousa já tem o discurso escrito e o local escolhido, mas é improvável que o anúncio da recandidatura avance esta semana. De acordo com o Público, Marcelo Rebelo de Sousa está preparado para …

Biden vai pedir aos norte-americanos 100 dias com máscara (e convida Fauci para a sua equipa)

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou esta quinta-feira que vai pedir aos americanos para usarem máscaras faciais durante 100 dias para ajudar a reduzir a disseminação de covid-19 no país. "Vou pedir às …

PSD ataca o Congresso, PCP as Festas Nicolinas. Tudo pelo cumprimento das regras anticovid

Esta quinta-feira, o PSD e o PCP trocaram farpas sobre o cumprimento das regras impostas pela pandemia no Congresso dos comunistas e nas Festas Nicolinas de Guimarães. João Oliveira, líder parlamentar do PCP, defendeu a opção …

"Um péssimo orçamento". Teodora Cardoso arrasa OE2021 e realça "os estragos" que provoca

A antiga presidente do Conselho das Finanças Públicas, Teodora Cardoso, critica duramente o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) aprovado no Parlamento, considerando que é "péssimo" e apontando "os riscos" que acarreta. "Este é, a todos …