Escritor-fantasma de Sócrates e blogger admitem contrato fictício com Rui Mão de Ferro

André Kosters / Lusa

O alegado autor da tese de mestrado de José Sócrates, Domingos Farinho, admitiu nunca ter trabalhado para Rui Mão de Ferro apesar de ter formalizado com o empresário uma prestação de serviços de “consultadoria jurídica”.

De acordo com o Público, o professor na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e antigo assessor no governo de Sócrates, disse nesta segunda-feira, no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, que nunca referiu o nome de José Sócrates nos contactos com Rui Mão de Ferro, administrador de várias empresas de Carlos Santos Silva, amigo do antigo primeiro-ministro.

O professor, que o Ministério Público entende ser o escritor-fantasma de Sócrates, recusou responder a algumas perguntas invocando o direito de não se auto-incriminar. Isto porque os cerca de 55 mil euros que recebeu entre dezembro de 2013 e outubro de 2014 foram pagos em nome da sua mulher, Jane Kirkby.

Assim, o Ministério Público está não só a avaliar se a prestação de serviços para Rui Mão de Ferro era fictícia, como também se houve crime de peculato por estar a receber dinheiro de Sócrates em nome da mulher apesar de ter um contrato de regime de exclusividade com a faculdade.

Numa situação equivalente, mas numa investigação independente, está o blogger António Manuel Costa Peixoto. Afirmou ter assinado um contrato de prestação de serviços com Rui Mão de Ferro — apesar de nunca ter trabalhado para ele —, disse nunca ter falado de Sócrates neste processo, usou o filho António Mega Peixoto para passar recibos em seu nome e invocou o direito de não se auto-incriminar.

António Peixoto era funcionário na Câmara Municipal de Oeiras quando, alegadamente, terá recebido dinheiro do antigo primeiro-ministro por intermédio de Rui Mão de Ferro. O regime de exclusividade a que estava sujeito, justificam que tenha optado por fazer o contrato de prestação de serviços em nome do filho.

Os 79 mil euros pagos entre 2012 e 2014 terão servido, entre outras coisas, para pagar as intervenções de Miguel Abrantes (pseudónimo de António Manuel Costa Peixoto) no blogue “Câmara Corporativa”.

As publicações de Miguel Abrantes era conhecidas por atacarem quem criticasse as medidas do governo de Sócrates. “Redigia e publicava nesse blogue textos nos quais veiculava as posições pessoais de José Sócrates, de acordo com os interesses políticos deste”, lê-se no despacho do MP.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …