Escritor-fantasma de Sócrates e blogger admitem contrato fictício com Rui Mão de Ferro

André Kosters / Lusa

O alegado autor da tese de mestrado de José Sócrates, Domingos Farinho, admitiu nunca ter trabalhado para Rui Mão de Ferro apesar de ter formalizado com o empresário uma prestação de serviços de “consultadoria jurídica”.

De acordo com o Público, o professor na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e antigo assessor no governo de Sócrates, disse nesta segunda-feira, no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, que nunca referiu o nome de José Sócrates nos contactos com Rui Mão de Ferro, administrador de várias empresas de Carlos Santos Silva, amigo do antigo primeiro-ministro.

O professor, que o Ministério Público entende ser o escritor-fantasma de Sócrates, recusou responder a algumas perguntas invocando o direito de não se auto-incriminar. Isto porque os cerca de 55 mil euros que recebeu entre dezembro de 2013 e outubro de 2014 foram pagos em nome da sua mulher, Jane Kirkby.

Assim, o Ministério Público está não só a avaliar se a prestação de serviços para Rui Mão de Ferro era fictícia, como também se houve crime de peculato por estar a receber dinheiro de Sócrates em nome da mulher apesar de ter um contrato de regime de exclusividade com a faculdade.

Numa situação equivalente, mas numa investigação independente, está o blogger António Manuel Costa Peixoto. Afirmou ter assinado um contrato de prestação de serviços com Rui Mão de Ferro — apesar de nunca ter trabalhado para ele —, disse nunca ter falado de Sócrates neste processo, usou o filho António Mega Peixoto para passar recibos em seu nome e invocou o direito de não se auto-incriminar.

António Peixoto era funcionário na Câmara Municipal de Oeiras quando, alegadamente, terá recebido dinheiro do antigo primeiro-ministro por intermédio de Rui Mão de Ferro. O regime de exclusividade a que estava sujeito, justificam que tenha optado por fazer o contrato de prestação de serviços em nome do filho.

Os 79 mil euros pagos entre 2012 e 2014 terão servido, entre outras coisas, para pagar as intervenções de Miguel Abrantes (pseudónimo de António Manuel Costa Peixoto) no blogue “Câmara Corporativa”.

As publicações de Miguel Abrantes era conhecidas por atacarem quem criticasse as medidas do governo de Sócrates. “Redigia e publicava nesse blogue textos nos quais veiculava as posições pessoais de José Sócrates, de acordo com os interesses políticos deste”, lê-se no despacho do MP.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

União Europeia anuncia 540 milhões para investir no "Nosso Oceano"

A União Europeia vai anunciar esta quarta-feira compromissos no valor de 540 milhões de euros para manter os oceanos limpos, assim como um mapa para acompanhar o que se faz nesse sentido, na abertura da …

Escócia e Gales querem eleições se houver adiamento do Brexit

Os chefes dos governos da Escócia e de Gales defenderam hoje eleições antecipadas no Reino Unido no caso de uma extensão do prazo de saída do país da União Europeia. “Quero que se realizem eleições gerais. …

Governo grego apresenta legislação mais restritiva do direito de asilo

O Governo grego enviou na terça-feira ao parlamento uma proposta de lei que endurece os procedimentos para concessão de asilo, reforça os poderes de detenção e acelera as deportações, noticiou a imprensa. A proposta, de 250 …

Libertadores. Jesus veta acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino

Escreve a imprensa brasileira que Jorge Jesus vetou o acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino que antecede o jogo com o Grémio para a Libertadores, que vai decidir um dos finalistas da competição. …

Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros …

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …